Camarilha dos Quatro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bando dos Quatro)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

História da República Popular da China

National Emblem of the People's Republic of China (2).svg

Era Mao Tse-tung (1949–1976)
Guerra Civil Chinesa
Revolução Comunista Chinesa
Anexação do Tibete
Guerra da Coreia
Zhen Fan
Campanhas Três-Anti/Cinco-Anti
Campanha das Cem Flores
Campanha Antidireitista
Grande Salto para Frente
Ruptura sino-soviética
Fome de 1958-1961 na China
Guerra sino-indiana
Revolução Cultural
Lin Biao
Bando dos Quatro
Criticar Lin, Criticar Confúcio
Protestos de Tian'anmen
Era Deng Xiaoping (1976–1989)
Abertura econômica da China
Quatro Modernizações
Guerra Sino-vietnamita
Massacre na Praça da Paz Celestial
Um país, dois sistemas
Reunificação Chinesa
China Atual
Distúrbios no Tibete em 2008
Sismo de Sichuan de 2008
Jogos Olímpicos de Verão
Distúrbios em Xinjiang

Ver Também:
História da China
História da ciência e tecnologia na China

Líderes Proeminentes
Mao - Deng - Jiang - Hu
Outros temas sobre a China
Cultura - Economia
Geografia - Política - Educação
Portal:China


Gangue dos Quatro (também chamada de Camarilha dos Quatro ou Bando dos Quatro) é a designação atribuída a um grupo de quatro membros do Partido Comunista da China responsáveis pela implementação da Revolução Cultural: Jiang Qing (esposa de Mao Tse-tung), Zhang Chunqiao, Wang Hongwen e Yao Wenyuan.[1]

Após a morte de Mao Tse-tung em 1976, o grupo foi acusado de ter tentado tomar o poder e responsabilizado pelo excesso da Revolução Cultural.[2] O julgamento dos membros da Camarilha dos Quatro decorreu em 1980. Jiang Qing e Zhang Chunqiao condenados à pena de morte (penas comutada para prisão perpétua), enquanto que Yao Wenyuan e Wang Hongwen seriam condenados a vinte anos de prisão. Colocando-se na posição de única intérprete do pensamento de Mao, a Gangue dos Quatro presidiu o derramamento de sangue em que se transformou a Revolução Cultural Chinesa. [3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Revista História Viva - "Deng Xiaoping - O arquiteto do milagre chinês"
  2. Han Suyin. Eldest Son: Zhou Enlai and the Making of Modern China, 1898-1976. Página 413. New York: Kodansha America, 1995. 413
  3. Duarte, Norma Simões Lopes. "Além do Vento Norte - A saga do povo chinês". Editora AGE Ltda. Porto Alegre (2005)


Ícone de esboço Este artigo sobre comunismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Camarilha dos Quatro