WeatherTech SportsCar Championship

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
WeatherTech SportsCar Championship
WeatherTech SportsCar Championship
Categoria Le Mans Prototype 2 (LMP2)
Daytona Prototype (DPi)
GT Le Mans (GTLM)
GT Daytona (GTD)
País ou região Estados Unidos Estados Unidos
Temporada inaugural 2014
Fornecedores dos pneus Michelin
Último piloto campeão P: Estados Unidos Eric Curran
Brasil Felipe Nasr
GTLM: Espanha Antonio García
Dinamarca Jan Magnussen
GTD: Estados Unidos Brian Sellers
Estados Unidos Madison Snow
Última equipe campeã P: Estados Unidos Action Express Racing
GTLM: Estados Unidos Corvette Racing
GTD: Estados Unidos Paul Miller Racing
Site oficial sportscarchampionship.imsa.com

A WheatherTech SportsCar Championship é um campeonato de automobilismo de resistência organizado pela International Motor Sports Association (IMSA) com sede nos Estados Unidos criada em 2014 a partir da fusão da American Le Mans Series e da Rolex Sports Car Series.[1]

O campeonato WeatherTech SportsCar é uma fusão de duas séries existentes: a American Le Mans e a Rolex Sports Car. Em 2013, quando surgiu, o campeonato era chamado de United SportsCar, cujo patrocinador principal era a marca de relógios suíços Tudor. Mais tarde, em 2016, quem assumiu a posição de patrocinadora da série foi a WeatherTech, marca de carpetes e revestimentos automotivos.

Nesse campeonato correm ao mesmo tempo quatro categorias diferentes, sendo duas de protótipos e duas de grand turismo. Cada uma tem a Pro (marcada pela cor vermelha), onde correm apenas pilotos profissionais, e a Pro-Am (cor verde), com duplas formadas por um profissional e um amador.[2]

Classes[editar | editar código-fonte]

- Prototype (P)

Esta é classe principal dos protótipos e, por tratar-se da mais importante, tudo aqui é sinalizado com a cor vermelha: numerais, espelhos, asa traseira, banner no para-brisa, adesivo da classe e luz da posição em que o carro se encontra. Na P correm os carros mais rápidos e com o que há de mais avançado em tecnologia da América. Eles contêm uma engenharia específica e são criados exclusivamente para a pista. Não se parecem em nada com os carros básicos de rua.

Chegam a mais de 320 km/h, têm 600 cv, pesam 930 kg, têm câmbio de seis marchas paddle shift, usam pneus Continental, todos os chassis são de fibra de carbono e o controle de tração é liberado. Na pista você vai vê-los como Mazda DPi, Cadillac DPi, Nissan DPi, Ligier LMP2, Oreca LMP2 e Dallara LMP2. Os motores usados são Gibson V8, Mazda 4 cilindros turbo, Cadillac 6.2L V8 e Nissan V6 turbo.[2]


- Prototype Challenge (PC)

Essa série é marcada com a cor verde e o cockpit dos carros é aberto. Também usam chassi de fibra de carbono, além dos freios de carbono e câmbio sequencial com paddle shift. Não tão potentes, chegam a 280 km/h, têm 500 cv e pesam 910 kg. Na PC, os carros são sempre do mesmo modelo, o ORECA FLM09, equipados com motor Chevrolet LS3 e usam pneus Continental. Esses também podem usar o controle de tração.[2]


- GT Le Mans (GTLM)

Conhecida como a elite dos carros GT mais rápidos na pista, a GTLM é a classe do turismo que leva a cor vermelha. As máquinas são baseadas em modelos de produção e incrementadas com uma engenharia para extrair o desempenho máximo possível. Esta série serve como um campo de testes para fabricantes top como BMW, Corvette, Ferrari, Porsche e Ford.

Os carros chegam a 290 km/h, têm 520 cv, câmbios de 5 e 6 marchas, a escolha de pneus é livre (a Michelin é a atual), o chassi é tublar, feito de aço, e o controle de tração é liberado.

Quem desfila nessa série? Nada mais, nada menos que Aston Martin Vantage V8, BMW M6 GTLM, Corvette C7.R GTE, Ferrari 488 GTE, Ford GT GTE e Porsche 911 RSR GTE. Aqui você vai ver motores V8 turbo da Aston Martin, BMW V8 turbo, 5.5 litros Chevrolet pushrod 2 vávulas, Ferrari V8 turbo, Ford EcoBoost turbo e Porsche flat 6.[2]


- GT Daytona (GTD)

Os carros também são baseados em modelos de produção, mas não contam com o mesmo nível de aerodinâmica e potência como os da GTLM. Os GTD consistem em carros-spec FIA GT3, com 500 cv, atingem mais de 280 km/h, têm câmbio de seis marchas, usam pneus Continental, podem usar ABS e controle de tração e são feitos com chassi tubular de ferro.

Na GTD você vai ver Acura V6 turbo, Aston Martin Vantage GT3, Ferrari 488 GT3, Lamborghini Huracan GT3, Lexus RF GT3, Mercedes AMG-GT3, Nissan GT3-R, Porsche 911 GT3-R

Todas as categorias obedecem ao mesmo formato de corrida. Os carros vão para a pista um dia antes da prova para sessões de treinos que podem durar uma hora ou mais. O piloto que fizer a volta mais rápida leva o TOTAL Pole Award e os tempos de volta definem as posições do grid. O tempo de corrida varia de duas a 24 horas.[2]

Classes atuais[editar | editar código-fonte]

O campeonato contém 4 classes:

  • Daytona Prototype international (DPi) - Classe principal, compostas pelos Daytona Prototype international
  • Le Mans Prototype (LMP) - Protótipos que correm sobre o regulamento LMP2.
  • GT Le Mans (GTLM) - Continuação da classe GT da ALMS, corre sob os regulamentos do FIA LMGTE.
  • GT Daytona (GTD) - Carros com especificações da FIA GT3.

Antigas Classes[editar | editar código-fonte]

  • Prototype Challege (PC) - Antiga classe da american Le Mans series

Campeões[editar | editar código-fonte]

Temporada Prototype Prototype Challenge GTLM GTD
2014 Portugal João Barbosa
Brasil Christian Fittipaldi
Estados Unidos Jon Bennett
Estados Unidos Colin Braun
Canadá Kuno Wittmer Estados Unidos Dane Cameron
2015 Portugal João Barbosa
Brasil Christian Fittipaldi
Estados Unidos Jon Bennett
Estados Unidos Colin Braun
França Patrick Pilet Estados Unidos Townsend Bell
Estados Unidos Bill Sweedler
2016 Estados Unidos Dane Cameron
Estados Unidos Eric Curran
Venezuela Alex Popow
Países Baixos Renger van der Zande
Reino Unido Oliver Gavin
Estados Unidos Tommy Milner
Itália Alessandro Balzan
Dinamarca Christina Nielsen
2017 Estados Unidos Jordan Taylor
Estados Unidos Ricky Taylor
Estados Unidos James French
México Patricio O'Ward
Espanha Antonio García
Dinamarca Jan Magnussen
Itália Alessandro Balzan
Dinamarca Christina Nielsen
2018 Estados Unidos Eric Curran
Brasil Felipe Nasr
Descontinuada Espanha Antonio García
Dinamarca Jan Magnussen
Estados Unidos Bryan Sellers
Estados Unidos Madison Snow
2019

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]