Teddy Bridgewater

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Teddy Bridgewater

Bridgewater com os Vikings em 2015
No. 5     New Orleans Saints
Quarterback
Informações pessoais
Data de nascimento: 10 de novembro de 1992 (27 anos)
Local de nascimento: Miami, Flórida
Colegial : Miami Northwestern High School
Informação da carreira
Faculdade: Louisville
Draft da NFL: 2014 / Rodada: 1 / Escolha: 32
Estreou em 2014 pelo Minnesota Vikings
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
  • Nomeado para o Pro Bowl (2015)
  • Pepsi NFL Rookie of the Year (2014)
  • PFWA All-Rookie Team (2014)
  • Second-team All-AAC (2013)
  • Big East Offensive Player of The Year (2012)
  • First-team All-Big East (2012)
  • Big East Rookie of the Year (2011)
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2018
TD-INT     29–23
PCT     64,6%
Jardas aéreas     6,150
QB Rating     85,9
Estatísticas no NFL.com

Theodore "Teddy" Bridgewater Jr. (nascido em 10 de novembro de 1992) é um quarterback de futebol americano do New Orleans Saints da National Football League (NFL). Ele jogou futebol universitário na Universidade de Louisville e foi selecionado pelo Minnesota Vikings na primeira rodada do Draft da NFL de 2014.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Filho de Teddy Bridgewater Sr. e Rose Murphy, Bridgewater nasceu em Miami, Flórida, em 10 de novembro de 1992. Frequentou a Miami Northwestern High School.[1] Em seu segundo ano, ele substituiu Jacory Harris como quarterback titular e assumiu uma equipe que foi nomeada campeã nacional de 2007 pelo USA Today. Ele completou 97 passes (60,6%) para 1.560 jardas durante a temporada, lançando 16 touchdowns com três interceptações. Ele também correu 45 vezes para 211 jardas (4,7 na média). Northwestern terminou a temporada com uma recorde de 13-3, perdendo para a Seminole High School of Sanford por 28-21 no jogo do título do 6A State.[2]

Em seu terceira temporada, Bridgewater passou para 2.546 jardas e 32 touchdowns e correu para 379 jardas e mais cinco touchdowns. Em um jogo do final de setembro contra Hialeah-Miami Lakes High School, ele completou 19 passes para 327 jardas e um recorde de sete touchdowns.[3] Ele foi nomeado pro segundo time All-State e pro primeiro time All-County pelo Miami Herald. Northwestern terminou a temporada com um recorde de 10-2.

No último ano, Bridgewater teve 2.606 jardas de passe e 22 touchdowns, apesar de perder partes da temporada com uma lesão no ligamento colateral medial. Ele também correu para 223 jardas e mais oito touchdowns. Northwestern teve um recorde de 9-3 na temporada, perdendo por 42-27 para o Miami Central nas semifinais da 6-A, na qual ele lançou para 436 jardas e marcou quatro touchdowns.

Considerado como um recruta de quatro estrelas, Bridgewater foi considerado o sexto melhor prospecto de quarterback no país por Rivals.com.[4][5]

Recrutamento
Nome Cidade Natal High school / college Altura Peso 40 Commit date
Teddy Bridgewater
QB
Miami, Florida Miami Northwestern High School 1.91 m 84 kg 4.7 10 de Dezembro de 2010 
Recruiting star ratings: Scout:4/5 stars   Rivals:4/5 stars   247Sports: N/A    ESPN grade: 80
Overall recruiting rankings: Scout: 6 (QB)   Rivals: 6 (QB), 23 (FL), 113 (National)  ESPN: 9 (QB), 73 (Southeast)
  • Nota: Em muitos casos, Scout, Rivals, 247Sports e ESPN podem entrar em conflito em suas listas de altura e peso. Nestes casos, a média foi obtida. As notas da ESPN estão em uma escala de 100 pontos.

