Citroën C5

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Citroën C5
Citroën C5 II front-1.JPG
Visão Global
Produção 2001 — presente
Fabricante Citroën
Modelo
Classe médio-grande
Carroceria sedan
station wagon
Ficha técnica
Motor 1.6L I4
1.8L I4
2.0 I4 16V
3.0L V6 (todos a gasolina)
1.6L I4 diesel
2.0L I4 diesel
2.2L I4 diesel
2.7L V6 diesel
3.0L V6 diesel
Transmissão 6 marchas, automática
5 marchas, manual
Modelos relacionados Citroen C6
Citroën C4 L (CAR Awards 2014[1] )
Peugeot 508
Ford Mondeo
Hyundai Sonata
Insignia
Peugeot 407
Volkswagen Passat
Dimensões
Comprimento 4,7m(sedan)
4,8m (sw)
Cronologia
Último
Último
Citroen Xantia
Próximo
Próximo


O Citroën C5 é o modelo médio-grande produzido desde 2001 pela Citroen. Sucedeu o Xantia, mundialmente[2] .

Equipamentos[editar | editar código-fonte]

  • Proteção contra Roubo
  • Detecção de furo
  • Medição de espaço disponível
  • Freio de mão elétrico
  • Proteção reforçada
  • Sistema de iluminação a 105º
  • Caixa de velocidades automática sequencial (CMP6)
  • Suspensão Hydractive III + ou suspensão mecânica

Motores[editar | editar código-fonte]

Disponível com uma vasta gama de motores à gasolina e diesel, o C5 possui versões que vão de 110cv a 208cv. Todas as motorizações diesel vêm equipadas de série com um filtro de partículas FAP que permite eliminar os fumos negros por pós-combustão.

Primeira geração[editar | editar código-fonte]

1º Geração do C5

A primeira geração do C5 estava disponível nas versões 5 portas berlina e carrinha. Ao contrário do seu antecessor, o C5 é uma berlina com uma silhueta tricorpo, o que representa um corte radical com a anterior filosofia de construção implementada por Robert Opron. Em termos de segurança, o C5 obteve a pontuação máxima nos testes de segurança EuroNCap, que lhe valeu posteriormente o título de automóvel mais seguro do mercado em todos os segmentos.

No que diz respeito às motorizações, o C5 apresenta duas versões a gasolina (V6 3.0i 210 cv com caixa automática de 6 velocidades e 1.8i 16V 117 cv) e três versões a Diesel (2.2 HDi 136 cv FAP com caixa automática, 2.0 HDi 138 cv e 1.6 HDi 110 cv FAP “com overboost”).

O C5 recebeu um importante desenvolvimento da suspensão Hidropneumática Citroën, agora conhecida como Hidractiva 3. A maior diferença consiste no uso de sensores electrónicos para corrigir a altura do veículo, em vez dos correctores de altura mecânicos. Esta alteração permite uma gestão automática da altura efectuada por computador (a alta velocidade a suspensão reduz a distância do veículo em relação ao solo, enquanto que em baixas velocidades e em estradas irregulares a suspensão aumenta a distância do veículo em relação ao solo garantindo desta forma mais conforto). O controle manual da altura foi mantido, apesar da sua eficácia ter sido ultrapassada pela gestão efectuada por computador.

Numa enorme ruptura com a tradição Citroën, os travões e a direcção deixaram de ser alimentados pelo sistema hidráulico da suspensão. Especulou-se que os custos de desenvolvimento de uns novos travões electrónicos levaram o grupo PSA a optar pela instalação de uns travões mais convencionais. A dificuldade sentida por várias pessoas em adaptar-se a forma de travar dos carros com suspensão hidropneumática, foi provavelmente a principal razão que levou a Citroën a mudar a sua filosofia no que diz respeito aos travões.

Em 2004, o C5 sofreu um importante restyling (uma nova frente e uma nova traseira) que introduziu as formas que posteriormente seriam aplicadas no modelo C4. Com esta remodelação o C5 Berlina passou de 4618mm de comprimento para 4745mm e a versão break de 4755mm para 4840mm.

A suspensão Hidractiva 3+ melhora o conforto e condução do carro mantendo-o nivelado, permitindo ainda a sua condução em três rodas quando um pneu se encontra furado. Esta suspensão é uma evolução da suspensão hidropneumática lançada em 1955 no modelo DS. Esta suspensão permite variações na altura até 15 milímetros à frente e 11 milímetros na traseira.

O poder do turbo é obtido através de dois turboalimentadores fixos de tamanho idêntico. Cada um destes pode abastecer metade da entrada de ar do motor necessária para dar mais potência[3] .

Equipamentos do C5[editar | editar código-fonte]

  • Faróis direcionais Bi- Xénon
  • Suspensão auto-adaptativa
  • ESP
  • ABS
  • 9 Airbags (7 de série, 2 opcionais)
  • Fecho automático das portas
  • Telecomando PLIP de alta frequência
  • Vidros laterais laminados acústicos
  • Ajuda ao estacionamento
  • Regulador e limitador de velocidade
  • Ativação automática dos faróis e piscas
  • Retrovisor eletrocromado
  • Ativação automática dos limpadores
  • Patamar de carga ajustável
  • Sistema AFIL (Alerta de Transposição Involuntária da Linha Indicadora de Via)


Está ainda previsto o lançamento de uma versão cabriolet.

Fotos e mais informações em Novo C5 (em português)

C5 Tourer baseado no novo modelo

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]