Amy Grant

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Amy Grant
Amy Grant.

Amy Grant em outubro de 2008
Informação geral
Nome completo Amy Lee Grant[1]
Nascimento 25 de novembro de 1960 (53 anos)[1]
Origem Augusta, Geórgia[1]
País  Estados Unidos[1]
Gênero(s) Pop, Country, CCM, Gospel
Instrumento(s) vocal
violão
Período em atividade 1977 - atualmente
Gravadora(s) Myrrh (1977-1999)
Word (1977-2007)
A&M (1985-2004)
Warner Bros. (2005-2007)
EMI/Sparrow (atual)
Página oficial AmyGrant.com

Amy Lee Grant (Augusta, 25 de novembro de 1960) é uma cantora, compositora e atriz estadunidense notabilizada por sua dedicação a música gospel, tendo recebido a alcunha de Queen of Christian Pop (Rainha do Pop Cristão).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na Geórgia, durante a residência médica de seu pai. Ela ainda era um bebê quando a família retornou a Nashville. A mais jovem de quatro filhas, Amy e as irmãs (Mimi, Kathy e Carol) cresceram em uma casa com lealdade familiar forte e de fé religiosa fervente. Na igreja, ela aprendeu os hinos e histórias que inspirariam a vida e a música dela.

Como uma história de Hollywood, a entrada de Amy Grant na música, começou enquanto ela trabalhava meio expediente varrendo chão e desmagnetizando fitas em um estúdio em Nashiville. O amigo dela,o produtor, Brown Bannister, permitiu que ela gravasse uma fita de suas canções que ela queria dar para sua família.

O produtor da Word Records ouviu as músicas e disse ter achado um talento novo dentro de Nashville. Ele tocou a fita no telefone para os executivos da gravadora ouvirem. O contrato dela foi quase que imediatamente assinado aos dezessete anos de idade.

Em 1978 ela lançou seu primeiro álbum intitulado Amy Grant, e desde então seguiu uma carreira de sucesso. Em 1986, junto a Peter Cetera, Grant estourou nas paradas de sucesso do mundo inteiro com a música Next Time I Fall, que em 06 de dezembro daquele ano alcançaria o primeiro lugar na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos.[2] A mesma canção seria indicada ao Grammy Awards do mesmo ano por Melhor Performance Vocal Pop por Dupla ou Grupo.

No final da década de 1990 a vida de Amy Grant ficou meio conturbada. Foi anunciada sua separação do cantor e compositor Gary Chapman com quem esteve casada desde 1982 e tiveram três filhos. Diante disso, surgiram boatos de que ela teria se afastado do Evangelho e que não gravaria mais músicas cristãs.

Tudo superado, em 2000 Amy Grant casou-se com também cantor e compositor Vince Gill e um ano depois tiveram uma filha, Corrina.

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Com diversos prêmios Grammy e Dove (o troféu aos melhores da música cristã americana), Amy Grant é considerada um dos maiores nome das música cristã no mundo. Em 2003 foi recebida no Hall da Fama da música Gospel.[3]

Em reconhecimento a sua grande contribuição para o profissionalismo, desenvolvimento e expansão da música Gospel, em 2006 ela recebeu uma estrela na lendária Calçada da Fama em Hollywood.[4]

Discografia[editar | editar código-fonte]

álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

Álbuns Natalinos[editar | editar código-fonte]

  • A Christmas Álbum (1983)
  • Home For Christmas (1992)
  • A Christmas To Remember (1999)
  • The Christmas Collection (2008)

Referências

  1. a b c d Amy Grant biography (em inglês) Jesus Freak Hideout. Página visitada em 6 de junho de 2012.
  2. Whitburn, Joel. Top Adult Contemporary: 1961-2001. [S.l.: s.n.], 2002. p. 50.
  3. GMA Hall of Fame: Amy Grant (em Inglês) GMA Hall of Fame. Página visitada em 18 de julho de 2013.
  4. Hollywood Star Walk: Amy Grant (em Inglês) Data Desk. Página visitada em 18 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]