Sonic the Hedgehog

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sonic)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Sonic the Hedgehog (desambiguação).
Sonic the Hedgehog
Gênero(s) Plataforma
Desenvolvedora(s)
Publicadora(s) Sega
Criador(es) Yuji Naka
Naoto Ohshima
Hirokazu Yasuhara
Primeiro título Sonic the Hedgehog
23 de junho de 1991
Último título Sonic Mania
15 de agosto de 2017
Spin-off(s) Sonic Boom
Portal Portal de jogos eletrônicos

Sonic the Hedgehog (ソニック・ザ・ヘッジホッグ, Sonikku za Hejjihoggu?) é uma franquia de videogames criada e produzida pela Sega. A franquia é centrada em uma série de jogos de plataforma focados em velocidade. O protagonizada da série é um ouriço azul chamado Sonic, cuja vida pacífica é sempre interrompida pelo antagonista principal da série, Dr. Eggman. Tipicamente Sonic -normalmente junto de um de seus amigos, como Tails, Amy e Knuckles- se aventuram para parar Eggman e seus planos para dominação mundial. O primeiro jogo da série, lançado em 1991, foi concebido pela divisão da Sega, Sonic Team após um pedido para um novo mascote. O título foi um sucesso, e foi renovado para várias sequelas, que levaram a Sega a liderança no rumo dos consoles de vídeogame da era 16-bit do começo até a metade dos anos 90.[1]

Enquanto os primeiros jogos da série eram jogos de plataforma em side-scrolling, posteriormente os jogos da série foram expandidos em vários outros gêneros e sub-séries, como Mario & Sonic at the Olympic Games e a série Sonic Boom. Até 2016, a série vendeu mais de 80 milhões de cópias físicas de jogos,[2] e mais de 350 milhões de unidades quando combinados com relançamentos e downloads para celulares.[3] Fora dos vídeogames, a franquia também já foi divulgada em outras mídias, incluindo desenhos animados, anime e uma longa série de histórias em quadrinhos, que foi reconhecida como a mais longa história em quadrinhos baseada em um vídeogame já publicada pelo Guinness World Records.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Sonic, junto de seu amigo Tails, desbravam aventuras pelo mundo, mas são quase sempre interrompidos pelo maligno cientista Dr. Eggman, com o maléfico plano de dominar o mundo e escravizar os humanos. Assim, Sonic e Tails devem impedir os planos do doutor .

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Na série principal, a jogabilidade dentro dos jogos é dividida em duas: 2D e 3D. Na jogabilidade 2D, predominante nos jogos mais antigos do mascote, você controla o Sonic horizontalmente e pula nos inimigos para destruí-los, além disso, os jogos ainda tem como elemento recorrente os anéis, que são fonte de energia ao personagem. Quando é pego um determinado número deles, o jogador poderá acessar os Special Stages, fases bônus onde é possível coletar 6/7 pedras mágicas, chamadas de Esmeraldas do Caos, que são responsáveis por dar super poderes ao ouriço, o transformando em Super Sonic, que tem a habilidade de voar, correr mais rápido, e ser invencível. Se o jogador coletar todas elas, será contemplado com o final verdadeiro. Outro elemento na jogabilidade recorrente nos jogos antigos são os itens: monitores capazes de dar poderes para Sonic, como um escudo protetor, ou até uma vida extra. O jogo também foi o primeiro na história dos videogames a estabelecer o sistema de salvar o jogo, os chamados save states, onde o jogador, quando morre ou é derrotado, volta ao ponto onde parou. O jogador terá 10 minutos para terminar de fase, caso ao contrário, será dada a tela de Time Over. No início, o jogador tem 3 chances para completar a fase, mas é possível ganhar mais vidas, já que a cada vez que são pegos 100 anéis, uma vida é dada ao jogador, outro modo também é de pegar um monitor de vida. O jogador também tem um contador de pontos, pegos quando se mata um inimigo, passando em um limite estipulado de tempo, ou pelo número de rings que é multiplicado por 100 pontos. Porém, Sonic não é invencível, ele pode ser morto se: for esmagado, cair em um abismo, afogado (somente possível em fases aquáticas, onde o jogador pode se manter vivo usando bolhas de ar presentes em vários pontos da fase), e ser tocado por um inimigo, neste caso, se tiver um monitor de escudo, ele será desprotegido, se tiver com anéis, perderá todos eles,com a chance de recuperar alguns, e se não tiver nenhum, morrerá, perdendo uma vida. Quando o contador de vidas chegar a 0, será dada a tela de Game Over, excetuando se ele tiver conseguido um continue, que são 3 vidas extras conseguidas após pegar 50 anéis em um Special Stage ou ganhando 30 mil pontos.

