Basehead

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Basehead
Informação geral
Origem Washington, D.C
País  Estados Unidos
Gênero(s) Hip Hop
Rock alternativo
Rock cristão
Período em atividade 1992 – presente
Gravadora(s) Imago
Union of Vineyard Workers
Página oficial baseheadmusic.com
Integrantes Michael Ivey
Aaron Burroughs
Brendan Ciotta
Ex-integrantes Bill Conway
Keith Lofton
Clarence "Citizen Cope" Greenwood
Brian Hendrix
Jay Nichols
Aaron Burroughs

Basehead, também conhecido como dc Basehead e Basehead 2.0, é uma banda de hip hop alternativo norte-americana, formada por Michael Ivey em 1992.

Ivey é o escritor das letras, vocalista e toca diversos instrumentos. O disco de estreia em 1992, Play with Toys, foi gravado em casa de Ivey com diversos músicos. Ivey formou uma banda para concertos ao vivo, que contribuíram para o segundo álbum da banda, Not in Kansas Anymore. A banda atualmente conta com Ivey, o baterista Aaron Burroughs e o baixista Brendan Ciotta.

A banda recebeu atenção pelo seu som e letras distintas. O som da banda incorpora elementos de diversos géneros, desde os blues, funk, hip hop e rock. As letras de Play with Toys e Not in Kansas Anymore focam-se em temas como o álcool, uso de cannabis, depressão, filosofia, política e relacionamentos. No começo em 1996 com a edição de Faith, as letras da banda eram quase exclusivamente focadas no tema do cristianismo, que seria utilizado nos álbuns In The Name of Jesus, dc Basehead e Rockalyptic Music.

História[editar | editar código-fonte]

Basehead edita o seu álbum de estreia, Play with Toys em 1992 sob o selo de uma pequena editora independente, a Emigre.[1] O vocalista Michael Ivey gravou muitas das faixas do álbum em sua casa juntamente com diversos amigos.[2] O disco recebeu diversas críticas favoráveis e tocava frequentemente nas rádios das universidades.[2] Kevin Powell, da revista Rolling Stone escreveu que:

Assegurando cinco membros para uma torné, a banda fez diversos concertos nos Estados Unidos e na Europa, abrindo espectáculos para bandas como Beastie Boys, Stone Temple Pilots e Ween.[2] [4] Após o jornal College Music Journal colocar a banda na sua capa, o grupo recebeu uma atenção especial por parte das maiores empresas discográficas, tendo mesmo assinado um contrato com a Imago Records, uma antiga subsidiária da BMG, no ano seguinte,[1] editam o segundo álbum de estúdio, Not in Kansas Anymore. Stephen Thomas Erlewine escreveu que:

Em Abril de 1994, Basehead gravou o seu terceiro álbum de estúdio, Faith,[6] que continha os mesmos elementos dos álbuns anteriores, mas as letras eram mais focadas no tema da religião.[4] [7] Durante este período, Ivey também formou um projecto paralelo, Bastard Youth of Basehead, também conhecido como B.Y.O.B.,[2] [6] e fundou ainda a I3Records, uma gravadora focada na música alternativa, divulgada e produzida por músicos afro-americanos [1]

Em Dezembro de 1994, a Imago separou-se da BMG, e o disco Faith só foi editado dois anos depois.[6] Os problemas relacionados com o lançamento eram devido ao cancelamento da torné planeada em conjunto com Basehead e B.Y.O.B.[6] Apesar disso, alguns membros da banda acharam que não tinham sido compensados económicamente de forma satisfatória pelo seu trabalho, e além disso Ivey declarou que ele ficou com uma mais pequena percentagem da escrita das letras, do que estava inicialmente estipulado.[6]

Em 1998, Basehead lançou o quarto álbum de estúdio, In The Name of Jesus sob o selo da Union of Vineyard Workers. Andrew Hamlin do Allmusic, escreveu:

A banda mudou o seu nome para dc Basehead,[9] lançando o seu álbum homónimo a 19 de Novembro de 2002. Hamlin escreveu:

Novamente com o nome mudado para Basehead 2.0, a banda edita o seu sexto álbum de estúdio, Rockalyptic Music em 2007. Basehead ganhou todos os direitos sobre todos os seus álbuns editados.[4]

Música e letras[editar | editar código-fonte]

