Raul Soares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Raul Soares
"Paraíso das Garças"
"Recanto dos Boachás"
Distrito Vermelho Velho

Distrito Vermelho Velho
Bandeira desconhecida
Brasão de Raul Soares
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 19 de setembro de 1924
Gentílico raulsoarense
Prefeito(a) Célio David Nesce (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Raul Soares
Localização de Raul Soares em Minas Gerais
Raul Soares está localizado em: Brasil
Raul Soares
Localização de Raul Soares no Brasil
20° 06' 07" S 42° 27' 10" O20° 06' 07" S 42° 27' 10" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Ponte Nova IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Caputira, Caratinga, Manhuaçu, Matipó, São Pedro dos Ferros e Vermelho Novo
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 771,469 km² [2]
População 23 818 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 30,87 hab./km²
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,729 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 142 836,942 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 5 807,32 IBGE/2008[5]
Página oficial

Raul Soares é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo se refere ao ex-presidente do estado de Minas Gerais Raul Soares de Moura (1922 - 1924), cargo hoje chamado de governador de estado, sendo então uma homenagem a este político.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros habitantes desta terra foram os índios Boachás, que povoavam as ricas montanhas do córrego que hoje herdou esse nome. Os primeiros posseiros foram Domingos de Lana e Cassimiro de Lana, que aqui chegaram em 20 de janeiro de 1837, vindos de Mariana (MG). Depois que expulsaram os índios de suas terras, tomaram posse das ricas montanhas do Córrego do Boachá deixando aqui seus colonos para manter a posse das mesmas.

Em 1841, venderam essas terras a Francisco Alves do Vale, que ali se fixou com sua família. Os Filhos deste, José, Jacó, Francisco e Manoel Alves do Vale, depois da morte do pai, doaram parte de suas terras ao patrimônio da capela de São Sebastião (Minas Gerais em 1925). A primitiva capela foi fundada pelo padre Francisco Antônio de Carvalho, que era vigário de São Pedro dos Ferros e passou a residir junto à capela que criara.

Por escritura de 29 de Outubro de 1873, João Pinto de Oliveira aumentou o patrimônio, doando cinco alqueires de terras. O povoado que ali se formou, chamou-se São Sebastião do Entre Rios, pelo fato de localizar-se entre os rios Matipó e Santana. O povoado foi crescendo lentamente e, em 1902, a Câmara Municipal de Ponte Nova, criou o distrito de Rio Casca, e só em 1923 que tornou-se município recebendo o nome de Vila Matipó.

Em 1924, passou a município e recebeu o nome de Raul Soares, em homenagem ao então Presidente do Estado de Minas Gerais, o advogado, escritor, jurista, político e professor Dr. Raul Soares de Moura, empossado em 7 de setembro de 1922 e falecido antes do término de seu mandato, em 4 de agosto de 1924, devido a problemas cardíacos.

A criação do município de Raul Soares foi autorizada pela Lei Estadual nº 843 de 7 de Setembro de 1923. Já a consolidação (de município) haveria, primeiramente, de se constituir o conjunto de indivíduos para compor os poderes executivo e legislativo. Em outras palavras, constituir a Prefeitura e a Câmara de Vereadores formando, com o povo, a municipalidade desejada e criada.

Então, o novo município de Matipó foi instalado solenemente em 20 de janeiro de 1924 com a posse dos primeiros vereadores eleitos ou instalação da primeira câmara municipal, com mandato de 20 de janeiro de 1924 a 16 de maio de 1927. Joaquim Milagres Sobrinho (que presidiu a sessão inaugural, como o vereador mais votado), João Domingos da Silva, Raymundo Raphael Coelho, José Maria de Souza, Francisco Costa Abrantes, Joaquim José da Silveira e Carlos Gomes Brandão. Assumiu o governo do novo município, o vereador Raymundo Raphael Coelho, eleito presidente da câmara municipal. Naquela época não havia prefeito, cabendo ao presidente da câmara a dupla função.

Portanto, dia 20 de janeiro é o dia da independência, dia do aniversário de emancipação política e administrativa do município que em 19 de setembro de 1924 mudou a denominação de Matipó para Raul Soares. É, também, o dia do padroeiro São Sebastião.

