Apollo 6

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Apollo 6
The second Saturn V rises past the launch tower.jpg
Informações da missão
Operadora NASA
Foguete Saturno V SA-502
Espaçonave Apollo CSM-020
Apollo LTA-2R
Base de lançamento Plataforma 39A, Centro
Espacial John F. Kennedy
Lançamento 4 de abril de 1968
12h00min01s UTC
Cabo Kennedy, Flórida,
 Estados Unidos
Amerrissagem 4 de abril de 1968
21h57min21s UTC
Oceano Pacífico
Órbitas 3
Duração 9 horas, 57 minutos,
20 segundos
Inclinação orbital 32,6 graus
Navegação
Apollo 5
Apollo 7

Apollo 6 (também chamado de AS-502) foi um voo de teste não tripulado em missão para o Programa Apollo da NASA, a agência espacial dos Estados Unidos, realizado em 4 de abril de 1968. A Apollo 6 foi lançada em órbita pelo foguete Saturno V (AS-502) do Cabo Kennedy,[1] e o voo teve duração de 9 horas e 57 minutos.[2]

A missão Apollo 6 testou a propulsão do Saturno V, separação de estágios, as condições térmicas, desempenho dos sistemas de controle, emergência, orientação e elétrico. Os três estágios do Saturno V apresentaram problemas, prejudicando outro objetivo da missão que era testar o Módulo de Serviço (CM-020) na reentrada.[1][2] O motor do Módulo de Serviço Apollo precisou ser usado para que a missão conseguisse completar parte de seus objetivos e não sobrou combustível suficiente para uma boa reentrada, ainda assim a cápsula conseguiu ser recuperada.[2]

As imagens do lançamento da Apollo 6, obtidas do alto da torre de lançamento, são frequentemente usadas em documentários. A missão conseguiu também uma boa série fotográfica da África e do oceano Atlântico.[2]

A cápsula recuperada da missão Apollo 6 está em exposição no Centro da Ciência Fernbank, em Atlanta.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Launch of Saturn V AS-502». NASA. 9 de julho de 2018. Consultado em 9 de julho de 2019 
  2. a b c d Andrew LePage (4 de abril de 2018). «Apollo 6: The Saturn V That Almost Failed». Drew ex Machina. Consultado em 9 de julho de 2019 
  3. Ross Finlayson (25 de junho de 2019). «Current Locations of Manned Spacecraft». LIVE555.COM. Consultado em 9 de julho de 2019