Senuna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Senuna era uma deusa celta venerada na Britânia Romana, cujo nome era dantes lido incorrectamente como Senua. Era desconhecida até um cache de 26 oferendas a ela terem sido descobertos em 2002 num campo em Ashwell End, Hertfordshire, por Alan Meek, um pesquisador de metal.[1] A sua imagem mostra provas de sincretismo entre uma deusa pré-romana e a Romana Minerva.

O santuário de Senuna consistia num ritual de monturo, no qual as ofertas eram atiradas, cercado por um complexo de edifícios, incluindo oficinas e alojamento para os peregrinos. Os artefactos dedicados guardados no santuário eram posteriormente enterrados na borda do monturo, talvez destinados para protecção temporária, no final do 3º ou 4º século dC.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Senua.info inclui fotos, um artigo de Alan Meek, factos históricos e rituais Neo-pagões modernos.