Setembrino Petri

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Setembrino Petri
Geologia, paleontologia e micropaleontologia
Prof. Dr. Setembrino Petri em 2013
Nacionalidade Brasil Brasileira
Residência Brasil
Nascimento 19 de janeiro de 1922 (95 anos)
Local Amparo São Paulo, Brasil
Atividade
Campo(s) Geologia, paleontologia e micropaleontologia
Instituições Universidade de São Paulo
Tese Contribuição para o estudo do Devoniano paranaense (1948)
Orientador(es) Viktor Leinz
Prêmio(s) Ordem Nacional do Mérito Científico - 1998

Setembrino Petri (Amparo, 25 de setembro de 1922) é um geólogo brasileiro, comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico desde 1998. Professor emérito da Universidade de São Paulo, realiza hoje pesquisas, em especial, na área de micropaleontologia. O Laboratório de Micropaleontologia do Instituto de Geociências da USP carrega seu nome[1]. É um dos professores mais antigos ainda em atividade na universidade, tendo sido também o primeiro presidente da FUVEST[2].

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Setembrino é natural de Amparo, interior do estado de São Paulo, cidade que recebeu contingente significativo de imigrantes italianos no final do século XIX devido à atividade cafeeira na região[3]. É filho de Berlingeri Petri e Joanna Peccinini Petri (nascida em Limeira)[4]. Estudou no Grupo Escolar do Estado de São Paulo em Amparo, por quatro anos, estudando mais 5 anos no Ginásio do Estado de São Paulo.

Vida acadêmica[editar | editar código-fonte]

Ingressou na então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, formando-se em 1944 no curso de História Natural. Defendeu em 1948, na mesma instituição, sua tese de doutorado intitulada Contribuição ao Estudo do Devoniano Paranaense, sob orientação do Prof. Dr. Viktor Leintz, geólogo pioneiro no Brasil. A tese visa ampliar o conhecimento sobre a estratigrafia do Devoniano, até aquele momento pouco conhecida[5].

Enquanto professor e pesquisador do Instituto de Geociências, formou 14 mestres e 15 doutores. Participou do Comitê Assessor de Ciências da Terra do CNPq de 1990 a 1993 sendo que, de 1992 a 1993, foi seu Coordenador. Tem ampla experiência em Geociências, com ênfase em estratigrafia, principalmente do estado de São Paulo, micropaleontologia, com ênfase em foraminíferos; e bioestratigrafia e Bacia do Parana.

Atuou como pesquisador e professor no Instituto de Geociências mesmo depois de sua aposentadoria, em 1985, atuando então apenas na pós-graduação da instituição. Foi também presidente da Sociedade Brasileira de Geologia em 1965; diretor do Centro de Pesquisas Geocronológicas do Instituto Geológico da USP, de 1969 a 1974; diretor do Instituto de Geociências da USP, de 1974 a 1978; diretor do Museu Paulista da USP, de 1969 a 1974; presidente da Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST) da USP, de 1976 a 1983 e; coordenador do Vestibular da FUVEST em 1979, 1982 e 1983.

É membro da Academia Brasileira de Ciências, Academia de Ciências do Estado de São Paulo, Sociedade Brasileira de Geologia, Sociedade Brasileira de Paleontologia e Associação Brasileira Quaternário (ABEQUA).

Prêmios e títulos[editar | editar código-fonte]