Sonic também é capaz de atacar fazendo o pulo supersônico, o giro supersônico, que pode ser executado após correr em alta velocidade e apertando para baixo, e por fim, o SpinDash, que faz Sonic disparar rolando em alta velocidade, destruindo tudo o que há em sua frente.

Na jogabilidade 3D, Sonic agora é capaz de fazer mais ataques especiais como o Homming Attack, Light Speed Dash, Boost, entre outros. Agora a visão é em um mundo aberto em 3D com vários caminhos alternativos, as tradicionais fases, chamados de Action Stages. Há também os Adventures Field, onde o jogador pode acessar as fases e interagir com pessoas, seja fazendo missões ou até mesmo procurando itens como medalhas e emblemas que desbloqueiam extras do jogo, além de achar ''power ups'' que dão novas habilidades.

Lista de personagens[editar | editar código-fonte]

Mídias[editar | editar código-fonte]

Jogos[editar | editar código-fonte]

Série principal[editar | editar código-fonte]

O primeiro jogo do Sonic, Sonic the Hedgehog, era um jogo de plataforma lançado em 1991[5] que apresentava o protagonista Sonic correndo pelos níveis do jogo para impedir os planos do Doutor Robotnik de dominar o mundo.[6] O jogo se focava na habilidade de Sonic de correr e pular a altas velocidades com o uso de springs, slopes e loop-the-loops.[6] Sua sequência, Sonic the Hedgehog 2, um jogo de plataforma de 1992,[7] aumentou a variedade e a velocidade da jogabilidade da série[8] e foi o segundo jogo mais vendido do Mega Drive de todos os tempos.[9] O jogo introduziu o parceiro de Sonic, Miles "Tails" Prower, que seguia Sonic pelo jogo,[8] e o movimento "spin dash", que permitia a Sonic ganhar propulsão rapidamente quando parado.[8] A próxima sequência, Sonic the Hedgehog 3, foi lançado em 1994.[10] O jogo introduziu um movimento de defesa temporária,[11] adicionou novos tipos de escudo,[12] e permitia que Tails voasse sendo controlado pelo jogador.[12] O jogo também introduziu um novo personagem, Knuckles the Echidna, que serviu como um antagonista adicional ao lado do Doutor Robotnik.[12] Sonic & Knuckles, lançado em 1994,[13] introduziu Knuckles como um personagem jogável com habilidades de voo planado e escalada de parede.[13] e permitiu aos jogadores conectar Sonic the Hedgehog 3 no topo do cartucho de Sonic and Knuckles. Isso permitia que se jogasse o jogo como ele foi desenvolvido originalmente;[13] os jogos eram para ser um só, mas foram separados por problemas de espaço e tempo.[14][15]

Sonic 3D Blast, um jogo de plataforma de 2.5D isométrico[16] lançado em 1996[17] apresenta Sonic correndo em ambientes pseudo-3D enquanto tenta resgatar Flickies do Doutor Robotnik.[16]

Sonic CD, lançado para Mega-CD/Sega CD em 1993,[18][19] introduz o personagem Amy Rose[20] e possui níveis que se modificam dependendo se o Sonic está no passado, presente ou futuro.[18]

Sonic Chaos, lançado em 1993 para Master System,[21] apresentava Tails como um personagem jogável.[22] A sequência, Sonic Triple Trouble, lançado em 1994[23] para Game Gear introduz um novo personagem, Nack the Weasel, que, assim como Knuckles e Doutor Robotnik, deseja coletar todas as Esmeraldas do Caos.

