Edifício Victor Civita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Torre Victor Civita)
Edifício Victor Civita
O edifício em janeiro de 2013, quando ainda sediava a MTV Brasil.
Nomes alternativos Sede das Emissoras Associadas
Edifício TV
Tipo estúdio de televisão
Estilo dominante art deco, modernismo
Arquiteto Dorvalino Mainieri
Mário Ferronato
Início da construção 1959 (62 anos)
Inauguração 1960 (61 anos)
Proprietário inicial Diários Associados (1960 - 1980)
Proprietário atual Spring Comunicação (2013 - atualmente)
Dimensões
Altura 67 m (edifício)
145 m (topo da antena)
Número de andares 14 andares
Área 4 128 m²
Geografia
País Brasil
Localidade São Paulo
Endereço Av. Professor Afonso Bovero, 52 - Sumaré - São Paulo, SP
Coordenadas 23.544981° S 46.681895° O

O Edifício Victor Civita é um prédio localizado no bairro do Sumaré, zona oeste de São Paulo. O edifício foi construído em 1960 pelos Diários Associados para sediar os novos estúdios da TV Tupi de São Paulo, que já utilizava outro prédio no mesmo quarteirão desde 1950.[1]

Até o ano de 2013, o prédio foi sede da MTV Brasil,[2] sendo posteriormente sede da Loading[3] e atualmente, é a sede da Ideal TV.[4]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Desde 1950, o terreno entre as ruas Piracicaba, Catalão, Travessa Xangô e Avenida Alfonso Bovero eram ocupados pelo Palácio do Rádio, um pequeno complexo de estúdios de rádio e TV, pertencentes ao grupo Diários Associados. Em 1959, o prédio da Rádio Difusora que ficava no local do atual edifício foi demolido para dar lugar as obras do novo prédio. Foi inaugurado oficialmente em setembro de 1960.[5]

O edifício foi utilizado pela TV Tupi até o ano de 1980, quando foi fechado e lacrado pelo DENTEL durante a cassação das concessões da emissora.[6] Após o fechamento, o edifício foi arrematado pelo Grupo Silvio Santos junto com o canal 4 VHF, mas o prédio não foi utilizado, ficando fechado e abandonado até ser vendido em um leilão no ano de 1989 para o Grupo Abril, que o reativaria no ano seguinte para sediar a MTV Brasil.[5][7] Com a aquisição do prédio pela Abril, ele recebeu o nome de Edifício Victor Civita em homenagem ao fundador do grupo que havia falecido dois meses antes da inauguração do canal.

Ainda em 1989, o edifício foi reformado por inteiro recebendo reforço na estrutura, uma antena nova, escadas de incêndio externas, novos estúdios e estrutura para produção e transmissão de televisão.[8] Na década de 90 também funcionaram no edifício as centrais técnicas da TVA e do provedor de internet Ajato, ambos pertencentes ao Grupo Abril.[9]

Venda para o grupo Spring Comunicação[editar | editar código-fonte]

Com o fechamento da MTV Brasil no ano de 2013, o edifício que pertencia a Abril Radiodifusão foi utilizado pela sucessora Ideal TV até ser vendido junto com a concessão do canal para o grupo Spring Comunicação em dezembro do mesmo ano.[10][11] Apesar do prédio não pertencer mais a Abril nesta época, o acervo da antiga emissora ficou guardado no edifício até setembro de 2020, quando foi finalmente movido para o edifício sede da editora.[12]

Em maio de 2019, o edifício foi tombado pelo Condephaat junto com outros 31 imóveis na cidade de São Paulo.[13] O processo de tombamento havia iniciado em 2006[14] e a fachada do edifício já havia sido tombada no ano de 2012 pelo orgão.[15]

Em dezembro de 2020, o prédio passou a ser sede da rede de televisão Loading, pertencente ao grupo Spring Comunicação e ao grupo Kalunga, dando nova função aos estúdios e áreas de produção após sete anos de ociosidade.[16] Em novembro de 2021, com o encerramento das atividades do canal e o retorno da Ideal TV, o edifício voltou a ser sede desta.[17][18]

Características[editar | editar código-fonte]

O Edifício Victor Civita foi concebido pelos arquitetos Dorvalino Mainieri e Mário Ferronato,[13] sua fachada e mural externo com temática indígena foi concebida pelo artista alemão Gershon Knispel, a convite do próprio Assis Chateaubriand, dono dos Diários Associados.[19]

O prédio possui características de arquitetura modernista predominantes com algumas influências de art deco, se assemelhando a outros edifícios residenciais e comerciais presentes no bairro do Sumaré desde a época de sua construção.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Estado, Agencia (12 de setembro de 2010). «Bairro do Sumaré é o berço da TV brasileira». Brasil. Consultado em 16 de março de 2021 
  2. «Fachada do prédio da MTV é tombada». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 16 de março de 2021 
  3. «Canal Loading estreia dia 7 | Clube de Criação». Clube de Criação de São Paulo. 2 de dezembro de 2020. Consultado em 16 de março de 2021 
  4. «Sete anos após fim da antiga MTV Brasil, acervo deixa ex-sede». Telepadi. 6 de julho de 2020. Consultado em 16 de março de 2021 
  5. a b «Os Estúdios do Sumaré». www.sampaonline.com.br. Consultado em 16 de março de 2021 
  6. Henryque, Luhys (5 de agosto de 2016). «Lacração da TV Tupi (remasterizado)». TUPI TV by Henrique G.M.M. Consultado em 16 de março de 2021 
  7. Francfort, Elmo (2020). TV Tupi - Do tamanho do Brasil. São Paulo: ABERT. p. 151. 214 páginas 
  8. Francfort, Elmo (2020). TV Tupi - Do tamanho do Brasil. São Paulo: ABERT. p. 170. 214 páginas 
  9. Francfort, Elmo (2020). TV Tupi - Do tamanho do Brasil. São Paulo: ABERT. p. 183. 214 páginas 
  10. «Grupo Abril vende concessão da Ideal TV antiga MTV para o Grupo Spring». Consultado em 16 de março de 2021 
  11. «Abril vende espólio da MTV à Spring». Consultado em 16 de março de 2021 
  12. «De casa nova, acervo da MTV Brasil pode estar perto de restauração». tab.uol.com.br. Consultado em 16 de março de 2021 
  13. a b «Antiga sede da MTV, Assembleia e outros 30 imóveis são tombados em SP - São Paulo». Estadão. Consultado em 16 de março de 2021 
  14. «Processo SC 54.262/06, publicado no DOE 14/10/06, p. 31, seção I» (PDF). CONDEPHAAT (Prefeitura de São Paulo) 
  15. «Prédio que sediava os estúdios da TV Tupi é tombado pelo patrimônio histórico estadual». Portal IMPRENSA - Notícias, Jornalismo, Comunicação (em inglês). Consultado em 16 de março de 2021 
  16. REDAÇÃO (7 de dezembro de 2020). «Canal voltado a jovens e gamers, Loading estreia no Brasil; saiba como assistir». Notícias da TV. Consultado em 16 de março de 2021 
  17. colunista, GABRIEL VAQUER (26 de novembro de 2021). «Loading morre seis meses após demissões, e canal fica com pastor Valdemiro». Notícias da TV. Consultado em 30 de novembro de 2021 
  18. «Line-UP - Notícias Destaque». feeds.feedburner.com. Consultado em 30 de novembro de 2021 
  19. «Gershon Knispel artista - Guia das Artes». www.guiadasartes.com.br. Consultado em 16 de março de 2021