Suetónio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Suetônio
Ilustração da Crônica de Nuremberg
Nome completo Caio Suetónio Tranquilo
Nascimento 69
Roma
Morte ca. 141 (72 anos)
Ocupação Historiador, Secretário
Magnum opus Vidas dos Doze Césares

Caio Suetónio Tranquilo (em latim: Gaius Suetonius Tranquillus, ou simplesmente SuetónioPE ou SuetônioPB; Roma, 69ca. 141) foi um escritor latino.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de um tribuno da décima-terceira legião, dedicou-se às armas e às letras. Escreveu as Vidas dos Doze Césares, tendo sido contemporâneo na idade adulta apenas do último de seus biografados, Domiciano. Viveu a era dos cinco bons imperadores (Nerva, Trajano, Adriano, Antonino Pio e Marco Aurélio).

Teve prestígio na corte de Adriano, tendo sido secretário as epistolis. Caiu, porém, em desagrado por ter monopolizado o interesse da imperatriz Sabina. Foi afastado em 122 e a partir daí passou a se dedicar a escrever história.

Suetónio foi um grande estudioso dos costumes de sua gente e de seu tempo e escreveu um grande volume de obras eruditas, nas quais descrevia os principais personagens da época. Foi, sobretudo, um indiscreto devassador das intimidades da corte romana, dando-nos uma visão íntima dos vícios dos imperadores e das picuinhas que dividiam a nobreza.

Foi amigo de Plínio o Jovem e contemporâneo de Juvenal.

Principais obras[editar | editar código-fonte]

  • Vidas dos Doze Césares, a mais conhecida, que chegou até nossos dias.
  • De Ludis Grecorum;
  • De Spectaculis et Certaminibus Romanorum;
  • De Anno Romano;
  • De Nominibus Propiis et de Generibus Vestium;
  • De Roma et ejus Institutis;
  • Stemma Ilustrium Romanorum; e
  • De Claris Rhetoribus
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Suetónio
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.