O município foi sede da Industrial São Sebastião SA, atualmente COOPERTRIM - Cooperativa dos Trabalhadores da Indústria Metalúrgica de Raul Soares, fabricante das ferramentas Tarza, consideradas uma das mais antigas e melhores marcas do gênero do país. Também possui expressiva produção de café, que é exportado para vários países. O município possui um recanto natural onde vivem centenas de garças, o Paraíso das Garças.

Um dos vereadores do município, Joaquim Mariano de Souza conhecido como Joaquim Fragoso, é o mais eleito do Brasil e possui incríveis 12 mandatos consecutivos além de já ter sido presidente da Câmara dos Vereados de Raul Soares em um deles.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município tem uma área de 771,469 km², dos quais 2,948 km² estão em zona urbana, a altitude é de 294 metros, a densidade demográfica é de 30,87 habitantes por quilômetro quadrado, os limites territoriais são com os municípios de São Pedro dos Ferros, Córrego Novo, Abre Campo, Caputira, Vermelho Novo, Santa Bárbara do Leste, Manhuaçu e Caratinga. A temperatura média anual é de 21,1°C. Em torno de 75% do relevo é montanhoso e o ponto mais alto é a nascente do Ribeirão Sacramento com 1094 metros. Os rios Matipó e Santana compõem a hidrografia.

Divisão distrital de Raul Soares

A população do município de Raul Soares, de acordo com o último censo realizado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 1º de dezembro de 2010, apresenta os seguintes dados:

  • População masculina: 11.732 habitantes - 49,26%,
  • População feminina: 12.086 habitantes - 50,74%,
    • Total das populações por gênero: 23.818 habitantes - 100,00%.
  • Zona urbana: 15.483 habitantes - 65,01%,
  • Zona rural: 8.335 habitantes - 34,99%,
    • Total da população do município: 23.818 habitantes - 100,00%.

Fonte: Dados oficiais do Censo IBGE 2010

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

Povoados[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Outrora possuidora de uma economia diversificada, com base na indústria, turismo, pecuária, agricultura e comércio, nos últimos anos houve uma retração em seu turismo, atualmente pouco explorado, neste município famoso por suas belezas naturais; a indústria se encontra em estado incipiente, sendo hoje o município sustentado, em geral, pelo comércio e pela agropecuária, ficando a expectativa de um incremento industrial, neste município considerado muito bom para se instalar indústrias, devido ao potencial energético que possui e seu relevo com muitas baixadas. Em termos de bancos, Raul Soares conta com o serviços das seguintes agências bancárias: Banco do Brasil SA, CEF - Caixa Econômica Federal, Banco Itaú SA, SICOOB e Banco Bradesco SA.

Educação[editar | editar código-fonte]

As escolas públicas de Raul Soares são a Escola Estadual Regina Pacis, Escola Estadual Benedito Valadares, Escola Municipal "Afonso Vaz", Escola Municipal Manoel Máximo Barbosa e a Escola Municipal João Domingos. As instituições de ensino privadas são: ASSECRAS - Associação Educacional Comunitária de Raul Soares, que oferece o curso de Informática, e Colégio Anglo de Raul Soares;Escola Técnica Prof. Jair Grossi ; CNA e CCAA (Inglês e Espanhol), Ensino especializado: APROMAI - Associação de Proteção à Maternidade e a Infância e APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais. Dentro do território municipal existem muitas outras escolas.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

A cidade de Raul Soares possui como meios de comunicação: a Rádio Comunitária UAI, Jornal de Raul Soares, Jornal Expressão Popular, um blog com conteúdos relacionados à cidade chamado Pascoal Online e os provedores de internet Signet e Netinova.

Esporte e lazer[editar | editar código-fonte]

A festa com maior destaque é o Carnaval (profissional e organizado, sendo considerado o 5º melhor Carnaval do Estado de Minas Gerais), Campeonato Mineiro de Jogo de Damas, Campeonato Regional do Açúcar (Futebol), Associação Atlética Raulsoarense, Esporte Clube Operário, AABB - Associação Atlética Banco do Brasil, Olimpíadas e o Festival da Música Estudantil.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.