Sources:

Carreira na Faculdade[editar | editar código-fonte]

Bridgewater em Louisville

Como um calouro em 2011, Bridgewater entrou na temporada como reserva de Will Stein, mas começou o quarto jogo da temporada contra Marshall e permaneceu como titular no resto do ano.[6][7] Ele terminou a temporada completando 191 passes para 2.129 jardas com 14 touchdowns e 12 interceptações.[8] 

Por sua atuação, ele foi nomeado o Novato do Ano da Big East e foi nomeado o novato do ano por Rivals.com, Scout.com, CBS Sports e Sporting News.[9][10][11][12][13]

No segundo ano de 2012, Bridgewater foi titular em 11 dos 12 jogos da temporada regular. Em seu único jogo como reserva, ele saiu do banco depois de se lesionar contra Rutgers, ele liderou sua equipe para uma vitória, um título da Big East e um lugar na BCS.[14] Ele terminou a temporada regular completando 267 passes para 3.452 jardas com 25 touchdowns e apenas 7 interceptações.[15] 

Ele terminou em 6º no país em porcentagem de conclusão, 8º em jardas por tentativa e 7º em eficiência de passes. Por seu jogo, ele foi nomeado o Jogador Ofensivo do Ano do Big East.[16]

Bridgewater e seu time entraram no Sugar Bowl de 2013 para enfrentar o Florida Gators.[17][18][19] Bridgewater passou para 266 jardas e um par de touchdowns para se tornar o MVP do jogo em uma vitória por 33-23.[20]

Em 2013, em seu terceiro ano, Bridgewater completou 303 passes para 3.970 jardas com 31 touchdowns e quatro interceptações.[21] Em seu último jogo na faculdade contra Miami Hurricanes no Russell Athletic Bowl de 2013, ele completou 35 passes para 447 jardas, três touchdowns e foi nomeado o MVP do jogo.[22][23]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe Passando Correndo
Cmp Att Yds Pct TD Int Sck Rtg Att Yds Avg Lng TD
2011 Louisville 191 296 2,129 64.5% 14 12 33 132.4 89 66 0.7 26 4
2012 Louisville 287 419 3.718 68.5% 27 8 28 160.5 74 26 0.4 17 1
2013 Louisville 303 427 3,970 71.0% 31 4 28 169.7 63 78 1.2 20 1
Carreira 781 1,142 9,817 68.4% 72 24 83 157.2 226 170 0.8 26 6

Carreira Profissional[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2013, Bridgewater foi visto como um dos principais prospectos do Draft da NFL de 2014, ao lado de Jadeveon Clowney e Johnny Manziel. Relatórios disseram que, se ele tivesse sido elegível para o draft de 2013, ele provavelmente teria sido o primeiro quarterback escolhido.[24] Ele foi projetado por muitos para ser a primeira escolha geral no draft.[25] Em 1 de janeiro de 2014, Bridgewater anunciou que renunciaria ao seu último ano em Louisville.[26]

Prospecto
Altura Peso Comprimento do braço Tamanho de mão Corrida de 40 jardas Corrida de 10 jardas Corrida de 20 jardas 20-ss 3-cone Salto Vertical Amplo Wonderlic
1.88 m 97 kg 0.84 m 0,23 m 4.79 s 1.63 s 2.76 s 4.20 s 7.17 s 0,76 m 2.87 m 20
NFL Combine[27]

Minnesota Vikings[editar | editar código-fonte]

Temporada de 2014[editar | editar código-fonte]

Bridgewater em um treinamento em 2014.

