Canção Nova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde setembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2014).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Comunidade Canção Nova
 
EUNTES ERGO EVANGELIZARE
Ide, pois, evangelizar
Imagem: Comunidade Canção Nova
Cruzeiro que marca a entrada da sede da comunidade Canção Nova
Tipo: Associação Internacional de Fiéis
Local e data da fundação: Brasil Lorena, SP
Aprovação: 3 de novembro de 2008
Superior geral: Monsenhor Jonas Abib


Sede: Brasil Cachoeira Paulista, SP
Site oficial: <http://www.cancaonova.com/ site oficial CN>
Projeto Catolicismo · uso desta caixa

Canção Nova é uma comunidade católica brasileira fundada pelo Monsenhor Jonas Abib no ano de 1978, seguindo as linhas da Renovação Carismática Católica. Com sede na cidade de Cachoeira Paulista (SP), ocupa uma área de 372 mil m2 e conta com sistema de rádio e televisão de longo alcance, estendendo-se a outros países como Portugal, Itália, Israel, Índia, Estados Unidos, Grécia, França, Paraguai e Chipre.

História[editar | editar código-fonte]

Há três décadas quando Dom Antônio Afonso de Miranda, bispo emérito de Taubaté, disse ao então Padre Jonas Abib: "Faça alguma coisa”, fala esta entendida por este sacerdote como chamado de Deus e que alavancou os primeiros membros e continua se intensificando cada vez mais atualmente.Em 1968, começaram os primeiros encontros com os jovens, e a partir de 1972, começaram as experiências de oração no Espírito Santo, em Lorena visando primeiro encontro pessoal com Cristo e o batismo no Espírito Santo, surgindo a necessidade e um recinto com estrutura e adequado para tais encontros,foi quando na cidade de Areias-SP encontraram uma fazenda que instituiu o nascimento da Associação Canção Nova, após dois anos, começava a ser construída a primeira Casa de Missão na cidade vizinha chamada de Queluz, que foi batizada de “Canção Nova - a Casa de Maria”.

No mes de junho de 1976 realizou-se o primeiro encontro para moças, chamado de Maranathá de moças, ministrado por Dom Antônio Afonso de Miranda, então bispo de Lorena, nascendo assim as bases evangelizadoras da Canção Nova, tendo Padre Jonas que comparecer ao escritório episcopal, onde recebeu a missão de colocar em prática a Exortação Apostólica “Evangelii Nuntiandi”: Evangelização no Mundo Contemporâneo, assinado pelo Papa Paulo IV em 8 de dezembro e publicado em 21 de dezembro de 1975.No ano seguinte a 1977, Pe. Jonas através de um curso de catequese voltada para os jovens, se transformando em encontros chamados de “Catecumenatos” ultrapassava os limites, atraindo os pais desta juventude que percebiam a transformação de seus filhos e despertavam-lhes o desejo deste "algo novo", acontecendo fidedignamente o que versava no documento apresentado pelo bispo anteriormente mencionado: “(…) Tocados pela graça, descobrem pouco a pouco o rosto de Cristo e experimentaram a necessidade de a Ele se entregar” (EN, n. 44).

Tempos depois Padre Jonas foi além, resolveu iniciar um “Catecumenato” interno, só que os jovens teriam que deixar família, a casa e os estudos para se entregarem ao Espírito Santo e os primeiros a serem convidados a este desafio foram os jovens de Queluz e apenas 12 aceitaram, então em 2 de fevereiro de 1978 iniciava a Comunidade Canção Nova.Ousando cada vez mais Pe.Jonas continuou seguindo outro capítulo do documento pontifício: “Em nosso século tão marcado pelos mass media, ou meios de comunicação social, o primeiro anúncio, a catequese ou o aprofundamento interior da fé, não pode deixar de se servir desses meios conforme já tivemos ocasião de acentuar. Postos ao serviço do Evangelho, tais meios são suscetíveis de ampliar, quase até o infinito, o campo para poder ser ouvida a Palavra de Deus e fazer com que a Boa Nova chegue a milhões de pessoas. A Igreja se sentiria culpável diante de Seu Senhor se ela não lançasse mão desses meios potentes que a inteligência humana torna cada dia mais aperfeiçoados. É servindo-se deles que ‘apregoa sobre os terraços’ a mensagem de que ela é depositária. Neles encontra uma versão moderna e eficaz do púlpito. Graças a eles consegue falar às multidões” (EN, n.45).

