Skylab 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura álbum homônimo de Rogério Skylab, veja Skylab II.
Skylab 2
Skylab1-Patch.png
Informações da missão
Operadora NASA
Foguete Saturno IB SA-206
Espaçonave Apollo CSM-116
Astronautas Pete Conrad
Joseph Kerwin
Paul Weitz
Base de lançamento Plataforma 39B, Centro
Espacial John F. Kennedy
Lançamento 25 de março de 1973
13h00min00s UTC
Cabo Kennedy, Flórida,
 Estados Unidos
Amerrissagem 22 de junho de 1973
13h49min48s UTC
Oceano Pacífico
Órbitas 404
Duração 28 dias, 49 minutos,
48 segundos
Altitude orbital 438 quilômetros
Inclinação orbital 50 graus
Distância percorrida 18,5 milhões de
quilômetros
Imagem da tripulação
Kerwin, Conrad e Weitz
Kerwin, Conrad e Weitz
Navegação
Skylab Program Patch.png Skylab 1
Skylab 3 Skylab2-Patch.png

Skylab 2 (SL-3 ou SLM-2) foi a primeira missão tripulada para a Skylab, a primeira Estação espacial colocada em órbita pelos Estados Unidos, após o encerramento do Programa Apollo, com a última missão lunar realizada pela Apollo 17, em dezembro de 1972.

A missão foi lançada por um foguete Saturno IB. O nome também se refere ao veículo usado para àquela missão. A Skylab II estabeleceu o recorde de permanência humana no espaço.

A missão Skylab 2 foi algumas vezes chamada de Skylab 1, mas este nome se refere à missão-não tripulada de lançamento da própria estação. Entretanto, a confusão se manteve entre os astronautas e a NASA, se a missão não-tripulada que enviou a estação ao espaço seria chamada de Skylab ou Skylab 1, e as missões seguintes, tripuladas, seriam chamadas de Skylab 1, 2 e 3 ou 2, 3 e 4. Ao final, as missões Skylab voaram todas com suas insígnias mostrando um número diferente do código oficial da missão.[1]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Principal[editar | editar código-fonte]

Posição Astronauta
Comandante Charles "Pete" Conrad Jr.
Piloto Cientista Joseph P. Kerwin
Cientista Paul J. Weitz

Reservas[editar | editar código-fonte]

Posição Astronauta
Comandante Russell L. Schweickart
Piloto Cientista F. Story Musgrave
Cientista Bruce McCandless II

Principais Eventos[editar | editar código-fonte]

A estação Skylab vista do módulo de comando da Skylab 2.

Lançado em 25 de maio de 1973 a principal tarefa da primeira tripulação da Skylab foi reparar a estação. A proteção contra meteoritos e raios solares e placas de captação de energia solar foram destruídas durante a decolagem, e o painel solar principal estava travado. Devido à preocupação com o aquecimento da estação - pela à falta do escudo solar - havia o risco de liberar gases tóxicos e arruinar os filmes e comida a bordo, a tripulação teve que trabalhar rápido.

Depois de uma tentativa frustrada de acionar o Painel Solar, eles improvisaram um "guarda-sol" como substituto do revestimento de proteção solar. O "reparo funcionou", e as temperaturas internas baixaram o suficiente para a entrada da tripulação. Duas semanas depois Conrad e Kerwin conduziram uma caminhada-espacial, onde após um esforço hercúleo, conseguiram destravar o painel solar e permitir o fornecimento de eletricidade para seu novo lar.

Por quase um mês eles fizeram outros reparos na estrutura, realizaram experimentos médicos, colheram informações da Terra e do Sol e retornaram com 29 mil quadros de filme num total de 392 horas de experimentos. Os astronautas passaram 28 dias no espaço, o dobro do recorde americano anterior.

A missão durou até 22 de junho de 1973. O Skylab II desceu no Oceano Pacífico a uma distância de 9,6 km do navio de resgate USS Ticonderoga.

A missão bateu recordes de permanência no espaço em espaçonave tripulada, maior distância percorrida e maior massa atracada no espaço. Conrad bateu o recorde de maior tempo no espaço por um astronauta na época.

Local da Espaçonave[editar | editar código-fonte]

O módulo de comando da missão encontra-se em exposição no Museu Nacional de Aviação Naval em Pensacola, Flórida.

Referências

  1. «Skylab Numbering Fiasco». Living in Space. William Pogue Official WebSite. 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]