Um dos últimos jogos para Game Gear, Sonic Blast, lançado em 1996[24] possuía sprites pré-renderizados.

Sonic Labyrinth, lançado para Game Gear em 1995,[25] possuía uma visão isométrica e uma jogabilidade com uma exploração mais lenta como consequência do Robotnik ter trocado os sapatos de Sonic por "Speed Down Boots."

Spin-off[editar | editar código-fonte]

Muitos jogos do Sonic não são plataforma.

Spin-off de personagens[editar | editar código-fonte]

Tails recebeu dois spin-offs para Master System. Tails' Skypatrol, lançado em 1995,[26] permitia aos jogadores controlarem um Tails que voava o tempo todo. Tails Adventure, também de 1995,[27] era um jogo de plataforma com elementos de RPG.

Knuckles' Chaotix, lançado em 1995 para Sega 32x,[28] apresenta Knuckles e um novo grupo chamado Chaotix enfrentando Doutor Robotnik.[29] O jogo apresentava um sistema de dois jogadores cooperativos em que os personagens eram conectados por anéis mágicos.[29]

Pinball[editar | editar código-fonte]

Sonic the Hedgehog Spinball, lançado em 1993 nos jogos eletrônicos, é um simulador de pinball modelado com base nas zonas Spring Yard e Casino Night dos primeiros dois jogos de Sonic.[30] O jogo, diferente dos simuladores de pinball em geral, tem como objetivo principal coletar todas as esmeraldas do caos em cada nível e derrotar os chefes do nível.[30] Foi um dos poucos jogos a possuir elementos dos desenhos Sonic the Hedgehog and Adventures of Sonic the Hedgehog, apesar das referências serem apenas visuais.

Quebra-cabeça[editar | editar código-fonte]

Dr. Robotnik's Mean Bean Machine é um jogo de quebra-cabeça similar a Puyo Puyo[31] que se passa no universo de Adventures of Sonic the Hedgehog.[carece de fontes?]

Sonic Eraser, um jogo de quebra-cabeça lançado exclusivamente para Meganet, que requer o uso do modem do sistema.[carece de fontes?]

Corrida[editar | editar código-fonte]

Sonic Drift é um jogo de corrida de kart lançado em 1994.[32] Recebeu uma sequência, Sonic Drift 2, lançada em 1995.[33]

Sonic R, um jogo de corrida a pé foi o primeiro jogo a ser totalmente em 3D,[34] sendo lançado para Sega Saturn em 1997.[35]

Animação[editar | editar código-fonte]

Devido ao sucesso da série, desenhos animados estrelando o personagem foram feitos:

