Chuck Palahniuk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chuck Palahniuk

Chuck Palahniuk (nascido em Pasco, Washington a 21 de Fevereiro 1961) é um escritor residente em Portland, Oregon. O seu trabalho mais popular é Clube da Luta (Clube de Combate em Portugal), que foi posteriormente adaptado para cinema.

Jornalista de profissão, Palahniuk já foi lutador amador, caminhoneiro e até mecânico de automóveis. Teve o pai assassinado com a namorada pelo ex-marido dela. Quando era adolescente, seu avô cometeu suicídio após matar a mulher. 

Os personagens na obra de Palahniuk são indivíduos que, de uma ou outra forma, foram marginalizados pela sociedade, frequentemente reagindo com agressividade auto-destrutiva. O escritor lê pouca ficção, para escrever suas obras é influenciado, principalmente, por pensadores do Século XX. A narrativa nos livros de Palahniuk começam, não raramente, no seu fim cronológico, com o protagonista a recontar os eventos que conduziram ao ponto que forma o princípio do livro. Por bastantes vezes há um ponto de viragem da história, na forma de uma revelação inesperada perto do fim. O estilo de Palahniuk é caracterizado pelo uso e repetição de frases curtas plenas de humor cínico ou irônico. O autor gosta de descrever o seu estilo como Ficção transgressional.

Os direitos cinematográficos de Survivor (Sobrevivente) foram vendidos, mas nenhum estúdio se empenhou na adaptação do romance, pois depois dos ataques no Pentágono e no World Trade Center a 11 de Setembro os estúdios de cinema consideraram o romance demasiado controverso, já que o protagonista sequestra um avião e decide se matar.

A edição de Março de 2004 da revista Playboy publicou um conto de Chuck Palahniuk intitulado Guts (Vísceras, que integra o livro Haunted). Quando da sua digressão em 2003 para promover o romance Diary, o autor leu o conto para as audiências. Alegadamente mais de 35 pessoas desmaiaram ao ouvir a leitura, embora os eventos sejam factuais, a veracidade das reacções é bastante discutida.

Em 2003, foi realizado por membros do site oficial do autor um documentário em filme sobre a sua vida, chamado Postcards from the Future: The Chuck Palahniuk Documentary [1].

Durante a ComicCon de São Diego, em 2013, Chuck anunciou a continuação de Clube da Luta, romance amplamente conhecido devido à versão cinematográfica, em formato de Graphic Novel.

O site oficial, "The Cult" (O Culto) como se auto-intitula, iniciou uma oficina de escrita onde o próprio Chuck Palahniuk ensina os seus truques. Todos os meses o autor escreve um ensaio sobre um dos truques (ensaios estes que serão compilados num livro sobre escrita minimalista). É um autor muito dedicado aos seus fãs como pode ser observado no site oficial.

Obras[editar | editar código-fonte]

Ficção[editar | editar código-fonte]

  • Clube da Luta (Fight Club, 1996)
  • Sobrevivente (Survivor, 1999)
  • Monstros Invisíveis (Invisible Monsters, 1999)
  • No Sufoco (Choke, 2001)
  • Cantiga de Ninar (Lullaby, 2002)
  • Diário (Diary, 2003)
  • Assombro (Haunted, 2005)
  • Rant (2007 - não traduzido)
  • Snuff (Snuff, 2008)
  • Pygmy (2009 - não traduzido)
  • Tell-All (2010 - não traduzido)
  • Condenada (Damned, 2011)
  • Maldita (Doomed, 2013)
  • Beautiful You (2014)
  • Make Something Up (2015)
  • Fight Club 2 (2015)

Não-Ficção[editar | editar código-fonte]

  • Fugitives and Refugees: A Walk in Portland, Oregon (2003 - não traduzido)
  • Mais Estranho que a Ficção (Stranger Than Fiction: True Stories, 2004)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]