Terra Firme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Terra Firme
Álbum de estúdio de Trovante
Lançamento 1987
Género(s) Pop / Rock[1]
Duração 37 min, [1]
Idioma(s) Língua Portuguesa
Formato(s) LP
Editora(s) EMI
Produção Manuel Faria, Artur Costa [1]
Cronologia de Trovante
Sepes
(1986)
Ao Vivo no Campo Pequeno
(1988)

Terra Firme é o álbum de estúdio da banda portuguesa Trovante, lançado em 1987 pela editora EMI.

Descrição do álbum[editar | editar código-fonte]

Vindos de um relativo revés - Sepes, disco de 1986 - os Trovante deparam-se com um desafio semelhante ao que encontraram antes de Baile no Bosque, agora numa altura em que já contam 10 anos de carreira. Em Novembro de 1987 surge Terra Firme, registam uma inflexão mais pop, propulsionada pela maior preponderância de João Gil. Singles certeiros, como "125 Azul" e "Perdidamente", elevam o disco ao 2.º lugar do top de álbuns, permanecendo nos 10 primeiros até Março de 1988. [2]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. 125 Azul
  2. Fiz-me à Cidade
  3. Memórias de um Beijo
  4. Um Caso Mais
  5. Bye-bye Blackout
  6. Noite de Verão (Baseado no texto de Manuel da Fonseca)[1]
  7. Sinais
  8. Terra à Vista
  9. Perdidamente (Letra retirada do poema "Ser Poeta" de Florbela Espanca)[1]

Referências

  1. a b c d e «Fonoteca Municipal - Catálogo - Detalhe do Registo». fonoteca.cm-lisboa.pt. Consultado em 9 de Novembro de 2009 
  2. Blitz 25 anos, Edição Especial de Coleccionador, Novembro 2009 n.º 41.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Trovante é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.