Bridgewater foi selecionada pelo Minnesota Vikings como a 32ª e última escolha da primeira rodada do draft.[28] Os Vikings trocaram suas escolhas na segunda rodada e na quarta rodada com o Seattle Seahawks para subir e selecionar Bridgewater.[29] Bridgewater assinou um contrato de quatro anos no valor de US $ 6,85 milhões com um bônus de assinatura de US $ 3,3 milhões com o Minnesota Vikings.[30]

Bridgewater entrou na temporada como o quarterback reserva, atrás do veterano Matt Cassel, mas à frente de Christian Ponder.[31] Bridgewater fez sua estréia na temporada regular em 21 de setembro de 2014, contra o New Orleans Saints, entrando no lugar do machucado Cassel e terminando o jogo com 150 jardas de passe.[32]

Ele foi nomeado o quarterback titular para o restante da temporada depois de Cassel ter quebrado o pé no jogo acima mencionado.[33] No domingo, 28 de setembro de 2014, ele fez seu primeiro jogo como titular contra Atlanta Falcons e venceu o jogo, em grande parte devido a suas 317 jardas passadas.[34] 

Depois de torcer o tornozelo durante o confronto com os Falcons, Bridgewater ficou inativo no próximo jogo contra o Green Bay Packers no Thursday Night Football na semana 5. Bridgewater conseguiu se recuperar para o jogo da semana 6 contra o Detroit Lions. No entanto, uma linha ofensiva fraca contra uma forte defesa dos Lions levou a uma derrota por 17-3. Bridgewater foi interceptado três vezes, teve dois passes desviados e foi sackado oito vezes.[35] Na semana 7 contra o Buffalo Bills, Bridgewater lançou seu primeiro passe para touchdown para Cordarrelle Patterson. Apesar de ter sido cinco vezes sackado e ter feito duas interceptações, Bridgewater ajudou os Vikings a obter uma vantagem de 16-10 sobre os Bills. O esforço foi em vão pois os Bills virou o jogo para 17-16.[36] Na semana seguinte contra o Tampa Bay Buccaneers, Bridgewater teve um desempenho de um touchdown, sem interceptação e foi sackado apenas uma vez. Ele liderou a equipe para empatar e levar para a prorrogação, onde Anthony Barr recuperou um fumble e deu a vitória pros Bucs por 19-13.[37] 

Sua terceira vitória como titular veio em uma vitória por 29-26 sobre o Washington Redskins, essa vitória quebrou um recorde da franquias compartilhado por Fran Tarkenton e Ponder de vitória de quarterback titulares novatos.[38][39] Bridgewater aumentou esse recorde com vitórias sobre Carolina Panthers, New York Jets e Chicago Bears nas semanas 13, 14 e 17, respectivamente.[40][41][42] 

Bridgewater terminou a temporada de 2014 com 2.919 jardas de passes, 14 touchdowns, 12 interceptações e um rating de 85,2.[43] Ele jogou em 13 jogos, sendo titular em 12 deles. Em 13 de janeiro de 2015, Bridgewater foi selecionado como o quarterback da equipe de novatos da NFL de 2014 pela Pro Football Writers of America.[44] Bridgewater também ganhou o prêmio Pepsi Rookie of the Year 2014, votado pelos fãs.[45]

Temporada de 2015[editar | editar código-fonte]

Bridgewater com a bola contra o Chicago Bears

Bridgewater não lançou para nenhum touchdowns mas teve uma interceptação e sofreu cinco sacks na derrota por 20-3 para o San Francisco 49ers no Monday Night Football na semana 1 de 2015. Ele lançou apenas 18 passes no próximo jogo, mas completou 14 desses passes para 153 jardas e um touchdown na vitória por 26-16 sobre o Detroit Lions, em casa. Bridgewater não teve um bom desempenho na semana 3 contra o San Diego Chargers, com 13 passes para 121 jardas e uma interceptação, mas os Vikings venceram o jogo por 31-14 com um forte desempenho da defesa e do running back, Adrian Peterson. Ele se recuperou no próximo jogo contra o Denver Broncos quando teve 27 passes para 269 jardas e um touchdown mas Minnesota perdeu por 23-20 com Bridgewater sendo sacado sete vezes. 

