Thomas Murner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Thomas Murner
(1475-1537)
Nascimento 24 de dezembro de 1475
Oberehnheim, perto de Estrasburgo, atual França
Morte 23 de agosto de 1537
Oberehnheim, atual França
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Basileia
Ocupação poeta, escritor, tradutor, professor universitário
Religião Igreja Católica

Thomas Murner (Oberehnheim, 24 de dezembro de 1475 — c. 1537) foi um humanista, teólogo católico, poeta e controversista alemão. Lutou pela reforma da Igreja Católica e atacou o Luteranismo.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Oberehnheim, perto de Estrasburgo, na véspera de Natal de 1475. Em 1490, entrou com 16 anos para a ordem franciscana, e em 1495 começou a viajar, e depois a ensinar e estudar em Freiburg-im-Breisgau, onde recebeu o diploma de Bacharel em Teologia em 1500 e doutor em Teologia (doctor theologiæ) em 1506; depois Paris, em seguida Cracóvia[1] onde estudou filosofia e matemática; e Estrasburgo. O imperador Maximiliano I o condecorou com o título de poeta laureatus em 1505. Em 1513 foi nomeado diretor do mosteiro franciscano em Estrasburgo, cargo que ele teve de renunciar no ano seguinte devido a publicação de um livro polêmico. Mais tarde, em 1518, começou a estudar jurisprudência na Universidade de Basileia, e em 1519 recebeu o diploma de Doutor em Direito (doctor juris).

No verão de 1523, à convite de Henrique VIII, foi para a Inglaterra, onde os seus escritos haviam chamado a atenção de Thomas More. John Headley atribui a Murner o conhecimento de Thomas More sobre a natureza radical da eclesiologia de Lutero. Henrique VIII tinha certeza de que Murner representava uma importante influência ortodoxa em Estrasburgo e ofereceu-lhe 100 libras e uma carta para os magistrados da cidade.

Depois desta residência, e uma viagem para a Itália, ele estabeleceu-se novamente em Estrasburgo, porém, incomodado com a Reforma protestante, foi para o exílio em Lucerna, na Suíça, em 1526. Em 1533, foi nomeado sacerdote em Oberehnheim, onde morreu em 1537, ou segundo alguns relatos, em 1536.

Murner era de um caráter apaixonado e enérgico, mas fazia inimigos por onde quer que fosse. Suas sátiras estão carregadas de agressividade, as quais eram dirigidas contra a corrupção da sua época, a Reforma, e especialmente contra Martinho Lutero. Sua sátira mais poderosa - e que se tornou a sátira alemã mais virulenta da sua época - foi Von dem grossen Lutherischen Narren wie ihn Doctor Murner beschworen hat (Do grande tolo luterano quando ele convidou o Doutor Murner). Dentre outras podemos incluir Die Narrenbeschwörung (A Invocação dos tolos, 1512); Die Schelmenzunft (A Sociedade dos Malandros, 1512); Die Gäuchmatt (Basileia, 1519), que trata dos tolos apaixonados, e uma tradução da Eneida de Virgílio (1515) dedicada ao imperador Maximiliano I. Murner também escreveu obras humorísticas tais como Chartiludium logicae (A Lógica do jogo de cartas, 1507) e Ludus studentum Friburgensium (Os jogos dos estudantes de Freiburg, 1511), além de uma tradução das Institutiones (Instituições, 1519) de Justiniano.

As obras satíricas de Murner foram inspiradas nas obras do pregador de Estrasburgo Johann Geiler von Kaysersberg (1445-1510)[2] e de Sébastien Brant (1457-1521).

As sátiras de Murner foram editadas em 1840 por Johan Scheible (1809-1866).

Obras[editar | editar código-fonte]

Lista detalhada extraída da obra de Friedrich Eckel: Der Fremdwortschatz Thomas Murners (Acervo de Palavras Estrangeiras de Thomas Murner). Uma contribuição para a Etimologia do início do século XVI, incluindo uma completa Bibliografia de Murner. Göppingen 1978

Escritos prerreformistas[editar | editar código-fonte]

Obras contra Lutero[editar | editar código-fonte]

Obras publicadas em Lucerna[editar | editar código-fonte]

Obras jurídicas[editar | editar código-fonte]

Traduções[editar | editar código-fonte]

Obras revisadas[editar | editar código-fonte]

  • Franz Schultz (Hg.): Thomas Murner. Deutsche Schriften mit den Holzschnitten der Erstdrucke. (9 Volumes) Berlin Leipzig 1918-1931.
    • Von den fier ketzeren editada por Eduard Fuchs (1870-1940)[3]
    • Badenfahrt editada por Victor Michels
    • Narrenbeschwörung editada por Meier Spanier (1864-1942) [4]
    • Die Schelmenzunft editada por Meier Spanier
    • Die Mühle von Schwindelsheim und Gredt Müllerin Jahrzeit editada por Gustav Bebermeyer(1890-1975) [5]
    • Die Geuchmat editada por Eduard Fuchs
    • Kleine Schriften: Prosaschriften gegen die Reformation (3 Volumes) editada por Wolfgang Pfeiffer-Belli
    • Von dem grossen Lutherischen Narren hrsg. von Paul Merker
  • Wolfgang Pfeiffer-Belli (Hg.): Thomas Murner im Schweizer Glaubenskampf. Münster in Westfalen 1939.
  • Hedwig Heger (Hg.): Marcii Antonii Sabellici Hystory von anbeschaffener Welt. Tradução das Eneidas de Marcus Antonius Sabellicus. (4 Volumes) Karlsruhe 1987. ISBN 3-7617-0251-5
  • Adolf Laube (Hg.): Flugschriften gegen die Reformation (1518-1524) . Berlin 1997. ISBN 9783050028156
  • Adolf Laube (Hg.): Flugschriften gegen die Reformation (1525 - 1530) . Berlin 2000. ISBN 9783050033129

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. A Universidade de Cracóvia foi fundada em 12 de maio de 1364 por Casimiro III, O Grande, rei da Polônia.
  2. Johann Geiler von Kaysersberg (1445-1510) (Schaffhausen, 16 de Março de 1445 - Estrasburgo, 10 de Março de 1510), foi pregador de origem suíça e considerado um dos melhores pregadores do século XV.
  3. Eduard Fuchs (1870-1940) (* Göppingen, 31 de Janeiro de 1870 - † Paris, 26 de Janeiro de 1940), historiador, marxista, colecionador de arte e ativista político alemão.
  4. Meier Spanier (1864-1942) (* Wünsdorf, 1 de Novembro de 1864 - † Wünsdorf, 28 de Setembro de 1942), foi pedagogo e germanista alemão.
  5. Gustav Bebermeyer (1890-1975) (* Salzemen, 16 de outubro de 1890 - † Tübingen, 19 de Junho de 1975), foi germanista e folclorista alemão.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Thomas Murner
Crystal Clear app Login Manager.png
A Wikipédia possui o
Portal de Biografias