  • 2013 - Presidente Honorário, 6th Latin American Congress of Sedimentology.
  • 2013 - Comemoração 80 anos de atividade - Diploma de mérito, CREA-SP.
  • 2012 - Professor Homenageado pela contribuição à ciência, I Workshop de estudos avançados em Astro e Paleontologia-.
  • 2010 - Promovido à Classe Grã-Cruz por suas contribuições à Ciência e à Tecnologia, Ordem Nacional do Mérito Científico.
  • 2009 - Medalha de Ouro Orville Derby pelo desenvolvimento de pesquisa científica de mérito reconhecido, Sociedade Brasileira de Geologia.
  • 2008 - Comenda Israel Charles White pelas relevantes contribuições prestadas ao conhecimento sobre a Geologia da Bacia Sedimentar do Paraná, Sociedade Brasileira de Geologia, Núcleo Paraná.
  • 2007 - Congratulações pelos 60 anos da publicação "Contribuição ao estudo do Devoniano do Paraná" - Bol. 129 da Div. Geol. Min. do DNPM, cuja posição litoestratigráfica do Devoniano paranaense ainda é válida, IV Simpósio de Cronoestratigrafia da Bacia do Paraná..
  • 2007 - Lançamento do livro "50 anos da criação do Curso de Geologia da USP". Prêmio sob forma de medalha de nióbio por ser antigo diretor e ser professor emérito do Instituto., Universidade de São Paulo.
  • 2006 - Prêmio concedido pela Sociedade Brasileira de Geologia, por ocasião da Comemoração dos 60 anos da criação da Sociedade (1946-2006) pela 'Inestimável Contribuição como Presidente da Socedade, na gestão 1966', Sociedade Brasileira de Geologia.
  • 2006 - Escolhido em eleição da Congregação, como Professor Representativo do Instituto de Geociências da USP, solicitado a este Instituto pela Reitoria da USP, em comemoração aos 70 anos de Fundação da Uniersidade de São Paulo, em 1934., Universidade de São Paulo.
  • 2003 - Laboratório de Micropaleontologia Setembrino Petri, IGC/USP.
  • 2003 - Prêmio Petrobrás 50 anos - pelas pesquisas pioneiras e pelo 1* zoneamento biostratigráfico de bacias costeiras brasileiras em 1954, Petrobrás.
  • 2001 - Homenagem (diploma e placa) do Dia do Paleontólogo, Sociedade Brasileira de Paleontologia.
  • 2001 - Diploma e placa comemorativa pela Sociedade Brasileira de Paleontologia, no dia do paleontólogo, no Rio de Janeiro., Sociedade Brasileira de Paleontologia.
  • 2001 - Homenageado pelos Drs. Dias-Brito, D.; Musacchio, E.A.; Castro,J.C.; Maranhão,M.S.A.S.; Suarez, J.M. & Rodrigues, R. espécie nova Ilyocypris setembrinopetrii
  • 1999 - Homenageado com a Sala de Ciências Setembrino Petri, UniABC.
  • 1998 - Comendador - Ministério da Ciência e Tecnologia, concedido pelo Presidente da República.
  • 1997 - Sócio Honorário, Sociedade Brasileira de Geologia.
  • 1996 - Homenagem pela professora Diana Mussa, L. Borghi, S. Bergamaschi, G. Schubert, E. Pereira & M.A.C. Pereira.
  • 1996 - Diploma de Honra ao Mérito, Simpósio Silurodevoniano América do Sul.
  • 1995 - Professor Emérito, Instituto de Geociências-USP.
  • 1994 - Medalha de Mérito, Sistema CONFEA-CREA.
  • 1992 - Diploma e Placa comemorativa em reconhecimento à relevante e exemplar contribuição à Geologia do Brasil, I Simpósio Cretáceo do Brasil.
  • 1990 - Paleontólogo Paulista Emérito, Núcleo São Paulo/Paraná-Sociedade Brasileira de Paleontologia.
  • 1987 - Paraninfo da XXXVI Turma de Geologia - USP, IGc/USP.
  • 1983 - Prêmio Jabuti - livro Geologia do Brasil (Fanerozóico) - Câmara Brasileira do Livro
  • 1981 - Homenageado pelos Drs. I Damiani Pinto & I. Pulper, com um novo gênero de ostracode devoniano da Bolívia
  • 1972 - Homenageado pelo Dr. Irajá Damiani Pinto, em trabalho de 1972 com uma espécie nova de coral do Carbonífero da Bacia do Amazonas, .
  • 1969 - Medalha de ouro José Bonifácio de Andrada e Silva - Sociedade Brasileira de Geologia - Prefeitura de Santos.
  • 1959 - Homenageado pelo Dr. Josué Camargo Mendes em trabalho de 1959, com uma espécie nova de braquiópode do Carbonífero do Amazonas, Kozlowskia petrii
  • 1953 - Medalha de ouro José Bonifácio de Andrada e Silva - Sociedade Brasileira de Geologia
  • 1949 - Homenagem pelo Dr. Octávio Barbosa, em trabalho de 1949, com uma espécie nova de planta do Devoniano do Paraná, redenominada por Sommer (1954)

Links externos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. USP (ed.). «Laboratório de Micropaleontologia». USP. Consultado em 19 de novembro de 2016 
  2. UOL (ed.). «25 moradores ilustres de São Paulo contam o que amam e odeiam na cidade». UOL. Consultado em 19 de novembro de 2016 
  3. Coleta F.A., Maria (1992). «Gilmar Mendes pede à PF investigação da Wikipédia no Brasil» (PDF). Campinas: NEPO - UNICAMP. Nepo. Consultado em 19 de novembro de 2016 
  4. My Heritage (ed.). «Berlingeri Petri». My Heritage. Consultado em 19 de novembro de 2016 
  5. Petri, Setembrino (1948). Contribuição para ao estudo do Devoniano paranaense (Tese). São Paulo: Universidade de São Paulo (USP). Consultado em 19 de novembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.