Vindo de uma semana sem jogo, ele completou 17 passes para 249 jardas com um passe para touchdown, mas ele também teve duas interceptações e Minnesota perdeu por 16-10 contra Kansas City Chiefs. Bridgewater, em seguida, teve indiscutivelmente o melhor jogo de sua carreira na semana seguinte contra o Detroit Lions em Detroit, acertando 25 passes, 316 jardas e dois touchdowns, incluindo seu primeiro passe para touchdown de Stefon Diggs

Aquele foi o quarto jogo da carreira com mais de 300+ jardas de Bridgewater e o segundo jogo de 300+ jardas de Bridgewater contra o Lions. 

Bridgewater teve 13 passes para 144 jardas, uma interceptação e correu para um touchdown e uma conversão de dois pontos contra o St. Louis Rams antes de sofrer uma pancada na cabeça de Lamarcus Joyner que tirou ele do jogo no quarto quarto. Minnesota ainda conseguiu uma vitória por 21-18 na prorrogação contra os Rams. Em casa contra o Chicago Bears na semana 15, Bridgewater completou 17 passes, quatro touchdowns e um touchdown corrido na vitória por 38-17, dando a ele seu melhor rating da carreira (154,4). 

Em uma luta pelo titulo da NFC North na semana 17 contra o Green Bay Packers, Bridgewater conectou apenas 52,6% de seus passes para 99 jardas e uma interceptação. Apesar de ter seu pior rating na carreira (45,7), os Vikings conseguiram a vitória por 20-13 e conquistaram seu primeiro título desde 2009. Em 25 de janeiro de 2016, ele foi chamado para seu primeiro Pro Bowl.

Em 10 de janeiro, na Rodada do Wild Card dos playoffs contra o Seattle Seahawks, Bridgewater fez 17 passes para 146 jardas, enquanto os Vikings perderam por 10-9.

Temporada de 2016[editar | editar código-fonte]

Durante um treino em 30 de agosto de 2016, Bridgewater sofreu uma lesão em sua perna esquerda. Uma ressonância magnética subseqüente confirmou que ele havia rasgado seu ligamento cruzado anterior e sofrido outros danos estruturais, incluindo um deslocamento da articulação do joelho. Como resultado, ele perdeu o resto da temporada de 2016. Após a perda da temporada de Bridgewater, os Vikings negociaram uma escolha na primeira rodada do Draft de 2017 e uma escolha condicional na quarta rodada do Draft da NFL de 2018 para o Philadelphia Eagles em troca do quarterback Sam Bradford.

Em 2016, os Vikings tiveram um recorde de 8-8, terminando em terceiro no NFC North e não indo aos playoffs, apesar de começar a temporada com um recorde de 5-0.

Temporada de 2017[editar | editar código-fonte]

Originalmente, a mídia relatou que a lesão de Bridgewater o manteria fora por 17 a 19 meses, o que significa que ele perderia toda a temporada de 2017. Em janeiro de 2017, os médicos confirmaram que a cura demoraria 19 meses.

Em 1 de maio de 2017, os Vikings declinaram a opção de quinto ano do contrato de Bridgewater, tornando-o um agente livre após a temporada de 2017.

Bridgewater começou a fazer trabalho individual em maio nos treinamentos dos Vikings. O treinador Mike Zimmer disse em 6 de junho, que Bridgewater "tem um longo caminho a percorrer" até que ele esteja totalmente curado, mas ficou impressionado com o seu progresso até aquele momento. No entanto, em 2 de setembro, os Vikings anunciaram que ele iria começar a temporada na lista PUP, o que significa que ele perderia os primeiros seis jogos do ano. No dia 16 de outubro, ele foi liberado para treinar, mas não pôde voltar à ação por mais 3 semanas.

Bridgewater foi mandado para a lista de jogadores aptos em 8 de novembro de 2017, para ser reserva de Caso Keenum. Bridgewater entrou no jogo da semana 15 contra o Cincinnati Bengals para Keenum poder descansar no quarto quarto. A torcida deu a Bridgewater uma ovação de pé quando ele entrou no campo. Bridgewater terminou o jogo com uma interceptação em duas tentativas de passe como os Vikings ganhando por 34-7.