Após o retiro de carnaval de 1979,chamado de "Rebanhão", realizado na cidade de Cruzeiro, deu início a construção de quatro Casas de Missão em Cachoeira Paulista, mesmo sabendo receberam por doação apenas uma faixa do terreno, sendo edificado apenas um sobrado. Depois de inúmeras conquistas,Jonas Abib, agora monsenhor, declarou: “Cachoeira Paulista é o lugar onde Deus nos colocou para viver de maneira privilegiada a missão de evangelizar. Realizar essa evangelização pelos meios de comunicação: a mídia”, conclui monsenhor Jonas.[1]

Em 3 de novembro de 2008 a Canção Nova alcançou o Reconhecimento Pontifício, recebendo aprovação dos seus estatutos junto a Santa Sé e nesta data estavam presentes em Roma, o fundador da comunidade católica, monsenhor Jonas Abib juntamente com os co-fundadores, Luzia Santiago e seu esposo Wellington Jardim; cercado por dezenas de missionários, amigos e bispos brasileiros, celebraram o “sim” da Igreja para que a missão desta Obra de Evangelização se espalhe pelo mundo.[2]

Evangelização[editar | editar código-fonte]

A Comunidade Canção Nova é um dos maiores sistemas de comunicação social para a Evangelização Católica no Mundo. Além de possuir várias emissoras de rádio espalhadas pelo Brasil,[3] conta com uma emissora de TV que pode ser sintonizada em algumas cidades por UHF, e em todo o território nacional via satélite.[4]

A Canção Nova promove eventos em todo o Brasil, como shows, retiros, encontros, acampamentos de oração, e tem também uma linha de produtos diversificada: livros, CDs, DVDs, LPO, vídeos, vestuário, entre outras coisas[5] .

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Interior do Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes.

A Canção Nova conta com um estádio coberto em sua sede, o Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes, com capacidade para receber cerca 80 mil pessoas. É um dos maiores espaços cobertos para a realização de eventos católicos da América Latina.[6]

Há ainda o Rincão do Meu Senhor, para 5 mil pessoas e com uma área de 1 815 m2 [7] e o Auditório São Paulo, para 580 pessoas, com uma área de 1 400 m2.[8]

A sede também abriga capelas, posto médico, escola, restaurante, padaria, lanchonete, postos bancários, lojas de artigos religiosos, pousada, área de camping, prédios administrativos e obras sociais.[6]

A média de acampamentos é 18 por ano – sem contar com os Kairos [9] aos domingos e as Quintas-feiras de Adoração. Este 'pedacinho do céu' (como é carinhosamente chamado pela comunidade Canção Nova) recebe em torno de 550 mil peregrinos anualmente.[10]

Casas de Missão[editar | editar código-fonte]

A canção Nova possui 6 Casas de Missão no exterior, sendo elas: Toulon na França,[11] . Roma na Itália,[12] Jerusalem e Israel.[13] Fátima em Portugal,[14] Marietta nos Estados Unidos [15] e Assunção no Paraguai.[16]

Com suas diversas casas no Brasil e algumas no exterior,[17] trabalham no ramo da evangelização por meio de eventos, peregrinações e da mídia católica, juntando ao redor de si também grupos de pessoas que participam de suas atividades e de seus grupos de oração.

Sistema Canção Nova de Telecomunicação[editar | editar código-fonte]

O Sistema Canção Nova de Telecomunicação atua nos três meios de telecomunicações, que são: rádio, TV e Internet, além de uma editora.

