Young Winston

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Young Winston
As Garras do Leão[1][2] (BRA)
Pôster promocional
 Reino Unido
1972 •  cor •  157 min 
Direção Richard Attenborough
Produção Carl Foreman
Roteiro Carl Foreman
Elenco Simon Ward
Robert Shaw
Anne Bancroft
Anthony Hopkins
John Mills
Gênero filme biográfico
filme de drama
filme de guerra
Música Alfred Ralston (inclui música original e seus arranjos de obras de Edward Elgar)
Cinematografia Gerry Turpin
Edição Kevin Connor
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento  Reino Unido 20 de julho de 1972 (Londres)
Estados Unidos 10 de outubro de 1972 (Nova Iorque)
Idioma língua inglesa
Orçamento $2,150,000 (aluguel EUA/Canadá)[3]

Young Winston (br As Garras do Leão) é um filme britânico de 1972, do gênero drama biográfico e de guerra, dirigido por Richard Attenborough.

Trata-se da biografia do primeiro-ministro do Reino Unido Winston Churchill baseado em seu livro My Early Life, e conta os primeiros anos de sua trajetória. A primeira parte cobre os infelizes dias letivos de Churchill, até a morte de seu pai. A segunda, o serviço como oficial de cavalaria na Índia e no Sudão, durante a qual ele participa da cavalaria em Ondurmã, suas experiências como correspondente de guerra na Segunda Guerra dos Bôeres, durante o qual ele é capturado e escapa, e sua eleição para o Parlamento com a idade de 26 anos.

Churchill foi interpretado por Simon Ward, que era relativamente desconhecido na época, mas foi apoiado por um elenco distinto incluindo Robert Shaw (como Lord Randolph Churchill), John Mills (como Lord Kitchener), Anthony Hopkins (como David Lloyd George) e Anne Bancroft como a mãe de Churchill Jennie. Outros atores incluem Patrick Magee, Robert Hardy, Ian Holm, Edward Woodward e Jack Hawkins.

O filme foi escrito e produzido por Carl Foreman e dirigido por Richard Attenborough. Foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro, Melhor Direção de Arte (Donald M. Ashton, Geoffrey Drake, John Graysmark, William Hutchinson, Peter James) e Melhor Figurino.[4]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Na Índia, em 1896, o jovem Winston Churchill se torna correspondente de guerra, e adquire vivência como jornalista. Winston passa por problemas pessoais com seus pais e, na África do Sul, demonstra atos de heroísmos na Guerra dos Bôeres. No início do século XX é eleito para o Parlamento do Reino Unido, que seria o começo da sua ascensão na política, e que o tornaria o maior líder inglês do século XX.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Carl Foreman foi convidado para conhecer Winston Churchill, depois de ter visto e apreciado a produção de Foreman de 1961 Os Canhões de Navarone. Na reunião Churchill sugeriu que seu livro My Early Life daria um excelente filme.[carece de fontes?]

Foreman ficara impressionado com Oh! What a Lovely War de Richard Attenborough e, a princípio queria que ele tanto dirigisse e interpretasse Lord Randolph Churchill; Attenborough recusou a última oferta.[carece de fontes?]

O filme foi gravado em Marrocos e no Reino Unido, com várias cenas filmadas em Penwyllt e Coelbren, Powys, na beira de Brecon Beacons.[carece de fontes?]

Principais prêmios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1972 (EUA)

Globo de Ouro 1972 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro em língua inglesa[carece de fontes?]
  • Indicado na categoria de melhor revelação masculina (Simon Ward)[carece de fontes?]

BAFTA 1972 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor figurino[carece de fontes?]
  • Indicado nas categorias de melhor ator (Robert Shaw), melhor atriz (Anne Bancroft), melhor trilha sonora, melhor direção de arte e melhor revelação (Simon Ward)[carece de fontes?]
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. As Garras do Leão no AdoroCinema (Brasil)
  2. As Garras do Leão no InterFilmes (Brasil)
  3. "Big Rental Films of 1973", Variety, 9 de janeiro de 1974 p 19
  4. «NY Times: Young Winston». NY Times. Consultado em 28 de dezembro de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme britânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.