New York Jets[editar | editar código-fonte]

Bridgewater com os Jets em 2018

Em 18 de Março de 2018, Bridgewater assinou um contrato de um ano com o New York Jets. O contrato só garantiu um bônus de assinatura de US $ 500.000, embora ele pudesse fazer até um máximo de US $ 15 milhões e incentivos não garantidos.

New Orleans Saints[editar | editar código-fonte]

Em 29 de agosto de 2018, os Jets trocaram Bridgewater e uma escolha de sexta rodada do draft de 2019 para o New Orleans Saints por uma escolha de terceira rodada de 2019.

Estatísticas de NFL[editar | editar código-fonte]

Ano Time G GS W Passando Correndo Sack Fumbles
Cmp Att Pct Yds Y/A TD Int Rtg Att Yds Avg TD Sck Yds Fum Lost
2014 MIN 13 12 6 259 402 64.4 2,919 7.3 14 12 85.2 47 209 4.4 1 39 249 3 0
2015 MIN 16 16 11 292 447 65.3 3,231 7.2 14 9 88.7 44 192 4.4 3 41 299 8 3
2016 MIN 0 0 0 Não jogou devido a lesão
2017 MIN 1 0 0 0 2 0.0 0 0.0 0 1 0.0 3 −3 −1.0 0 0 0 0 0
Career 30 28 17 551 851 64.7 6,150 7.2 28 22 86.3 94 398 4.2 4 80 548 11 3

Recordes da NFL[editar | editar código-fonte]

  • Maior porcentagem de conclusão em um único jogo por um quarterback estreante com pelo menos 40 tentativas: 75,6% (14 de dezembro de 2014)[46]
  • Primeiro novato a completar mais de 70% dos seus passes em quatro jogos seguidos.

Recordes dos Vikings[editar | editar código-fonte]

  • Maior número de vitórias em uma temporada de um quarterback novato: 6
  • Maior porcentagem de conclusão por um novato: 64,4
  • Maior rating em uma única temporada por um novato: 85.2
  • Mais tentativas de passes em uma temporada por um novato: 402
  • Mais jogos com 30 tentativas de passe por um novato: 6
  • Mais jogos com 40 tentativas de passe por um novato: 3
  • Mais conclusões em uma temporada por um novato: 259
  • Mais jardas passadas por um quarterback novato: 2.919
  • Passe mais longo de um quarterback novato: 87
  • Mais conclusões em um jogo por um novato: 31 (14 de dezembro de 2014)

