Sonic the Hedgehog (Archie Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sonic the Hedgehog
Sonic archie.jpg
Capa da segunda edição brasileira publicada pela Editora Escala em 1995
País de origem  Estados Unidos
Língua de origem Inglês
Editora(s) Archie Comics
Encadernação Panfleto
Primeira edição Novembro de 1992-Julho de 2017
Número de álbuns 293
Género(s) Comédia
Drama
Ação
Romance
Personagens principais Sonic, Dr. Robotnik, Sally, Tails, Knuckles

Sonic the Hedgehog foi uma série de história em quadrinhos publicada pela Archie Comics[1] desde 1993[2], e baseada no mascote da Sega e personagem título de sua série de jogos Sonic the Hedgehog.[3]

A princípio foi criada para servir como marketing para as animações feitas pelo estúdio DiC Entertainment, principalmente em Sonic SatAM que foi lançado no mesmo ano, ao mesmo tempo que também trazia alguns elementos de comédia pastelão da série antecessora AoStH.[4] Foi lançada a princípio como uma minissérie de quatro edições, porém diante das boas vendas dada ao fandom dos primeiros jogos na época prosseguiu para uma série oficial. Ao longo dos anos a série foi passando por várias mudanças drásticas, deixando de ser uma comédia infantil e passando a focar em histórias mais complexas, sombrias e agressivas. Atualmente a história se aproximou mais do canôn dos jogos deixando de lado o contexto original da DiC que foi finalizado.


Publicações spin-off incluem Sonic Universe, uma série que apresentou histórias centradas em diferentes personagens laterais, chegando a sua 75ª edição a partir de abril de 2015; Knuckles the Echidna, com Knuckles como o principal protagonista com a ajuda de seus amigos, o Chaotix, que correu para 32 questões; E Sonic X, um quadrinho baseado no anime japonês com o mesmo nome, que durou 40 questões. A série também teve dois crossovers com a série de quadrinhos Mega Man do Archie, com base nos videogames Mega Man da Capcom.[5] A edição final da série principal foi a edição # 290, lançada em dezembro de 2016. Em janeiro de 2017, a série geral experimentou um hiato abrupto sem qualquer divulgação oficial, e em 19 de julho de 2017, a página oficial de Sonic the Hedgehog anunciou que, Depois de 24 anos, Sega e Archie Comics concluíram seu relacionamento, terminando a série.[6] Dois dias depois, a Sega anunciou que a IDW Publishing lançaria uma nova série de quadrinhos de Sonic a partir de 2018.[7]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Os quadrinhos seguem as aventuras de Sonic Ouriço e seus amigos, chamados de Lutadores da Liberdade (Freedom Fighters), que batalham contra o mal de Dr. Eggman. Inicialmente os quadrinhos serviram para divulgar e expandir a animação da DIC de 1993, até posteriormente se adaptar com mais fidelidade aos jogos.

As primeiras edições originalmente cobriam a saga contra Robotnik mostrada no desenho animado, com Sonic, Sally e seus amigos Lutadores da Liberdade (a princípio formado apenas por além deles, Tails, Rotor e Antoine) no esconderijo na floresta Knothole frequentemente indo enfrentar e se defender dos ataques de Robotnik que havia lhe tomado seu reino (Mobotropolis) e famílias no passado o transformando num lugar cibernético coberto por máquinas e transformando os habitantes em robôs. No decorrer da história Sonic e Sally vão ganhando novos aliados por Mobius como Bunnie Rabbot, Knuckles (que desenvolve sua própria história), Geoffrey, Amy Rose, entre outros. Sally mostra determinação em querer resgatar seu pai que foi aprisionado em outra zona por Robotnik, enquanto Sonic procura se reunir com seu tio Chuck. Ao longo da história o rei é resgatado, e ao final da batalha Robotnik é morto com uma de suas invenções, o Aniquilador Final, que também acaba abrindo passagens para as outras zonas e universos.

Depois da batalha Sonic e seus amigos se reúnem com parte de seus familiares e conhecem Ixis Naugus, o antigo mago do rei que foi também foi banido para a Zona do Silêncio por Robotnik e estava procurando dominar o reino através de uma maldição jogada sobre o Rei Max. Com isso Sonic e Tails decidem persegui-lo até a região ártica de Mobius para recuperar a espada do rei e curar sua maldição ao mesmo tempo que derrotam Ixis e conhecem Nate Morgan, o antigo parceiro de Robotnik que no passado já foi traído e aliado do pai de Sally, além de ter sido responsável pela criação dos anéis de força. No entanto no retorno pra Mobotropolis surge Robo-Robotnik, um variante robô de Robotnik de outro universo determinado a tomar seu lugar como Eggman, fazendo todos retornarem pra Knothole.