Mídia[editar | editar código-fonte]

Transmitem em sua televisão, retransmissoras, rádios, e pela Internet 24 horas de programação voltada à doutrinação católica. Em especial, os seus encontros e momentos de oração diários que acontecem em sua sede. Nos demais horários de suas emissoras, transmitem apenas programas de doutrinação, tendo ainda alguns outros indiretamente voltados ou embasados neste intuito. O sistema é mantido sem propagandas comerciais, contando com doações espontâneas, das Campanhas dos Ouvintes e venda de produtos ligados à marca "Canção Nova", através do DAVI-Departamento de Áudio Visual.[18]

Editorial[editar | editar código-fonte]

Interior da Canção Nova.

A Canção Nova também está há quinze anos no mercado editorial e conta com mais de cem títulos entre publicações nas áreas de religiosidade católica (obras devocionais, oracionais e de formação), livros infanto-juvenis e biográficos. A Editora Canção Nova já conquistou importantes marcas de vendas: A Bíblia foi escrita para você e Sim, sim! Não, não!, ambos os livros do Mons. Jonas Abib, fundador da Comunidade Canção Nova, venderam, juntos, quase um milhão de cópias[carece de fontes?].

Além disso, várias obras foram traduzidas para o inglês e o espanhol e comercializadas em diversos outros países, como Estados Unidos, Itália, Filipinas e toda a América Latina [carece de fontes?]. Dentre seus principais autores estão: Mons. Jonas Abib, Padre Léo (lembranças), Gabriel Chalita, Myrian Rios, Prof. Felipe Aquino, Padre Fábio de Melo, Dr. Roque Marcos Savioli, Prado Flores, Padre Rufus (lembranças), Dom Alberto Taveira Corrêa e Luzia Santiago.

Música[editar | editar código-fonte]

Uma das ferramentas da Canção Nova para evangelizar é a música. Dunga, Eliana Ribeiro, Salette Ferreira, Diácono Nelsinho Corrêa, Ricardo Sá e Márcio Todeschini são alguns dos cantores.[19] Entre os integrantes do ministério de música, estão Brais Oss, Rinaldo e o maestro Sapo.[20]

O próprio Monsenhor Jonas Abib é também um dos evangelizadores católicos através da música cristã na Canção Nova.

Clube da Evangelização[editar | editar código-fonte]

Antes, a comunicação com as pessoas que ajudam a comunidade católica por meio de doações era realizada pelo Clube do Ouvinte. Mas o Sistema Canção Nova de Comunicação cresceu e, além dos ouvintes da rádio - primeiro veículo de evangelização da Canção Nova-, hoje, ela também atinge os telespectadores, pela TV Canção Nova; e os internautas, pelo Portal Canção Nova.

Há anos se pensava num novo nome que abrangesse esse universo maior de atuação. Após muito discernimento e oração, se chegou a um nome "global": Clube da Evangelização, que reflete melhor a realidade forte e ativa de todos os sócios.[21]

Centros de Evangelização[editar | editar código-fonte]

Vista externa do Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes.

A Canção Nova tem sua sede na Chácara Santa Cruz em Cachoeira Paulista, conta com dois centros de doutrinação, amplo espaço para acampamentos campais. O DAVI-Departamento de Áudio Visual[22] que funciona como um centro de distribuição de todos os produto da Canção Nova. A exemplo de ordens católicas e de outras religiões, a comunidade "Canção Nova" conta com a contribuição de fiéis, através de doações de modo geral. Estima-se que a comunidade movimente ao mês cerca de 15 milhões de reais. Esse dinheiro e originário de doações espontâneas Campanhas dos Ouvintes. A venda de produtos ligados à imagem da "Canção Nova" também é apontada como grande fonte de receita. Entre os principais produtos comercializados estão bíblias, DVDs, CDs, camisetas, livros e imagens de santos. A Canção Nova possui na sua chácara em Cachoeira Paulista o seu novo rincão que foi construído através de milhares de doações de ouro e jóias tais como alianças quebradas e bens do gênero.[23]

Rincão[editar | editar código-fonte]

Há um grande espaço para reunião de fiéis, conhecido como Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes, um dos maiores espaço cobertos para a realização de eventos católicos da América Latina, com capacidade para 80 mil pessoas;[6] sua Infraestrutura é totalmente inovadora para proporcionar aos peregrinos um local totalmente propício para uma experiência pessoal com Jesus. Existe também atrás do Centro de Evangelização uma praça de alimentação, caixas eletrônicos, estacionamento e banheiros. O Centro de Evangelização é usado para encontros de grande porte de nível nacional e internacional.

