Simone Saback

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
SIMONE SABACK
Informação geral
Nome completo Simone Barreto Saback
Nascimento 25 de fevereiro de 1956 (62 anos)
Origem Jacobina, Bahia
País  Brasil
Gênero(s) MPB, Samba, Blues, Jazz, Pop
Página oficial Site Oficial
Spotify da Artista

Simone Saback (25 de fevereiro de 1956, Jacobina, Bahia) é uma compositora, intérprete, escritora, poeta, roteirista e jornalista brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Passou seus primeiros anos em Salvador antes de chegar a Brasília, em 1963. Aos 12 anos, a mais velha de sete irmãos ganhava, de seu pai, seu primeiro violão. Com inata veia poética e musical, aprendeu a tocar sozinha, começando, ainda adolescente, a compor suas primeiras canções.

Formou-se em Jornalismo, com especialização nos EUA. De volta a Brasília, trabalhou para a Revista Manchete e nos jornais Correio Braziliense, Jornal de Brasília e Última Hora como repórter, repórter especial, colunista, crítica de música, editora do segundo caderno e, finalmente, chefe de redação. Chegou a cursar quatro anos de Direito, mas a decepção com as restrições desse universo em tempos de ditadura, a par da ascensão de sua carreira musical, interromperiam, definitivamente, o estudo das leis.

No final dos anos 70, começou a apresentar-se como cantora em vários shows na capital brasileira e pelo país afora, incluindo três temporadas na Sala Funarte (hoje, Sala Cássia Eller), a convite do seu diretor de então, Alvim Barbosa. Em 1980, publica Mesmo Sangue, livro de poesia escrito em conjunto com sua irmã, Deny Saback. Em 1983, toma a decisão de afastar-se dos palcos e dedica-se aos bastidores do entretenimento como produtora, mantendo sua atividade artística como escritora e compositora. Fundou, com a jornalista Maria Helena de Carvalho, a produtora cultural Free Lancer Comunicação. Por quase duas décadas, fomentou o mercado candango do Teatro e da Música, lançou artistas e trabalhou com grandes nomes já consagrados nacionalmente.

Em 2002, as parcerias musicais cada vez mais intensas deslocam-na para o Rio de Janeiro, onde estoura no top nacional com dois hits nas vozes de Zélia Duncan (Mãos Atadas) e Ana Carolina (Vai). Fábio Jr., Leonardo, Frejat, Simone, Ricky Vallen, Dillo Daraujo, Andréa França, Angel Duarte e Ronaldo Barcellos são outros nomes a gravarem músicas suas ao longo dos últimos anos.

Em 2012, lança o single Flor do Sol, música inédita composta, trinta anos antes, em parceria com Cássia Eller, na voz da própria Cássia, então com 19 anos. A música foi originalmente registrada em fita cassete, na voz e violão da própria Cássia, então com 19 anos. Além de ser o registro vocal mais antigo que se conhece da cantora, tem o sabor especial da a revelar, pela primeira vez, também como compositora. A faixa, retrabalhada pelo filho de Cássia, Francisco Eller (Chico Chico), foi oficialmente lançada no programa Fantástico da TV Globo nos últimos minutos do dia 9 de dezembro e, passada a meia-noite, já no dia do 50º aniversário de Cássia, passou a estar disponível para o público nas lojas digitais.

Em 2016, lança outro single: Mãos Atadas, nas vozes e violões de Simone Saback e Cássia Eller. A gravação, igualmente disponível em todas as lojas digitais, também tem como base a gravação de um ensaio em fita cassete, feita na casa dos Saback em 1982. Digitalizado, o registro recebeu o arranjo do músico brasiliense Dillo Daraujo.

Paralelamente à carreira musical, Simone Saback firma-se como autora de sucessos teatrais, como o musical As Robertas - Loucas pelo Rei (2006, 2009, 2010), homenagem aos 40 anos de Jovem Guarda e ao cantor Roberto Carlos, no qual assinou argumento, repertório e direção musical, e o também musical O Passarinho e a Borboleta (2006), um conto de fadas totalmente brasileiro voltado para o público infanto-juvenil, no qual assinou argumento, texto original e música e que foi adaptado para a Orquestra Brasileira de Sapateado por seu irmão, Marcelo Saback.

A partir de 2011, especializa-se na escrita para o cinema e a televisão. Roteirizou, como colaboradora de Marcelo Saback, os Especiais de Fim de Ano de Roberto Carlos em 2011, 2012 e 2013. Em 2015 assinou como roteirista colaboradora, o filme Loucas Pra Casar, roteiro de Marcelo Saback, dirigido por Roberto Santucci, estrelado por Ingrid Guimarães, Tata Werneck e Suzana Pires, sucesso de crítica e público que levou mais de 4 milhões de pessoas ao cinema.

[1]

Referências

Composições gravadas[editar | editar código-fonte]

  • Mãos Atadas [Simone Saback] - Simone Saback & Cássia Eller (Single independente, 2016)
  • Flor do Sol - [Cássia Eller & Simone Saback] - Cássia Eller (CD "O Espírito do Som", Vol. I - Segredo, Porangareté, 2015)
  • O Que Você Quiser - [Ronaldo Barcellos e Simone Saback] - Ronaldo Barcellos (Single independente, distribuição via web, 2014)
  • Me Ajuda Aí [Simone Saback] - Leila Pinheiro (Single independente, distribuição via web, 2014)
  • Flor do Sol [Cássia Eller & Simone Saback] - Cássia Eller (Independente, distribuição pela Universal, 2012)
  • Duas Caras (Espelho Seu) [Dillo Daraujo & Simone Saback] - Angel Duarte (Independente, 2012)
  • Deixa de Bobagem [Ronaldo Barcellos & Simone Saback] - Ronaldo Barcellos (CD "Motel das Estrelas", Independente, 2012)
  • Vai [Simone Saback] - Leonardo (CD "Alucinação", Universal Music, 2010)
  • Mensagem do Tempo [Simone Saback] - Dillo Daraujo (DVD "Música Roqueira Popular Brasileira", Independente, 2010)
  • Duas Caras (Espelho Seu) [Dillo Daraujo & Simone Saback] - Dillo Daraujo (DVD "Música Roqueira Popular Brasileira", Independente, 2010)
  • Vida, Onde É Que Foi Parar? [Simone Saback | Versão: Ricky Vallen] - Ricky Vallen (CD & DVD "Ricky Vallen ao Vivo", Sony BMG Brasil, 2009)
  • Vai (Ao Vivo) [Simone Saback] - Ana Carolina (CD & DVD "Multishow Ao Vivo Ana Carolina Dois Quartos", Armazém / Sony BMG Brasil, 2008)
  • Me Esqueci Aí [Simone Saback] - Andrea França (CD "Sal Com Açúcar", Independent, 2007)
  • Vai [Simone Saback] - Ana Carolina (CD Duplo "Dois Quartos" & CD "Quarto", Sony BMG Brasil, 2006/2007)
  • Mãos Atadas [Simone Saback] - Zélia Duncan & Simone (CD e DVD "Amigo É Casa", Biscoito Fino, 2007)
  • Mãos Atadas [Simone Saback] - Zélia Duncan (DVD "Pré Pós Tudo Bossa Band – O Show", Universal Music, 2006)
  • Mãos Atadas [Simone Saback] - Zélia Duncan & Frejat (CD "Pré Pós Tudo Bossa Band", Universal Music, 2005)
  • Se Quiser Vai [Simone Saback] – Fábio Jr. (CD "Acústico", Sony BMG Brasil, 2002)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]