Após isso ocorrem adaptações mais relevantes de jogos como Sonic Adventure, Sonic Adventure 2 e Sonic Heroes, ao mesmo tempo que nesse meio tempo continuam a se desenvolver histórias originais. O irmão da Sally: Elias e a Rainha Alicia retornam para Knothole, Sonic passa a fazer amizade com Mina Mangusto ao mesmo tempo que se desentende com Sally, e Knothole se desenvolve de uma vila para uma cidade.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Personagens dos jogos[editar | editar código-fonte]

  • Sonic, é o personagem título da revista. Um ouriço azul, cheio de energia e dotado de super-velocidade que luta contra a tirania de Robotnik e Eggman e seus exércitos de robôs escravos de dominarem o mundo transformando todos em robôs.
  • Knuckles, o atual guardião da Ilha Flutuante. No começo foi um rival do Sonic muito teimoso que apenas se importava com seu trabalho de guardião. Com o tempo ele foi formando sua equipe chamada Chaotix passando a lutar também pela paz de Móbius, ao mesmo tempo que no decorrer da história se reencontra com sua família perdida e também sua cidade natal Equidnapolis. Mais adiante ele passa a ser mais fundamental nas aventuras com o Sonic.
  • Tails, uma jovem raposa melhor amigo do Sonic dotado de voo graças as suas duas caudas. No começo ele era uma criança ingênua que frequentemente tentava imitar o Sonic, mas sempre impedido de entrar nas missões. Mais adiante passa a ser mais fundamental nas missões quando descoberto que ele era um "escolhido" pelos antigos espíritos de Mobius, passando assim a seguir mais Sonic em suas aventuras.
  • Amy Rose, a maior admiradora do Sonic. Nas edições mais antigas ela aparecia como uma criança tão indefesa e impedida quanto o Tails. Posteriormente ela se torna um membro dos Lutadores da Liberdade após fazer um desejo para crescer e ajudar os outros.

Personagens dos desenhos animados[editar | editar código-fonte]

  • Sally, é uma jovem tâmia princesa da cidade Mobotrópolis, que fora dominada por Robotnik no começo da história. Foi a responsável por fundar a equipe dos Lutadores da Liberdade após o desaparecimento de seu pai durante a guerra. No decorrer da história ela entra num clima romântico com Sonic, bem como outros personagens como Geoffrey, Knuckles e Khan. É filha do Rei Max e da Rainha Alicia e tem como irmão Elias.
  • Rotor, uma morsa cientista dos Lutadores da Liberdade. É o responsável normalmente por criar máquinas e aparelhos para ajudar seus amigos na batalha. Nas edições mais antigas ele raramente entrava em combate.
  • Bunnie, uma coelha ciborgue membro da equipe dos Lutadores da Liberdade. No passado foi salva por Sonic antes de ser robotizada completamente por uma das máquinas de Robotnik ficando com suas pernas e braço robotizados, ganhando assim superforça. A princípio mostra interesse pelo Sonic porém mais adiante passa a entrar em um relacionamento com Antoine.
  • Antoine, um coiote com sotaque francês metido e covarde membro dos Lutadores da Liberdade. Nas primeiras edições era frequentemente alvo de implicância do Sonic, porém mais adiante passou a demonstrar seu valor na equipe decidindo lutar para ajudar seus amigos. Ele possui uma inspiração pelo pai para ser membro da guarda real de Mobius, tendo habilidades com espada.
  • Tio Chuck, o tio do Sonic que foi responsável pela criação dos anéis e o robotizador. No passado era um dos servos do Rei Acorn e cuidava de Sonic depois do desaparecimento de seus pais, até ser capturado por Robotnik e transformado em um robô. Com o tempo ele foi se libertando do controle e passando a ajudar Sonic e os outros na batalha.
  • Rei Max Acorn, o pai da Sally e o antigo rei de Mobotrópolis. Na saga de Robotnik ele esteve durante um longo tempo preso na Zona do Silêncio onde foi amaldiçoado por Ixi Naugus e cristalizado. Depois que foi resgatado ele foi aos poucos se recuperando até reconquistar sua espada e coroa, porém posteriormente fica incapacitado novamente passando seu cargo para o filho Elias.