  • Adventures of Sonic the Hedgehog, o desenho estrela Sonic e Tails lutando contra Dr. Robotnik e sua gangue de robôs, o desenho possui referências aos jogos antigos dele. Foi produzido nos Estados Unidos.
  • Sonic the Hedgehog (série animada), mais pesado do que o primeiro e o que mais se distancia dos jogos. O desenho se passa em um mundo onde Dr. Robotnik é um ditador e conquista Mobius, restando um grupo de rebeldes contra ele chamados de Lutadores da Liberdade, que tentam acabar com a tirania dele. Foi produzido nos Estados Unidos.
  • Sonic Underground é o terceiro desenho que mais se distancia dos jogos. Nele, Sonic possui dois irmãos, Sonia e Manic, e eles são filhos da Rainha Aleena, e eles ficam procurando por ela para poderem formar uma família de novo. Ocorre também que o Dr. Robotnik, o ditador de Mobius, quer capturar a Rainha Aleena antes deles. A história do desenho é antes de Sonic 1, por isso não tem esmeraldas. Foi co-produzido numa parceria entre a Sega of America e um estúdio de animação francês.
  • Sonic the Hedgehog: The Movie, nessa animação, Sonic e Tails moram em um planeta chamado Planeta da Liberdade, no qual Dr. Eggman diz para eles que um ser chamado Black Eggman toma posse da Eggmanland. Quando Sonic e Tails vão investigar, eles encontram Metal Sonic, e também Knuckles, que nesse desenho é um caçador de tesouros. Foi produzido no Japão.
  • Sonic X é uma animação que conta a história em que Sonic acaba indo parar no planeta Terra, onde conhece Chris, uma criança rica que não tem amigos. A trama se desenrola com o Sonic e seus amigos procurando as Esmeraldas do Chaos para poderem voltar ao seu planeta, porém o Dr. Eggman também quer possuí-las. Essa animação foi produzida por um estúdio de animação japonês.
  • Sonic Boom é a mais nova série animada do ouriço anunciada pela própria Sega em 2014.[36] O projeto é uma co-produção da Sega of America em conjunto com um estúdio francês, responsável pela série Duelo Xiaolin. A série estreou em novembro de 2014 nos Estados Unidos, e em junho de 2015 no Brasil, ambas transmitidas pelo canal pago Cartoon Network.

Características comuns[editar | editar código-fonte]

Rings (anéis/argolas)[editar | editar código-fonte]

São os itens mais comuns nos jogos do Sonic. Esses anéis contêm uma energia chamada Chaos. Eles têm o poder de defender os personagens. Se um personagem for atacado, ele não receberá dano, em compensação, perderá 20 anéis. Se um personagem não tiver nenhum anel ele morrerá, perdendo assim o jogo. Eles também têm o poder de desbloquear a super forma dos personagens junto com as Esmeraldas do Caos. As Esmeraldas do Caos junto com 50 rings podem desbloquear a super forma de um personagem, assim como aconteceu com Sonic, Tails, Knuckles, Metal Sonic, Shadow, Blaze e Silver. Nos primeiros jogos, eram perdidos todos os rings e, ainda por cima, não era possível recuperar todos os anéis perdidos. Atualmente, são perdidos apenas 25 anéis e é possível recuperá-los. Nos jogos atuais, os anéis também servem para Sonic utilizar a habilidade de "Boost" e melhora um pouco o salto e outras habilidades.

Algumas causas de morte não podem ser previnidas utilizando os anéis como ser esmagado, cair de um abismo e se afogar.[37]

Esmeraldas do Caos[editar | editar código-fonte]

As sete Esmeraldas do Caos.

As Esmeraldas do Caos, na história do jogo, são antigos artefatos mágicos com um poder surreal. O poder quando bem manipulado pode lhe dar habilidades inimagináveis, além de servir de fonte de energia para qualquer ser ou máquina. Elas existem desde o primeiro jogo do Sonic. Diferente dos anéis, elas contêm grande valor de Energia Chaos. São no total 7 Esmeraldas, que são neutralizadas pela Esmeralda Mestre, uma Esmeralda verde e grande e que tem um poder infinito. Elas podem transformar-se nas Super Esmeraldas e dar mais poder a quem as possui. Nos primeiros jogos, as Esmeraldas eram colecionadas em fases especiais. Nos jogos atualmente, elas são conseguidas ao passar da história. Elas contêm um valor positivo e negativo. Quando o Sonic usa o poder positivo, ele transforma-se no Super Sonic. Quando usa o poder negativo, ele transforma-se no Dark Sonic.

