Controle populacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Controle populacional é a prática de alterar artificialmente a taxa de crescimento de uma população humana. Historicamente, o controle da população humana tem sido implementado, limitando a taxa de natalidade da população, geralmente por ordem do governo, e foi realizado como resposta a fatores como 1) níveis elevados ou crescentes de pobreza, 2) preocupações ambientais, 3) motivos religiosos e 4) superpopulação. Enquanto o controle da população pode envolver medidas que melhorem a vida das pessoas, dando-lhes um maior controle de sua reprodução, alguns programas as expõem à exploração.

Métodos[editar | editar código-fonte]

Diversos métodos para controlar o crescimento populacional são possíveis. O(s) método(s) escolhido(s) pode(m) ser fortemente influenciado pelas crenças religiosas e culturais dos membros da comunidade. A falha de outros métodos de controle da população pode levar ao uso do aborto ou o infanticídio como soluções. Enquanto uma prática de controle específico pode ser legal / obrigatória em um país, pode ser ilegal ou restrito em outro, um indicativo da controvérsia em torno deste tema.

O controle populacional pode se torner efetivo através de diversas práticas, com ou sem o consentimento das pessoas envolvidas:

  1. Controle da população de um país específico sem impacto na população mundial: incentivo à emigração e/ou limitação à imigração
  2. Controle da população de um país específico, com impacto na população mundial:
  • métodos anticoncepcionais: camisinha, pílula anticoncepcional, DIU, etc
  • abstinência sexual
  • reduzir a mortalidade infantil para que os pais não aumentarem o tamanho da família, de maneira a garantir que pelo menos alguns sobrevivem até a idade adulta.
  • Aborto
  • Infanticídio
  • Melhorar a situação e independência das mulheres, de maneira a garantir que tenham a liberdade de escolher o número de filhos que desejam
  • Guerra
  • Esterilização
  • Eutanásia

Justificativas[editar | editar código-fonte]

O controle populacional tem sido feito em vários países, com diversas justificativas. A mais importante delas é conter o crescimento populacional.

Crescimento populacional mundial anual1

Região 2000 2011
União Europeia 0,2281% 0,2742%
América Latina e Caribe 1,4635% 1,1064%
América do Norte 1,0959% 0,7566%
Sul da Ásia 1,7948% 1,4407%
África sub-saariana 2,6011% 2,5329%
Mundo 1,3165% 1,1511%

Programas de controle populacional no século XXI[editar | editar código-fonte]

Estatais[editar | editar código-fonte]

A China mantinha a Política do filho único como forma de controlar a população, mas agora permite dois filhos.

A Índia, que mantém um programa de esterilização feminina compulsória2 , anunciou que vai focar em distribuição de métodos anticoncepcionais. O estado do Rajastão mantém um objetivo de esterilizar 21 mil pessoas por ano3 .

Não-estatais[editar | editar código-fonte]

Há diversas organizações não governamentais e sem fins lucrativos que atuam de algum modo no controle populacional. O Population Institute objetiva educar governos e pessoas a respeito de temas populacionais, inclusive planejamento familiar. O [FHI 360 http://www.fhi360.org] apoia programas de planejamento familiar, especialmente incentivando a participação dos homens no controle do número de filhos4 .

Warren Buffet foi um grande doador a projetos de controle populacional5 6 , mas parou de fazê-lo7 .

Nos EUA, há instituições não-governamentais e sem fins lucrativos que pagam a homens e mulheres que aceitarem não ter filhos8 9 .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Worldbank Database.
  2. India: Target-Driven Sterilization Harming Women. 25 de julho de 2012. Disponível em: <http://www.hrw.org/news/2012/07/12/india-target-driven-sterilization-harming-women>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  3. India offers prizes for sterilisation. 1º de junho de 2011. Disponível em: <http://www.timeslive.co.za/scitech/2011/07/01/india-offers-prizes-for-sterilisation> e em <http://www.bbc.co.uk/news/world-south-asia-13982031>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  4. Men and Family Planning. Disponível em: <http://www.fhi360.org/en/Research/Projects/Progress/GTL/men_family_planning.htm>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  5. Warren Buffet To Give About $3B To Susan Thompson Buffet Foundation, More Than $30B To Gates Foundation.28 de junho de 2006. <http://www.medicalnewstoday.com/releases/45993.php>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  6. The "Billionaire Brigade" of Population Controllers. 1999. Disponível em: <http://www.meehanreports.com/billionaire.html>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  7. Warren Buffett Ends Support for Population Control Programs. 2003. Disponível em: <http://www.pop.org/content/warren-buffett-ends-support-for-population-1817>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  8. Non-profit offers cash for birth control. 24 de junho de 2009. Disponível em: <http://www.geneticsandsociety.org/article.php?id=4753>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.
  9. Project Prevention. Disponível em: <http://www.projectprevention.org/>. Acesso em: 25 de novembro de 2012.