[47][48]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Bridgewater é o caçula de quatro filhos. Ele se formou na Universidade de Louisville com uma licenciatura em Administração do Esporte após a temporada de futebol universitário de 2013.[49] Sua mãe, Rose, é uma sobrevivente de câncer de mama.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Codrington, Kynon (6 de outubro de 2009). «More than a game for Bridgewater». ESPN.com. Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  2. Wommack, Woody (20 de dezembro de 2008). «Seminole rallies from 21-point deficit, stuns Miami Northwestern». USA Today 
  3. «Rising Miami star Bridgewater fires seven TDs». MaxPreps. 28 de setembro de 2009 
  4. «Teddy Bridgewater» 
  5. «All-American Bowl». allamericangames.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  6. «2011 Louisville Cardinals Stats». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de junho de 2018 
  7. «Marshall at Louisville Box Score, October 1, 2011». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  8. «Teddy Bridgewater 2011 Game Log». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  9. «U of L Sports - The Courier-Journal - courier-journal.com». The Courier-Journal 
  10. «Watkins leads Freshman All-America Team». Yahoo Sports 
  11. «FoxSportsNext 2011 Freshman All-American Team». Scout.com. 12 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2012 
  12. «CBSSports.com 2011 Freshman All-America team - CBSSports.com». 7 de janeiro de 2012. Consultado em 30 de setembro de 2018 
  13. «Early impact: These freshmen were at the head of their class». Aol.sportingnews.com. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  14. «Louisville at Rutgers Box Score, November 29, 2012». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  15. «Teddy Bridgewater 2012 Game Log». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  16. «Bridgewater, Greene win Big East honors». ESPN.com 
  17. «Sugar Bowl – Louisville vs Florida Box Score, January 2, 2013». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  18. Pete Eich (14 de dezembro de 2012). «Sugar Bowl Odds: Florida heavy favorites over Louisville». SB Nation Tampa Bay. Vox Media 
  19. «Stingy Florida defense anticipates challenge of Louisville». StAugustine.com 
  20. «Louisville's Teddy Bridgewater wins the Miller-Digby MVP award». NOLA.com 
  21. «Teddy Bridgewater 2013 Game Log». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  22. «Teddy Bridgewater, Louisville dominate in Russell Athletic Bowl». USA TODAY. 28 de dezembro de 2013 
  23. «Russell Athletic Bowl – Miami (FL) vs Louisville Box Score, December 28, 2013». College Football at Sports-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  24. Prisco, Pete (30 de abril de 2013). «Quarterbacks should make big resurgence in Round 1 of 2014 draft». CBSSports.com 
  25. «ESPN's Todd McShay projects Louisville's Teddy Bridgewater as top pick in first NFL mock draft». The Courier-Journal. 19 de dezembro de 2013 
  26. «Teddy Bridgewater heading to NFL». ESPN.com. 1 de janeiro de 2014 
  27. «NFL Events: Combine Player Profiles - Teddy Bridgewater». www.nfl.com (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  28. «2014 NFL Draft Listing». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  29. «Vikings draft Teddy Bridgewater after missing Manziel». NFL.com 
  30. Chris Tomasson (20 de maio de 2014). «Vikings' Teddy Bridgewater, Anthony Barr sign rookie deals». www.twincities.com. St. Paul Pioneer Press. Consultado em 12 de agosto de 2014 
  31. Tomasson, Chris (26 de agosto de 2014). «Vikings' Christian Ponder says he's no audition for other teams». TwinCities.com. Consultado em 13 de dezembro de 2014 
  32. Goessling, Ben (21 de setembro de 2014). «Teddy Bridgewater makes NFL debut». ESPN.com. Consultado em 21 de setembro de 2014 
  33. «Vikings place QB Matt Cassel on IR». ESPN. 24 de setembro de 2014 
  34. «Teddy Bridgewater of Minnesota Vikings suffers ankle injury against Atlanta Falcons». ESPN.com 
  35. «Detroit Lions at Minnesota Vikings – October 12th, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  36. «Minnesota Vikings at Buffalo Bills – October 19th, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  37. «Minnesota Vikings at Tampa Bay Buccaneers – October 26th, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  38. «Washington Redskins at Minnesota Vikings – November 2nd, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  39. «Vikings-Redskins Game Notes» 
  40. «Carolina Panthers at Minnesota Vikings – November 30th, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  41. «New York Jets at Minnesota Vikings – December 7th, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  42. «Chicago Bears at Minnesota Vikings – December 28th, 2014». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  43. «Teddy Bridgewater 2014 Game Log». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  44. «2014 NFL All-Rookie Team». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 6 de junho de 2018 
  45. «Teddy Bridgewater wins Pepsi Rookie of the Year award». NFL.com (em inglês). Consultado em 6 de junho de 2018 
  46. «QB snapshot: Teddy Bridgewater». ESPN.com (em inglês). 16 de dezembro de 2014. Consultado em 30 de setembro de 2018 
  47. «Around the Horns: Teddy Bridgewater reflects on rookie season». ESPN.com (em inglês). 29 de dezembro de 2014. Consultado em 30 de setembro de 2018 
  48. «Minnesota Vikings Team Encyclopedia | Pro-Football-Reference.com». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2018 
  49. «Louisville QB Teddy Bridgewater will reportedly declare for the 2014 NFL draft | Audibles - SI.com». 4 de janeiro de 2014. Consultado em 30 de setembro de 2018