Viper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Viper (desambiguação).
Viper
Informação geral
Origem São Paulo, São Paulo
País Brasil
Gênero(s) Heavy metal, power metal, thrash metal, rock alternativo
Período em atividade 1985 - atualmente
Gravadora(s) Eldorado
Afiliação(ões) Angra, Capital Inicial, Shaman
Integrantes Leandro Caçoilo
Pit Passarell
Felipe Machado
Guilherme Martin
Ex-integrantes Cassio Audi
Valdério Santos
Renato Graccia
Yves Passarel
Ricardo Bocci
Arnaldo Andrade
Andre Matos
Hugo Mariutti

Viper é uma banda brasileira de heavy metal, formada em 1985 na cidade de São Paulo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Formação inicial[editar | editar código-fonte]

O Viper começou em 1985, com a demo The Killera Sword, formado por André Matos (vocais), os irmãos Pit Passarell (baixo) e Yves Passarel (guitarra), Felipe Machado (guitarra) e Cássio Audi (bateria). Na época, todos da banda ainda eram adolescentes.

Com o sucesso da música, são convidados pelo selo da Rock Brigade para gravar seu primeiro álbum, Soldiers of Sunrise, em 1987. O álbum foi elogiado pela imprensa especializada e a banda foi convidada a fazer o show de abertura da banda Motörhead no Brasil.[2]

Em 1989, Sergio Facci assume a bateria e lançam o álbum Theatre of Fate, com o tecladista Junior Andrade. O sucesso do álbum fez com que a banda assinasse um contrato internacional e seu disco lançado no Japão (selo JVC) e na Europa (selo Massacre), entre 1991 e 1992.

Saída de Andre Matos[editar | editar código-fonte]

Por divergências musicais com o resto da banda e muito ocupado com a sua faculdade de música, Andre Matos sai do Viper para focar em seus estudos musicais,[3] e Pit Passarel assume o vocal.

O grupo lança outro álbum, Evolution, em 1993, gravado pelo novo baterista Renato Graccia, que já havia excursionado pela tour Theatre of Fate. Veio a turnê no Japão e um subsequente álbum ao vivo (Maniacs in Japan).

Em 1994, a banda se apresenta na primeira edição do festival Monster of Rock no Brasil. Depois, lançam Coma Rage que apresenta uma sonoridade mais hardcore.

Em 1996, a banda arrisca num álbum mais punk e em português. Tem Pra Todo Mundo foi lançado, mas este último mal chega às lojas devido à falência da nova gravadora da banda na época, a Castle. Com esse imprevisto e em meio a problemas internos, a banda parou[4], retornando anos depois.

Hiato e retorno com novo vocalista[editar | editar código-fonte]

Em 2005, a banda regressou com Ricardo Bocci nos vocais, Val Santos na guitarra e Guilherme Martin (que havia tocado na banda anteriormente) na bateria. A banda lançou em agosto de 2005 o DVD Living For the Night – 20 Years of Viper, contendo imagens e vídeos de toda a carreira da banda. Também em 2005 a banda lançou uma demo com novas músicas. Guilherme Martin deixou o grupo ainda em 2005 e passou a integrar a banda Luxúria. Renato Graccia (que também já tocou na banda) retornou ao Viper em seu lugar. Hoje, Yves Passarel toca no Capital Inicial.

Em 2007, a banda lançou o disco All My Life. Iniciaram a turnê no mesmo ano, e, devido a projetos pessoais, em 2009 declararam uma pausa.[5]

Felipe Machado passa a se dedicar em sua profissão como jornalista, Pit Passarell segue com uma banda solo, Renato Graccia com uma banda que mescla de blues e rock, Marcelo Mello passa a dar aulas de guitarra e Ricardo Bocci inicia sua turnê de divulgação do single "My Way", dando um show no dia 24 de julho no Centro Cultural São Paulo (CCSP) e nos dias 10 (junto com Rafael Bittencourt) e 11 de setembro (junto com a Sphaera Rock Orchestra) também no CCSP.

To Live Again Tour e retorno de Andre Matos[editar | editar código-fonte]

Em 2012, a banda anunciou a turnê To Live Again Tour para comemorar os 25 anos do álbum Soldiers of Sunrise, onde tocaram pela primeira vez na íntegra os álbuns Soldiers of Sunrise e Theatre of Fate. O primeiro show aconteceu no dia 1º de julho na cidade de São Paulo, com o retorno do vocalista Andre Matos após 22 anos desde sua saída para a banda Angra e a formação clássica de Pit Passarell, Felipe Machado e Guilherme Martin. O guitarrista Hugo Mariutti tocou no lugar de Yves Passarell, que eventualmente fez participações durante a turnê.[6]

Durante a turnê, a banda fez a abertura dos shows do Kiss nas apresentações da banda norte-americana em São Paulo e Rio de Janeiro.

A banda Viper lançou um DVD ao vivo da To Live Again Tour em 2013 e fez uma turnê para comemorar os 25 anos do álbum Evolution, lançado em 1992.[7]

Em setembro de 2013, a banda participou do dia do metal do Rock in Rio, junto com o André Matos, que estava em turnê de seu então novo álbum solo.[8]

Ao comentar a reunião, Andre Matos afirmou:[3]

Morte de Andre Matos e novo vocalista[editar | editar código-fonte]

Para o show de 25 anos do álbum ''Evolution'', o cantor Leandro Caçoilo (ex-Eterna) assume os vocais na banda[9].

Com o retorno de Hugo Mariutti ao Shaman, a banda anunciou que sairia em turnê em 2020, tocando os maiores clássicos de seus 35 anos de estrada[10]. Devido à pandemia da Covid-19, a turnê foi cancelada.

Como quarteto, a banda voltou ao estúdio em 2021 para gravar seu novo álbum depois de 14 anos.[11]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • Theatre of Fate Tour (1989-1990)
  • Evolution Tour (1992-1993)
  • Coma Rage Tour (1994-1995)
  • All My Life Tour (2007-2009)
  • To Live Again Tour (2012)

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 21 de março de 2014 
  2. «Viper». whiplash.net. Consultado em 21 de março de 2021 
  3. a b «Interview with Andre Matos (Part 1 of 2)». Metal Meltdown. 27 de março de 2013. Consultado em 9 de dezembro de 2015  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  4. «Viper: por que "se perderam" e lançaram até disco pop rock em português?». whiplash.net. Consultado em 21 de março de 2021 
  5. Estadão (20 de abril de 2012). «André Matos volta ao Viper para turnê de 25 anos». Consultado em 26 de agosto de 2020 
  6. «Viper: anunciada turnê com Andre Matos e formação clássica». Whiplash.net. 19 de abril de 2012. Consultado em 19 de abril de 2012 
  7. «Viper: banda pode celebrar os 25 anos de Evolution». Whiplash.net. 30 de novembro de 2012. Consultado em 30 de novembro de 2012 
  8. Terra (23 de setembro de 2013). «No Rock in Rio, André Mattos e Viper fazem antologia do metal brasileiro». Consultado em 27 de agosto de 2020 
  9. www.jduartedesign.com, Joao Duarte-J. Duarte Design-. «Leandro Caçoilo é confirmado como novo vocal da banda Viper, para a turne do disco Evolution.» (em inglês). Consultado em 21 de março de 2021 
  10. «Viper: anunciada turnê de clássicos e álbum novo para 2020». whiplash.net. Consultado em 21 de março de 2021 
  11. «Banda Viper grava o primeiro álbum de estúdio em 14 anos». G1. Consultado em 21 de março de 2021 
Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.