Stanley Menzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Stanley Menzo
Stanley Menzo
Informações pessoais
Nome completo Stanley Purl Menzo
Data de nasc. 15 de outubro de 1963 (55 anos)
Local de nasc. Paramaribo, Flag of Suriname (1959–1975).svg Guiana Neerlandesa
Nacionalidade neerlandês / surinamês
Altura 1,87 m
Apelido Menzo; "O Deus das holandesas"
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-goleiro)
Clubes de juventude

1980–1983
Países Baixos TWW Centrum
Países Baixos AVV Zeeburgia
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1983–1994
1984
1994–1996
1996–1999
1997
1999–2000
2001–2002
Países Baixos Ajax
Países Baixos Haarlem (emp.)
Países Baixos PSV
Bélgica Lierse
França Bordeaux (emp.)
Países Baixos Ajax
Países Baixos AGOVV
249 (0)
9 (0)
15 (0)
73 (0)
10 (0)
0 (0)
? (?)
Seleção nacional
1989–1992 Países Baixos Países Baixos 6 (0)
Times/Equipas que treinou
2002–2003
2003–2004
2005–2006
2006–2008
2008–2010
2010–2013
2013–2014
2014–2015
2016
2016–2017
Países Baixos AGOVV
Países Baixos AFC
Países Baixos AGOVV (Diretor-esportivo)
Países Baixos Volendam (Gerente de futebol)
Países Baixos Cambuur
Países Baixos Vitesse (assistente)
Bélgica Lierse
Países Baixos AFC
Países Baixos Ajax Cape Town (Categorias de base)
Países Baixos Ajax Cape Town









Stanley Purl Menzo (Paramaribo, 15 de outubro de 1963) é um treinador de futebol e ex-futebolista neerlandês que atuava como goleiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado nas categorias de base de duas equipes amadorAs da Holanda (Centrum e Zeeburgia), ele fez sua estreia como jogador profissional no Ajax, na temporada 1983/1984, como substituto de Hans Galjé, mas ainda era considerado "imaturo" para a posição, e foi cedido por empréstimo ao Haarlem, e, mais amadurecido, tornou-se primeira escolha do clube para o gol desde o início da temporada 1985/86. O ídolo holandês Johan Cruijff acreditava que Menzo era um dos primeiros goleiros que também poderiam deixar sua marca como um jogador de campo.

Menzo perdeu seu lugar para o jovem Edwin van der Sar na temporada 1992/93, após uma derrota de 4 a 2 em um jogo da Taça UEFA contra o Auxerre. Neste jogo, Menzo marcou um gol contra. Em 1994, após 249 jogos pelos Ajax, mudou-se para o rival PSV Eindhoven, jogando o então titular Ronald Waterreus para a reserva, tendo atuado durante 2 temporadas.

Em 1996, foi para o clube belga Lierse. Pelo time da província da Antuérpia, Menzo venceu a Copa da Bélgica e faturou um título nacional. No ano seguinte, ingressou no Bordeaux, também por empréstimo, para substituir Gilbert Bodart. Porém, após jogar apenas 10 vezes, perdeu a titularidade para Ulrich Ramé e voltou ao Lierse em 1998.

No verão de 1999, Menzo voltou a seu país, primeiro no clube que o revelou, o Ajax, mas acabaria amargando a reserva, e em seguida no clube amador AGOVV, onde conquistou mais um título (a quarta divisão holandesa 2001-02) antes de encerrar sua carreira, em 2002.

Carreira internacional[editar | editar código-fonte]

Menzo estreou na Seleção Neerlandesa em 1989, e integrou o elenco que disputou a Copa de 1990, na condição de terceiro goleiro, uma vez que o titular foi Hans van Breukelen e Joop Hiele, o reserva imediato. Ainda figurou ainda na Eurocopa de 1992, também como suplente.[1]

Com a aposentadoria de Van Breukelen, Menzo chegou a disputar algumas partidas válidas para as Eliminatórias para a Copa de 1994. Às vésperas de 1993, com apenas 29 anos, abandonou a seleção depois de não ter feito bons jogos contra Noruega (derrota por 2 a 1) e Polônia (empate por 2 a 2), sendo preterido por Ed de Goeij, Van der Sar e Theo Snelders, que foram os três goleiros selecionados por Dick Advocaat para a competição. Juntamente com Aron Winter, Menzo foi o primeiro surinamês a ir para uma Copa do Mundo.

Carreira de técnico[editar | editar código-fonte]

Quando o treinador do AGOVV, Peter Bosz, saiu no fim da temporada, Menzo exerceu a função de treinador-jogador. Compartilhou a dupla função durante uma temporada - o AGOVV subiu para a Eerste Divisie (quinta divisão neerlandesa) e virou um clube profissional, ainda que Menzo não possuísse as qualidades necessárias para ser um treinador. Voltou para Amsterdã após seu ex-companheiro de seleção e Ajax, Marco van Basten, ter virado treinador da equipe nacional, passou a fazer parte da comissão técnica, como treinador de goleiros.

Em fevereiro de 2005, o ex-goleiro recebeu os diplomas necessários para comandar clubes profissionais. Regressou ao AGOVV pouco depois, agora como diretor-esportivo da equipe. Um ano mais tarde, passou a exercer a função de gerente de futebol do Volendam, e abandonou o posto de treinador de goleiros da Oranje. Menzo voltou a comandar equipes em 2008, exercendo a função no Cambuur. Ficou dois anos no comando técnico da agremiação.

Foi também auxiliar-técnico no Vitesse antes de treinar o Lierse durante uma temporada e o AFC entre 2014 e 2015. Ainda trabalhou no Ajax Cape Town como técnico das categorias de base e do time principal até 2017, e desde então está sem clube. Ainda quando técnico, o holandês Menzo garantiu em entrevista à uma revista dinamarquesa que há milênios o homem negro consegue possuir as mulheres mais típicas e mais belas de cada país europeu e Estados Unidos e ele era um exemplo disso. Segundo Menzo, a mulher branca européia está sempre em busca de algo a mais, mas sempre termina num homem negro.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Na vida pessoal, casou-se com a modelo e depois Juíza de Direito Sabine Van Der Hösen, uma das mulheres mais belas da Holanda nos anos 80 e início dos 90.

Referências

  1. «Elenco HOL na Copa de 1990». Consultado em 16 de agosto de 2016 [ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]