Vilões[editar | editar código-fonte]

  • Dr. Eggman, o vilão central dos quadrinhos. Na série existem dois Eggmans, o primeiro chamado de Dr. Robotnik (livremente baseado no personagem dos desenhos animados) que foi o vilão nas primeira edições tendo sido o responsável por arruinar Mobius no passado provocando uma guerra entre Mobianos e Overlanders (humanos) afim de posteriormente dominar o reino de Mobotropolis robotizando os habitantes e fazendo ataques contra os Lutadores da Liberdade. O segundo se trata de uma contraparte robótica do primeiro vinda de um universo paralelo desejando seguir os seus planos após a derrota, tendo mudado seu nome e aparência (mais similar a dos jogos) para Eggman.
  • Snively, é o sobrinho e assistente de Robotnik (o primeiro vilão) responsável por fazer todos seus experimentos. No passado ele abandonou o pai almejando querer usar seu conhecimento para conquistar o mundo com seu tio, embora posteriormente conspire querer derrubar o mesmo. Mais adiante passa a trabalhar pra Eggman.
  • Ixi Naugus, o antigo feiticeiro do reino de Mobotropolis. Originalmente tendo nascido da fusão de três mobianos em busca de poder no passado serviu ao Rei Max e seu pai afim de querer dominar o reino e Mobius, até ser banido para a Zona do Silêncio por Robotnik.
  • Nack, um caçador de recompensas e criminoso em Mobius. Já chegou a ajudar Robotnik a capturar Sonic depois indo parar na cadeia, e posteriormente passa a agir por conta própria.
  • Anti-Sonic, uma contraparte do mal do Sonic vindo de um universo alternativo. Apareceu como um antagonista recorrente nas primeiras edições, até a derrota de Robotnik ele e seus capangas atormentavam Sonic e os Lutadores da Liberdade causando caos. Posteriormente se torna verde e é rebatizado de Scourge.

Outros personagens[editar | editar código-fonte]

  • Lupe, uma loba líder de uma esquadrão de lobos que são aliados dos Lutadores da Liberdade. A princípio apareceu na batalha contra Robotnik desejando salvar seu povo do vilão, posteriormente desenvolve sua própria história separada.
  • Geoffrey St.John, o líder de uma equipe secreta do Rei Max. A princípio apareceu durante como um aliado de Sally durante a batalha contra Robotnik e depois se tornou um rival para Sonic com quem constantemente se desentende e briga.

Histórico de publicação[editar | editar código-fonte]

A série em quadrinhos estreou nos Estados Unidos no início de 1993, dois anos após o lançamento do primeiro game em 1991 para o Sega Mega Drive. Os spin-offs da revista inclui a série Knuckles the Echidna, estrelando o personagem-título, que funcionou por 32 edições e 4 minisséries, cada uma estrelando um personagem da série. Em 21 de setembro de 2005, a Archie Comics começou uma nova série baseada na série de TV Sonic X. Em fevereiro de 2009, a série Sonic X foi substituída pelo Sonic Universe, um spin-off direto da Sonic the Hedgehog.

Além da série Sonic X, todas as comics do Sonic pela Archie Comics tem o mesmo lugar no universo ficcional (Sonic X tem lugar em uma dimensão diferente da série principal, apesar de cruzamentos entre os dois tenham ocorrido). Este universo apresenta uma mistura de personagens, as definições e histórias do desenho Sonic the Hedgehog (Sonic SatAM), os games do Sonic pela Sega, e várias outras encarnações do Sonic. Ele também inclui muitos elementos originais do universo de quadrinhos. Embora a série de jogos em curso continuar influenciando a série em quadrinhos, jogos e histórias em quadrinhos existem como continuidades totalmente diferente. Sonic the Hedgehog não deve ser confundido com o Sonic the Comic, que decorreu no Reino Unido e publicada mais edições apesar de funcionar por um tempo mais curto (devido aos quadrinhos publicados no Reino Unido serem mais frequentes do que no calendário dos Estados Unidos). Em outubro de 2009, houve 205 edições do original da série Sonic the Hedgehog. Além disso, a série foi reconhecida pelo Guinness World Records como a mais longa série em quadrinhos baseada em um personagem de videogame.

Spin-offs[editar | editar código-fonte]

Durante os anos 90 a Archie Comics planejou em algumas minisséries em quadrinhos de 3 edições estreladas por outros personagens como Sally, Tails e Knuckles. Em nenhuma dessas minisséries Sonic aparece.

Com o sucesso que Knuckles estava fazendo a minissérie e os quadrinhos relacionados a ele se popularizaram entre o público, fazendo assim a Archie criar uma revista em quadrinhos própria para o Knuckles em 1997, Knuckles the Echidna que durou até 2000 com 32 edições.

Seguindo o sucesso dos novos personagens que apareceram nos jogos como Shadow, Blaze e Silver, a Archie criou em 2009 outra revista mostrando o universo expandido da franquia, intitulado Sonic Universe do qual ainda permanece em publicação contínua até os dias de hoje.

A Archie também produziu dois outros gibis baseados em outras marcas do Sonic, como o anime Sonic X e o desenho franco-americano Sonic Boom. Sonic X começou em setembro de 2005 e acabou após 40 edições, Sonic Boom começou em outubro de 2014 e acabou após 11 edições.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.