Chris Weidman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chris Weidman
Data de nascimento 17 de junho de 1984 (30 anos)
Local de nascimento Estados Unidos Baldwin, Nova Iorque, EUA
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Altura 1,88 m
Peso 83,9kg
Divisão Peso Médio
Envergadura 1,98 m
Modalidade Boxe, Kickboxing, Wrestling, Jiu-jitsu
Luta por Mineola (Nova Iorque), Nova Iorque, EUA
Equipe Serra-Longo Fight Team
Graduação     Faixa Marrom de Jiu Jitsu Brasileiro
NCAA Wrestler Divisão I
Anos ativo 2009-presente
Cartel no MMA
Total 12
Vitórias 12
Por nocaute 5
Por finalização 3
Por decisão 4
Outras informações
Universidade Hofstra University
Nassau Community College
Página Oficial http://chrisweidman.com/
Chris Weidman no Sherdog

Chris Weidman (Nova Iorque, 17 de junho de 1984) é um lutador invicto de artes marciais mistas e atual Campeão Peso Médio do UFC. Desde 10 de março de 2014, Weidman é classificado como #5 no Ranking Peso por Peso do UFC e como o melhor peso médio do Mundo pela revista Sherdog[1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Chris Weidman nasceu em Baldwin, Nova York, em 17 de junho de 1984. Ele é o segundo de três filhos. Chris e seu irmão mais velho eram crianças quando seus pais os envolveram em diversas atividades esportivas. Weidman começou a lutar muito jovem e com sua capacidade atlética natural, dominou o esporte muito rapidamente. Weidman lutou wrestling e luta greco romana em uma escola de Long Island e também foi um destaque na faculdade. Weidman se formou em bacharelado de Psicologia na universidade de Hofstra[2] .

Wrestling[editar | editar código-fonte]

A carreira de Weidman no Wrestling começou graças ao seu pai, Charlie. O menino se apaixonou pela roupa que foi emprestada por um treinador, e pouco tempo depois, provou ter talento na modalidade. Weidman tornou-se campeão cadete no wrestling e na luta greco-romana. Weidman ainda se tornou um All-American, título dado aos melhores lutadores de wrestling universitário.[3]

Weidman conseguiu sexto lugar em 2006 na divisão NCAA e terceiro lugar em 2007.[4]

Durante os campeonatos de Wrestling, Weidman já enfrentou e derrotou outros lutadores do UFC, como Phil Davis e Ryan Bader. Ambos se encontram hoje em uma categoria acima de Chris Weidman, a dos meio pesados.[5]

Carreira nas Artes Marciais Mistas[editar | editar código-fonte]

Ring of Combat[editar | editar código-fonte]

Weidman fez sua estréia no MMA representando a equipe Serra-Longo em fevereiro de 2009 no evento Ring of Combat. Ele lutou contra Reubem Lopes e o venceu com uma finalização kimura ainda no primeiro Round.

Após vencer Mike Stewart por nocaute técnico em sua segunda luta, Weidman lutou contra Uriah Hall valendo o título dos pesos médios no Ring of Combat 31. Weidman venceu a luta por nocaute técnico e se tornou campeão dos médios do Ring of Combat. Weidman ainda defendeu seu título contra o norte-americano Valdir Araujo, luta na qual Weidman venceu por decisão unânime. Após isso foram oferecidos muitos contratos por várias organizações de MMA diferentes, mas Weidman preferiu esperar, até que o UFC lhe oferecesse um contrato, o que aconteceu.

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Weidman fez sua estréia no UFC contra Alessio Sakara em 3 de março de 2011, no UFC Live: Sanchez vs. Kampmann, substituindo o lesionado Rafael Natal. Weidman ganhou por decisão unânime.

Weidman enfrentou Jesse Bongfeldt em 11 de junho de 2011, no UFC 131, substituindo o lesionado Court McGee luta na qual Weidman venceu com uma guilhotina em pé. A finalização lhe rendeu o prêmio de Finalização da Noite.

Depois Weidman enfrentou Tom Lawlor em 19 de novembro de 2011, no UFC 139. Ele ganhou a luta por finalização no primeiro round[6] .

