Claude Auchinleck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Claude Auchinleck
Nascimento 21.06.1884
Aldershot (Hampshire), Reino Unido
Morte 23.03.1981
Marraquexe, Marrocos
Nacionalidade Flag of the United Kingdom.svg britânica
Ocupação marechal

Sir John Claude Auchinleck (Aldershot (Hampshire), Reino Unido, 21 de junho de 1884Marraquexe, Marrocos, 23 de março de 1981), também chamado The Auck, era um marechal britânico durante a Segunda Guerra Mundial. Ele foi altamente condecorado com as ordens Order of the Bath, Order of the Indian Empire, Order of the Star of India, Distinguished Service Order e Ordem do Império Britânico.

Vida[editar | editar código-fonte]

Auchinleck seguiu a carreira das armas, cursando a escola militar de Sandhurst. A Primeira Guerra Mundial, que estourou quando Auchinleck contava 30 anos, o viu atuar nas frentes de luta do Oriente Médio. Interveio ativamente e destacou-se em operações no Egito e Aden. Recebeu, pelos seus mériots, a D.S.O. (Ordem de Distinção em Serviço). Posteriormente, terminada a guerra, foi destaca para a Índia, onde participou em diversas operações entre 1933 e 1935. Transferido de volta à Inglaterra, ali o surpreeendeu a eclosão da Segunda Guerra Mundial. Em maio de 1940, Auchinleck encabeçou a força expedicionária que atacou Narvik, na Noruega. Fracassada a operação teve que retirar-se com suas tropas. Em janeiro de 1942, assumiu o cargo de comandante-em-chefe das forças britânicas no Oriente Médio. Posteriormente, em agosto desse mesmo ano, no dia 8, o primeiro-ministro Winston Churchill enviou-lhe uma carta onde expressava:

"Cairo, 8 de agosto de 1942. Estimado General Auchinleck: A 23 de junho, por meio de um telegrama ... o senhor fez referências a sua substituição e mencionou o nome do General Harold Alexander, como seu possível sucessor. Naquele momento de crise para o VIII Exército, o governo de Sua Majestade não quis aceitar sua generosa oferta. O gabinete decidiu...que chegou o momento da troca. Pensa-se isolar o Iraque da Pérsia, do atual comendo do Oriente Médio. Harold Alexander será nomeado comandante do Oriente Médio; Bernard Montgomery, do VIII Exército; ao senhor ofereço o comando do setor Iraque-Pérsia, que terá sede em Bassora ou Bagdá. Nesse setor, que conhece perfeitamente, o senhor estará em estreito contato com a Índia ... Espero que aceite a proposta e minhas instruções, com o mesmo espírito de sacrifício demonstrado em outras ocasiões ... Winston Churchill".[carece de fontes?]

Auchinleck, que tinha razões para amargar-se, aceitou, sem protestos a nota de Churchill. Mais tarde, numa entrevista com o primeiro-ministro britânico, efetuada no Cairo e que foi "fria e cortês", comunicou-lhe que não aceitava seu novo destino. Recusou, conforme explicou mais tarde, "porque tenho, como muitas pessoas, um certo orgulho e não creio que, depois de ser privado de um comando, possa exercer com autoridade um novo posto de direção". [carece de fontes?]

Bastaria, para descrever Auchinleck, em toda a sua dimensão, a opinião que dele tinham os alemães: "Se Auchinleck não tivesse sido o homem que era, isto é, o melhor general aliado que jamais combateu na África, Rommel teria destruído o VIII Exército". [carece de fontes?]

E o melhor perfil psicológico de Auchinleck e dado pelo General Godwin-Austen, quando diz: "Seu principal defeito era sua incapacidade para acreditar que algum soldado podia ser menos corajoso que ele". [carece de fontes?]

Citação[editar | editar código-fonte]

"To commit troops to a campaign in which they cannot be provided with adequate air support is to court disaster." (Fonte)



O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Claude Auchinleck