Caputira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Caputira
Bandeira desconhecida
Brasão de Caputira
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 30 de dezembro de 1962
Gentílico caputirense
Prefeito(a) Wanderson Oliveira Teixeira (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Caputira
Localização de Caputira em Minas Gerais
Caputira está localizado em: Brasil
Caputira
Localização de Caputira no Brasil
20° 10' 19" S 42° 16' 15" O20° 10' 19" S 42° 16' 15" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Manhuaçu IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Vermelho Novo, Raul Soares, Abre Campo, Matipó e Manhuaçu
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 188,112 km² [2]
População 9 033 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 48,02 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,832 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 63 654,809 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 968,23 IBGE/2008[5]
Página oficial

Caputira é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais. De acordo com o censo realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 9.033 habitantes.[3]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Caputira vem das palavras tupi ka'a: "campo, mata" e mbotyra, potyra: "flor". Portanto, significa "Campo Florido".

História[editar | editar código-fonte]

Caputira teve origem no antigo povoado de Santa Helena da Cabeluda, formado numa região de passagem de tropas. O primeiro morador foi Francisco Inácio Fernandes Leão, logo seguido por famílias de colonos. Em 1868, tornou-se freguesia de São Francisco do Vermelho e em 1875, recebeu o nome de freguesia de Santa Helena do Manhuaçu. Em 1923, o nome mudou para Amazonita, mas quatro anos depois, retornou a denominação anterior. Em 1943, vinculou-se ao município de Matipó, dele emancipando-se em 1962.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município possui dois povoados: Bom Jesus de Pirapetinga e São Caetano. Os municípios limítrofes são: Vermelho Novo, Raul Soares, Abre Campo, Matipó e Manhuaçu.

O clima é tropical de altitude com duas estações bem definidas (inverno frio e seco e verão quente e chuvoso). Índice médio pluviométrico anual: 1860,8 mm

O relevo é pelo percentual topográfico: Plano: 10; ondulado: 60; montanhoso: 30.

A Hidrografia é composta pelos principais rios: Ribeirão Pirapetinga e Ribeirão Pernambuco. Pertencem à Bacia Rio Doce.

Transporte e Turismo[editar | editar código-fonte]

Principais rodovias que servem ao município: BR-262 e BR-116.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. a b Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.