A vitória-chave contra Demian Maia[editar | editar código-fonte]

Em Janeiro de 2012, Weidman conseguiu a vitória-chave em sua carreira. Desconhecido do grande público até então, já colecionava vitórias contra lutadores como Tom Lawlor e Uriah Hall (que viria a se tornar famoso pelos seus nocautes no programa TUF 17). Mas nenhum desses lutadores tinha bagagem o suficiente para alçar Chris a top10 da categoria dos pesos médios do UFC. Chris Weidman foi içado a lutador top da categoria depois de uma vitória contra o brasileiro Demian Maia, no UFC on Fox: Evans vs. Davis. Weidman foi chamado às pressas para substituir Michael Bisping, e mesmo com apenas duas semanas de preparação [7] conseguiu vencer Maia, por decisão unânime. A vitória deu a Weidman o status de estrela ascendente no UFC, e acabou aposentando Demian da categoria dos médios.[8]

Melhor atuação da carreira contra Mark Munoz[editar | editar código-fonte]

Ainda em Julho de 2012, Chris Weidman debutaria como principal atração do UFC, contra o Filipino Mark Munoz, apontado como potencial campeão dos pesos médios e favorito nas casas de apostas.[9] No entanto, o favorito Munoz acabou sendo atropelado por Weidman, em uma atuação impecável do americano. Depois de dominar o primeiro round, Weidman acertou uma cotovelada impressionante de contragolpe, que levou o filipino ao chão. O árbitro Josh Rosenthal demorou a encerrar o combate, causando a Munoz abundante sangramento. A cotovelada foi decretada nocaute da noite. Após a vitória, o jovem americano pediu uma chance para disputar o cinturão:

"Quero o Anderson Silva. Treinei todo meu campo de treinamento pensando em enfrentar o Anderson Silva. Por favor, me deem uma chance"

—Chris Weidman depois de derrotar Mark Muñoz[10]

Mais tarde o filipino revelou que depois dessa derrota, acabou entrando em depressão profunda.[11]

Lesão[editar | editar código-fonte]

Weidman era esperado para enfrentar Tim Boetsch em 29 de dezembro de 2012 no UFC 155, mas devido a uma lesão foi substituído por Constantinos Philippou.[12]

Nocaute em Anderson Silva e cinturão[editar | editar código-fonte]

Depois do campeão Anderson Silva recusar e menosprezar o duelo contra Weidman algumas vezes, criticando a falta de experiência do americano[13] , o UFC finalmente marcou o duelo para Julho de 2013.

As declarações antes do duelo chamaram mais atenção pelo fato de vários lutadores do UFC apostarem no americano.[14] A declaração mais forte veio do campeão dos meio-médios, Georges St. Pierre. Na ocasião GSP afirmou que "Ele (Weidman) iria finalizar o Anderson Silva, e que a luta não seria muito longa.”[15]

As previsões de GSP se mostraram verdadeiras, e Weidman acabou nocauteando o campeão aos 1m18s do segundo round. Weidman venceu o primeiro round, e foi alvo de diversas provocações do campeão. Anderson colocou as mãos na cintura, fingiu rir dos golpes de Weidman, e chegou a beijá-lo no fim do primeiro round.[16] No entanto, Anderson acabou cometendo um erro técnico ao deixar os pés paralelos no chão, e não ter como se esquivar dos golpes de Weidman, o que lhe custou o cinturão. "Eu acho que errei na autoconfiança e no termo técnico também. Eu fiz tudo certo, só não dei um passo atrás. Não tinha mais para onde eu ir, não tinha ângulo. E ele estava de pé, em base, o golpe que desse ia me pegar. Mas erros acontecem, cometi um erro técnico.”, analisou Anderson.[17]

Chris Weidman se tornou campeão no UFC 162

Chris Weidman X Anderson Silva II[editar | editar código-fonte]

Apenas uma semana após Anderson Silva perder o cinturão dos médios, o UFC confirmou que a revanche do brasileiro contra o norte-americano Chris Weidman seria realizada no UFC 168, dia 28 de dezembro, em Las Vegas.[18]

Após Weidman vencer claramente o primeiro round[19] , Anderson Silva sofreu uma lesão chocante aos 1m16s do segundo round, fraturando a canela esquerda no joelho do estadunidense. Anderson Silva não aguentou a fratura e caiu no chão, gritando de dor. A lesão foi considerada nocaute técnico a favor de Chris Weidman.