Santuário do Pai das Misericórdias[editar | editar código-fonte]

Construção do Santuário Pai das Misericórdias, em dezembro de 2011.
Vista do Santuário Pai das Misericórdias em junho de 2014.

No ano de 2008, foi dado o início para obras de um santuário na sede da Canção Nova em Cachoeira Paulista. O objetivo do Santuário do Pai das Misericórdias é acolher da melhor forma possível os peregrinos que vêm à Canção Nova buscar uma experiência profunda com Deus por meio dos eventos de oração realizados na comunidade. O local foi projetado para comportar cerca de 10 mil pessoas e também vai contar com um capela de adoração permanente, visando atender confissões e fazer orações, além de banheiros. A área construída é de aproximadamente 6.260 m².

O título de Santuário foi oficializado em dezembro de 2012 por Dom Benedito Beni, Bispo da Diocese de Lorena.[24]

E será inaugurado no mês de dezembro de 2014.

Hosana Brasil[editar | editar código-fonte]

O evento teve sua origem em 2004, quando foi finalizada a construção do Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes. A intenção era criar um acampamento diferente para inaugurar o local e agradecer a Deus por esta grande vitória alcançada pela Comunidade Canção Nova, que só foi possível graças a doação em ouro feita espontaneamente por milhares de pessoas.

A Fundação João Paulo II – mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação – fez um concurso entre os colaboradores para a escolha do nome do evento, que seria realizado em comemoração à inauguração do Centro de Evangelização.

O ganhador foi Eugênio Jorge, que é ministro de música e fundador da missão Mensagem Brasil. Ele sugeriu esse nome por acreditar que o “Novo Rincão” – como também é conhecido o local – seria o lugar de onde se elevam louvores sem cessar aos céus por intermédio dos filhos de Deus: “Hosana Brasil!, pois se o nosso louvor cessar, as pedras clamarão” (cf. Lucas 19:40).

O acampamento é o maior evento realizado pela Canção Nova. Em sua primeira edição, reuniu mais de 200 mil pessoas[carece de fontes?] e, a cada ano, outras milhares vêm de todas as partes do mundo.


Referências

  1. Como nascemos? - [1]
  2. 1 ano de Reconhecimento Pontifício-[2]
  3. Rede CN de Rádio-Cancaonova.com
  4. TV Canção Nova- Cancaonova.com
  5. DAVI - Departamento de Audio Visual - [3]
  6. a b c Centro de Evangelização (em portugues). Página visitada em 30 de novembro de 2013.
  7. Rincão Canção Nova.
  8. Auditório São Paulo Canção Nova.
  9. Kairos Canção Nova.
  10. Portal de eventos do site cançaonova.com - [4]
  11. Casa de Missão da Canção Nova na França- [5]
  12. Casa de Missão da Canção Nova em Roma - Itália-[6]
  13. Casa de Missão da Canção Nova em Jerusalém-[7]
  14. Casa de Missão da Canção Nova em Fátima Portugal-[8]
  15. Casa de Missão da Canção Nova em Marietta nos Estados Unidos-[9]
  16. Casa de Missão da Canção Nova em Asunción no Paraguay-[10]
  17. Casas de Missão Canção Nova-Cancaonova.com
  18. Entrevista com Eliana Sá-Cancaonova.com
  19. Cantores Canção Nova. Página visitada em 26 de abril de 2014.
  20. Ministério de Música Canção Nova. Página visitada em 26 de abril de 2014.
  21. Clube da Evangelização- [11]
  22. DAVI-[12]]
  23. Novo rincão-[13]
  24. Dom Beni - Bispo de Lorena, confirma nova Igreja como Santuário do "Pai das Misericórdias" Jus Brasil (dez/2012). Página visitada em 26/dez/2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Canção Nova

Ligações externas[editar | editar código-fonte]