Agregado familiar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O agregado familiar é a unidade residencial básica em que a produção económica, consumo, herança, parentalidade e abrigo são organizadas e realizadas. Agregado familiar pode ou não ser sinónimo de família .[1]

O agregado familiar é a unidade básica de análise em muitos modelos sociais, microeconómicos e do governo. O termo refere-se a todos os indivíduos que vivem na mesma habitação.

Em economia, um agregado familiar é uma pessoa ou um grupo de pessoas que vivem na mesma residência.[2]

A maioria dos modelos económicos não endereça a questão de se os membros de um agregado familiar são uma família no sentido tradicional. Em discussões de política os termos agregado familiar e família são muitas vezes tomados como sinônimos.

Referências

  1. Haviland, W.A. (2003). Anthropology. Wadsworth: Belmont, CA.
  2. Sullivan, Arthur; Steven M. Sheffrin. Economics: Principles in action. Upper Saddle River, New Jersey 07458: Pearson Prentice Hall, 2003. 29 pp. ISBN 0-13-063085-3.