Fases Especiais[editar | editar código-fonte]

Normalmente, Fases Especiais (ou Special Stages) aparecem no jogo como forma de ganhar as Esmeraldas do Caos.[38] Essas fases normalmente ocorrem em ambientes surrealistas e apresentam mecanismos de jogabilidade alternativos comparado com a plataforma padrão dos principais níveis. O primeiro jogo consiste em um labirinto giratório com imagens de peixes e pássaros no fundo, onde o jogador tem que pular para chegar até a esmeralda sem cair nos Goals.[39] Nos demais jogos as fases consistem em coletar um certo número de items até ganhar a esmeraldas. Em Sonic 2 o jogador percorre um túnel em 3D coletando anéis e tendo cuidado para não ser acertado pelas bombas no caminho. Em Sonic 3 & Knuckles o jogador percorre um cenário em 3D atravessando orbes azuis as fazendo mudar de cor para vermelho, embora com cuidado para não encostar nas orbes vermelhas. Em Sonic CD o jogador pode correr livremente por um cenário cheio de água (que diminuem o tempo) destruindo ovnis.

Super transformação[editar | editar código-fonte]

Desde Sonic the Hedgehog 2, Sonic pode transformar-se em Super Sonic (esta transformação é uma referência à transformação em Super Sayajin ocorrida no anime Dragon Ball). A transformação é a mais usada pelo ouriço. Ela fornece uma maior velocidade, mais força e o poder de voar, além de outros poderes dependendo do jogo (como invencibilidade, por exemplo). A sua cor altera-se para amarelo, seus espinhos ficam arrepiados e seus olhos ficam vermelhos. Essa transformação tira um anel por segundo. Ele normalmente precisa das sete Esmeraldas do Caos e mais 50 anéis, apesar de essa característica mudar de jogo em jogo.

No jogo Sonic 3 & Knuckles, Sonic pode transformar-se em Hyper Sonic. Essa transformação só ocorre nesse jogo. Ela dá mais velocidade, mais força e o poder de voar. Ele fica a piscar as cores das Esmeraldas do Caos, os seus espinhos ficam arrepiados e seus olhos ficam vermelhos.

No anime Sonic X, Sonic pode transformar-se em Dark Sonic. Ele fica preto, seus espinhos ficam arrepiados e suas pupilas desaparecem. Sonic usa o poder negativo das Esmeraldas do Caos falsas. Ele fica muito nervoso nessa transformação, mas, após pouco tempo, ele volta ao normal.

No jogo Sonic And The Secret Rings, Sonic pode transformar-se em Dark Spine Sonic. Depois da batalha contra Erazor Djinn, os anéis secretos são destruídos e Sonic não pode mais voltar a essa forma. Ela dá mais velocidade e o poder de voar. Ele fica roxo com duas listras roxo claro na cabeça, seu tênis e luva se juntam com o corpo e suas pupilas desaparecem.

No jogo Sonic And The Black Knight, Sonic pode transformar-se no Excalibur. Ele fica com uma armadura dourada e sua espada Calibur também fica de ouro.

No jogo Sonic Unleashed, Sonic pode transforma-se em Werehog (Um tipo de ouriço-lobisomem, lobo-ouriço). Ele fica com pelos azul escuro, com mechas claras, com garras e dentes afiados, seus sapatos ficam com espinhos. Sonic só se transforma em Werehog à noite.