Chris Weidman vs. Lyoto Machida[editar | editar código-fonte]

Weidman era esperado para fazer sua segunda defesa de cinturão contra o brasileiro Vitor Belfort em 24 de Maio de 2014 no UFC 173. Porém, devido a proibição do uso de TRT (tratamento do qual Belfort é adepto) no estado de Nevada, Belfort teve que se retirar da luta, pois não teria tempo para se acostumar sem o uso da TRT. O UFC decidiu colocar Lyoto Machida em seu lugar e a luta foi remarcada para 24 de julho do mesmo ano.[20] Porém, Weidman se lesionou e a luta foi adiada para 5 de Julho de 2014 no UFC 175. Weidman venceu por decisão unânime (49-45, 48-47 e 49-46). A luta ganhou o prêmio de Luta da Noite.

Chris Weidman vs. Vitor Belfort[editar | editar código-fonte]

Novamente uma luta diante do “fenômeno” Vitor Belfort foi marcada, dessa vez para o UFC 181 que acontecerá dia 6 de dezembro de 2014, em Las Vegas. Depois de ser pego no teste anti-doping, a Comissão Atlética do estado americano (NSAC) concedeu a permissão para que o brasileiro voltasse a competir profissionalmente no MMA, mas apenas dentro do estado de Nevada. Será a quarta luta consecutiva de Weidman contra um brasileiro.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2012, Chris Weidman teve a casa em que vivia completamente destruída em meio à tempestade Sandy. [21]

Chris é formado em psicologia pela Universidade Hofstra.[22]

Durante a infância, Weidman sofreu bullying severo praticado pelo próprio irmão.

Cquote1.svg Uma vez tentei dar um mortal com minha bicicleta, mas caí sobre meu ombro e quebrei feio minha clavícula. Meu irmão não acreditou que tinha quebrado, então ele montou uma fila com todos seus amigos para que eles batessem no meu braço machucado e disse que choraria se tivesse quebrado de verdade. Depois que todos tinham terminado de me bater, foi a pior coisa que já passei em minha vida. [23] - Cquote2.svg
Confessou o campeão

Títulos e feitos[editar | editar código-fonte]

O cinturão do UFC conquistado em 6 de Julho, 2013
  • Ultimate Fighting Championship

UFC Cinturão da categoria Médios (atual)

Submissão da Noite vs Jesse Bongfeldt em 11 de Junho, 2011

Nocaute da Noite vs Mark Munoz em 11 de Julho, 2012

Nocaute da Noite vs Anderson Silva em 6 de Julho, 2013

Luta da Noite vs Lyoto Machida em 5 de Julho, 2014

  • Ring of Combat

ROC Cinturão da categoria Médios[24]

Lutador do ano (2013) [25]

Lutador revelação do ano (2012)[26]

  • Wrestling

NCAA Divisão I "All-American" (2006, 2007)[27]

NJCAA All-American Time (Duas vezes)[28]

Cartel no MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Brasil Vitor Belfort UFC 181: Weidman vs. Belfort 06/12/2014 5 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defesa do Cinturão Peso Médio do UFC.
Vitória 12-0 Brasil Lyoto Machida Decisão (unânime) UFC 175: Weidman vs. Machida 05/07/2014 5 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defendeu do Cinturão Peso Médio do UFC; Luta da Noite.
Vitória 11-0 Brasil Anderson Silva TKO (lesão) UFC 168: Weidman vs. Silva II 28/12/2013 2 1:16 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Médio do UFC.
Vitória 10-0 Brasil Anderson Silva KO (soco) UFC 162: Silva vs. Weidman 06/07/2013 2 1:18 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Ganhou o Cinturão Peso Médio do UFC; Nocaute da Noite.
Vitória 9–0 Estados Unidos Mark Munoz TKO (cotovelada e socos) UFC on Fuel TV: Muñoz vs. Weidman 11/07/2012 2 1:37 Estados Unidos San Jose, California Nocaute da Noite.
Vitória 8–0 Brasil Demian Maia Decisão (unânime)[29] UFC on Fox: Evans vs. Davis 28/01/2012 3 5:00 Estados Unidos Chicago, Illinois
Vitória 7–0 Estados Unidos Tom Lawlor Finalização (triângulo de mão invertido) UFC 139: Shogun vs. Henderson 19/11/2011 1 2:07 Estados Unidos San Jose, California
Vitória 6–0 Canadá Jesse Bongfeldt Finalização (guilhotina em pé) UFC 131: dos Santos vs. Carwin 11/06/2011 1 4:54 Canadá Vancouver, British Columbia Finalização da Noite.
Vitória 5–0 Itália Alessio Sakara Decisão (unânime) UFC Live: Sanchez vs. Kampmann 03/03/2011 3 5:00 Estados Unidos Louisville, Kentucky Estréia no UFC.
Vitória 4–0 Brasil Valdir Araujo Decisão (unânime) Ring of Combat 33 03/12/2010 3 5:00 Estados Unidos Atlantic City, New Jersey
Vitória 3–0 Jamaica Uriah Hall TKO (socos) Ring of Combat 31 24/09/2010 1 3:06 Estados Unidos Atlantic City, New Jersey Ganhou o Título dos Médios do ROC.
Vitória 2–0 Estados Unidos Mike Stewart TKO (socos) Ring of Combat 24 17/04/2009 1 2:38 Estados Unidos Atlantic City, New Jersey
Vitória 1–0 Estados Unidos Reubem Lopes Finalização (kimura) Ring of Combat 23 20/02/2009 1 1:35 Estados Unidos Atlantic City, New Jersey

