Viva a Revolução

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Viva a Revolução
EP de Capital Inicial
Lançamento 22 de julho de 2014 (2014-07-22)
Gênero(s) Rock alternativo
Duração 16:01
Formato(s) CD, download digital
Gravadora(s) Sony Music
Produção Liminha
Cronologia de Capital Inicial
Saturno
(2012)
Acústico NYC
(2015)
Singles de Viva a Revolução
  1. "Melhor do que Ontem"
    Lançamento: 10 de fevereiro de 2014 (2014-02-10)
  2. "Viva a Revolução"
    Lançamento: 24 de novembro de 2014 (2014-11-24)
  3. "Coração Vazio"
    Lançamento: 24 de fevereiro de 2015 (2015-02-24)

Viva a Revolução é o segundo extended play (EP) da banda brasileira Capital Inicial. O seu lançamento ocorreu em 22 de julho de 2014, através da Sony Music. Entre as canções que estão no EP, temos as participações do ConeCrewDiretoria e também de Thiago Castanho, ex-guitarrista do Charlie Brown Jr.

Antecedentes e produção[editar | editar código-fonte]

Apesar de ter material suficiente para um álbum convencional, a banda decidiu desenvolver um extended play, devido sua menor duração. "Nosso desejo era fazer algo que fosse um ponto fora da curva. Percebemos que as novas gerações lidam com a música de forma diferente. Acreditamos que as pessoas vão se sentir mais atraídas por um formato mais conciso, que além de ter menos informação, ainda é mais barato", disse Dinho.[1] Outra razão pela qual tal formato foi escolhido é que as canções compostas para o alinhamento eram poucas e abordavam um mesmo tema – as manifestações de julho. A inspiração de Dinho surgiu quando o mesmo foi as ruas no mês de julho de 2013, o período das manifestações. O título do EP, Viva a Revolução, é um chamado a mudança; "um chavão de esquerda, quase ligado à Revolução Cubana".[2] Diferentemente do som abordado em seu último disco de inéditas, Saturno (2012), que possui maior evidência de guitarras elétricas e musicalidade mais pesada, a banda optou por mudar sua direção sonora, investindo em elementos folk.[3] O grupo voltou a colaborar com o músico Liminha, com o qual estreou no compacto Descendo o Rio Nilo (1985).[4][5][6][7][8][9][10][11][12]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Melhor do Que Ontem"
  2. "Tarde Demais"
  3. "Viva a Revolução (feat. Cone Crew Diretoria)"
  4. "Não Tenho Nome"
  5. "Bom Dia Mundo Cruel"
  6. "Coração Vazio (feat. Thiago Castanho)"
  7. "Viva a Revolução (Bonus Track)"

Banda[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Capital Inicial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Chris Fuscaldo. «Capital Inicial - Viva a Revolução» (PDF). Consultado em 6 de novembro de 2016 
  2. Chris Fuscaldo. «Capital Inicial - Viva a Revolução» (PDF). Consultado em 6 de novembro de 2016 
  3. John Pereira (24 de julho de 2014). «Capital Inicial lança EP: Ouça Viva A Revolução». Audiograma. Consultado em 5 de novembro de 2016 
  4. Gustavo Alves. «Capital Incial fala sobre "Viva a Revolução"». MTV Brasil. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  5. «Resenha: Capital Inicial - Viva a Revolução EP». Music on the Run. 31 de julho de 2014. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  6. Marcos Ferreira (12 de agosto de 2014). «Em "Viva a Revolução", Capital Inicial se moderniza repetindo pontos chaves». Guitar Talks. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  7. «Capital Inicial – Viva a Revolução». 22 de outubro de 2014. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  8. Mauro Ferreira (31 de julho de 2014). «Clichês e contradições esvaziam 'Viva a revolução', o raso EP do Capital». Blog Notas Musicais. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  9. «Viva a Revolução – Dinho Ouro Preto fala sobre o novo EP do Capital Inicial». Mix FM. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  10. «Capital Inicial lança o disco 'Viva a revolução', inspirado nas manifestações de junho». Extra. 26 de agosto de 2014. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  11. «Capital Inicial ‎– Viva a Revolução». Discogs. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  12. Bruna Cora (Setembro de 2014). «Entrevista: Capital Inicial». Rádio Cidade. Consultado em 8 de novembro de 2016