Wang Hongwen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Wang Hongwen (pinyin: Wáng Hóngwén; Wade-Giles: Wang Hung-wen; AFI: [wɑ̌ŋ xʊ̌ŋwə̌n]; dezembro de 1935 - 3 de agosto de 1992) foi o mais jovem membro do Bando dos Quatro, um grupo de oficiais do Partido Comunista da China que tomou o poder durante e depois da Revolução Cultural (1966-1969) na República Popular da China. Ao contrário dos outros membros do grupo, Wang não era um oficial sênior no Partido Comunista até a Revolução Cultural. Os outros integrantes foram Jiang Qing (Mme. Mao Zedong), Yao Wenyuan (um crítico literário que denunciou os "inimigos culturais"), e o prefeito de Xangai, Zhang Chunqiao.[1]

Sua ascensão à liderança central do partido foi apelidada por alguns chineses de "o foguete", devido à sua extraordinária ascensão da classe trabalhadora. No auge de seu poder, ficou em terceiro lugar na hierarquia do Partido Comunista. Foi acusado de atividade contrarrevolucionária em outubro de 1976, e enviado para a prisão, julgado e condenado à prisão perpétua.[2]

Referências