O estilo musical da banda, que inclui elementos de blues,[3] [11] funk,[6] [12] hip hop,[2] pop,[2] psicadélica,[5] reggae,[13] rock[12] e R&B,[12] é muita vez rotulado como hip hop alternativo e rock alternativo.[2] David Jeffries descreveu o álbum Play with Toys como "rap preguiçoso".[14] De acordo com Michael Ivey, "Existem elementos de hip hop, mas se os fãs de hardcore hip hop o comprarem, são capazes de ficar desapontados."[13] Ivey também declarou que, a música da banda não possui as misturas e sons esperados.[15] Os temas de Play with Toys e Not in Kansas Anymore focam-se em diversos temas, dos quais destacam-se o álcool e uso de marijuana,[11] depressão,[14] filosofia,[3] política,[3] [15] racismo[15] e relacionamentos acabados.[3] Francis Davis escreveu que as letras de Ivey subvertem as convenções quer do rock e do gangsta rap."[11]

Os discos de Basehead e os concertos, contam com instrumnetos ao vivo, o que difere dos restantes grupos do mesmo género, que utilizam as misturas.[15] Os álbuns da banda, vocais, e instrumentos são alterados com técnicas de estúdio.[11] [15] De acordo com o antigo DJ da banda, Clarence "Citizen Cope" Greenwood, sobre Ivey, diz que "Ele faz sons, ele é um instrumento por ele próprio. É capaz de escavar certas palavras e torná-las especiais".[3] [15]

Em 1994, as letras da banda mudaram para temas cristãos, começando em Faith.[6] Andrew Hamlin descreve as letras de Faith como tendo "apanhado Ivey numa meia-capitulação. Ele queria Jesus na sua vida, mas também a sua cerveja, a sua erva, a sua televisão e a sua luxúria."[8] Durante o lançamento de Faith, Ivey declarou que o próximo álbum da banda, In The Name of Jesus, teria ainda mais letras orientadas para o cristianismo do que o anterior.[6] Em relação às letras de In The Name of Jesus, Hamlin escreveu:

Acrescenta ainda que as letras de dc Basehead, eram "miles in some direction or other from any stereotyped Christian rock bin."[10]

Durante uma actuação em que a banda recebeu um pedido de material do início da sua actividade, Ivey declarou que “Estou a ainda a trabalhar nisso – como seguir Deus e ainda dar-lhes a antiga merda",[16] referindo-se às novas músicas como “as novas, renovadas, material de louvor a Deus.”[16] Numa entrevista de 1998, Ivey declarou:

Membros[editar | editar código-fonte]

Atuais

  • Michael Ivey - Guitarra, vocal[4]
  • Aaron Burroughs - bateria[4]
  • Brendan Ciotta - Baixo[4]

Antigos

  • Bill Conway - Baixo[6]
  • Keith "Lazy K" Lofton - Guitarra[6]
  • Clarence "Citizen Cope" Greenwood - DJ[6]
  • Brian Hendrix - Bateria[11]
  • Jay Nichols - Bateria[6]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c (November 1994) "The Suits: I3Records". Vibe 2 (9).
  2. a b c d e f g Erlewine, Stephen Thomas. Biography of Basehead Allmusic. Visitado em 2009-02-18.
  3. a b c d e f Powell, Kevin (July 9, 1992). Review of Play with Toys Rolling Stone. Visitado em 2009-02-18.
  4. a b c d e f About Us Basehead. Visitado em 2009-02-18.
  5. a b Erlewine, Stephen Thomas. Review of Not in Kansas Anymore Allmusic. Visitado em 2009-02-18.
  6. a b c d e f g h i j k l Kiviat, Steve. "You Gotta Have Faith", 'Washington City Paper', 11 de Outubro 1996. Página visitada em 18 Fevereiro 2009.
  7. Erlewine, Stephen Thomas. Review of Faith Allmusic. Visitado em 2009-02-18.
  8. a b c Hamlin, Andrew. Review of In the Name of Jesus Allmusic. Visitado em 2009-02-18.
  9. Binet, Stéphanie. "Orelsan, le rap à plat", Libération. Página visitada em 18 Fevereiro 2009. (em francês)
  10. a b Hamlin, Andrew. Review of DC Allmusic. Visitado em 2009-02-18.
  11. a b c d e Davis, Francis. In: Francis. Jazz and its Discontents. [S.l.]: Da Capo Press, 2004. p. 264. ISBN 0306810557.
  12. a b c Smith, Danyel (1993). Review of Not in Kansas Anymore Rolling Stone. Visitado em 2009-02-18.
  13. a b Larkin, Colin. In: Colin. The Virgin Encyclopedia of Dance Music. [S.l.]: Virgin, 1998. p. 27. ISBN 0753502526.
  14. a b Jeffries, David. Review of Play with Toys Allmusic. Visitado em 2009-12-06.
  15. a b c d e f (6 Março 1993) "Basehead Asks: Do You Wanna (Moan)?". Billboard 105 (10).
  16. a b c Kiviat, Steve. "Leap of Faith", 'Washington City Paper', December 18, 1998. Página visitada em 18 February 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of the United States.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical dos Estados Unidos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.