Referências

  1. Kennedy, Sam. «The Essential 50: Sonic the Hedgehog». 1up.com. Consultado em 3 de junho de 2006 
  2. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Sales
  3. «Sega Intellectual Properties - Annual Report 2016» (PDF). Sega Sammy Holdings. 2016. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  4. «Sonic the Hedgehog enter Book of World Records». Archie Comic. 7 de julho de 2008. Consultado em 13 de setembro de 2008. Arquivado do original em 12 de setembro de 2008 
  5. Dobson, Jason (23 de junho de 2006). «Sonic The Hedgehog Celebrates 15th Anniversary». Gamasutra. Think Services. Consultado em 27 de agosto de 2009 
  6. a b Thomas, Lucas (26 de janeiro de 2007). «Sonic the Hedgehog VC Review». IGN. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  7. «Sonic The Hedgehog 2 Neoseeker Profile». www.neoseeker.com. Consultado em 21 de outubro de 2007 
  8. a b c Thomas, Lucas (11 de julho de 2007). «Sonic the Hedgehog 2 Review - Wii Review at IGN». IGN. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  9. http://www.retrozoid.co.uk"/2010/.../sonic_the_hedgehog-3-sega-mega-drive/
  10. «IGN: Sonic the Hedgehog 3». IGN. IGN Entertainment, Inc 
  11. Provo, Frank (12 de setembro de 2007). «Sonic the Hedgehog 3 Review for Wii». Gamespot. CBS Interactive, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  12. a b c Thomas, Lucas (11 de setembro de 2007). «Sonic the Hedgehog 3 Review». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  13. a b c Thomas, Lucas (22 de fevereiro de 2010). «Sonic & Knuckles Review». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  14. Interview with Roger Hector
  15. «Sega's Yuji Naka Talks!». GameSpy 
  16. a b Thomas, Lucas M (4 de dezembro de 2007). «Sonic 3D Blast Review». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  17. «IGN: Sonic 3D Blast». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  18. a b Peeples, Jeremy (27 de junho de 2004). «Review: Sonic CD». Sega-16. Sega-16. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  19. «IGN: Sonic CD». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  20. Thomas, Lucas M (12 de outubro de 2007). «Smash it Up! - Sonic Team». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  21. «Sonic the Hedgehog Chaos for GG». GameSpot. CBS Interactive, Inc. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  22. Thomas, Lucas (2 de fevereiro de 2009). «Sonic Chaos Review». IGN. Consultado em 10 de fevereiro de 2011 
  23. «Sonic the Hedgehog: Triple Trouble for Game Gear (1994)». MobyGames. MobyGames. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  24. «Sonic Blast for Game Gear (1996)». MobyGames. MobyGames. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  25. «Sonic Labyrinth for Game Gear (1995)». MobyGames. Moby Games. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  26. «Tails' Skypatrol for Game Gear (1995)». MobyGames. Moby Games. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  27. «Tails Adventure for Game Gear (1995)». MobyGames. MobyGames. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  28. «Knuckles Chaotix for Sega 32X from 1UP». 1UP.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  29. a b Fahs, Travis (26 de março de 2008). «Knuckles Chaotix Review». IGN Retro. IGN Entertainment, Inc 
  30. a b Provo, Frank (19 de março de 2007). «Sonic Spinball Review for Wii». GameSpot. CBS Interactive, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  31. Thomas, Lucas, M (11 de dezembro de 2006). «Dr. Robitnik's Mean Bean Machine Review». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  32. «Sonic Drift for Game Gear (1994)». MobyGames. MobyGames. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  33. «Sonic Drift 2 for Game Gear (1995)». MobyGames. MobyGames. Consultado em 28 de fevereiro de 2011 
  34. «Sonic R Review for the SATURN». Game Revolution. Atomio Online, LLC. Consultado em 1 de março de 2011 
  35. «IGN: Sonic R». IGN. IGN Entertainment, Inc. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  36. http://www.broadcastingcable.com/article/495820-SEGA_to_Produce_New_Sonic_the_Hedgehog_Series_for_Cartoon_Network.php
  37. «Sonic the Hedgehog (1991 video game)». Wikipedia (em inglês). 25 de março de 2017 
  38. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome STH1manual_secret_zone
  39. «The making of... Sonic The Hedgehog». Edge (101). Setembro de 2001. p. 121. ...the Mega Drive allowed this stunning demonstration of rotation during the bonus stages. This was said to be impossible on the hardware at the time. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]