Referências

  1. http://www.sherdog.com/news/rankings/4/Sherdogs-Official-Mixed-Martial-Arts-Rankings-64121
  2. Weidman contando um pouco de sua história no site oficial do UFC (em inglês).
  3. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/07/prodigio-chris-weidman-e-movido-por-competitividade-e-espiritualidade.html
  4. http://nwhof.org/?wrestler=12114
  5. http://forums.sherdog.com/forums/f2/interesting-fact-chris-weidman-beat-both-phil-davis-bader-collegiate-wrestling-1979941/
  6. SporTV - Invicto no MMA, Chris Weidman vence mais uma e 'apaga' Tom Lawlor (em português).
  7. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2012/01/chris-weidman-e-confirmado-como-rival-de-demian-maia-no-ufc-chicago.html
  8. http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2012/02/15/exclusivo-demian-maia-vai-descer-de-peso-e-recomeco-no-ufc-sera-entre-os-meio-medios/
  9. http://www.fightbetnetwork.com/fights/495/mark-munoz-vs-chris-weidman
  10. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas FUELTV4-1
  11. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/06/mark-munoz-supera-depressao-por-lesoes-e-perde-28kg-em-cinco-meses.html
  12. Super Lutas - Chris Weidman sofre lesão e deixa card do UFC 155 (em português).
  13. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/02/anderson-silva-menospreza-luta-com-weidman-e-um-garoto-uma-crianca.html
  14. http://www.superlutas.com.br/noticias/16682/dana-white-revela-que-lutadores-apostam-em-weidman-contra-anderson-silva
  15. http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,georges-st-pierre-aposta-em-weidman-contra-anderson-silva-no-ufc-162,1007310,0.htm
  16. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/07/chris-weidman-faz-o-impossivel-e-vence-anderson-silva-por-nocaute.html
  17. http://esporte.uol.com.br/mma/ultimas-noticias/2013/07/16/anderson-explica-erro-tecnico-que-causou-nocaute-e-promete-se-reinventar.htm
  18. http://esporte.ig.com.br/lutas/2013-07-14/ufc-confirma-revanche-entre-anderson-e-weidman-no-dia-28-de-dezembro.html
  19. http://m.espn.com.br/noticia/378870_antes-de-lesao-anderson-era-dominado-por-weidman-veja-numeros
  20. Belfort deixa o UFC 173, e Lyoto pega Weidman pelo cinturão dos médios. combate.com (28 de Fevereiro de 2014).
  21. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2012/10/chris-weidman-perde-casa-nos-eua-em-meio-tempestade-sandy.html
  22. http://www.guaraiesportes.com/all-category/201-ufc-168-anderson-silva-e-chris-weidman-se-reencontram-para-nao-deixar-duvidas.html
  23. http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2013/12/22/weidman-e-o-bullying-em-sua-casa/
  24. http://www.fighters.com/07/06/ufc-162-fighter-profile-chris-weidman
  25. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/02/chris-weidman-bate-belfort-e-e-eleito-o-lutador-do-ano-no-oscar-do-mma.html
  26. http://en.wikipedia.org/wiki/World_MMA_Awards#Breakthrough_Fighter_of_the_Year
  27. http://www.bloodyelbow.com/2013/6/28/4472606/ufc-162-factgrinder-the-wrestling-of-chris-weidman
  28. http://www.bloodyelbow.com/2013/6/28/4472606/ufc-162-factgrinder-the-wrestling-of-chris-weidman
  29. http://www.superlutas.com.br/noticias/8987/ufc-revela-erro-na-sumula-e-chris-weidman-vence-demian-maia-de-forma-unanime

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
Anderson Silva
Campeão Peso-Médio do UFC
6 de julho de 2013 - presente
Atual Detentor