Computador doméstico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TRS-80 Color Computer II

Computador doméstico é a designação amigável da segunda geração de microcomputadores (o termo técnico que até então era usado), tendo seu uso sido iniciado em 1977 e tornando-se comum durante a década de 1980.

O computador doméstico tornou-se disponível para o público em geral devido a produção em massa dos microprocessadores e, como seu nome indica, tendia a ser utilizado nos lares, em vez do contexto indústria/negócios. O nome também assinala a diferença para a primeira geração de microcomputadores (de 1974-75 em diante), que atendia principalmente aos interesses de engenheiros e hobistas habilidosos em trabalhos de solda, visto que eram freqüentemente vendidos como "kits" para montagem pelo utilizador. O uso do termo "computador doméstico" praticamente desapareceu em fins da década de 1980 nos E.U.A. e no Brasil, ou no princípio dos anos 1990 (na Europa). Explica-se isto pela ascensão dos modelos de computador pessoal compatíveis com o IBM-PC (que não são cobertos por este verbete), e a consequente preferência pelo uso do termo "PC" em vez de "computador doméstico". Hoje os computadores pessoais são cada vez mais robustos e com preço acessível a todos, atendendo todas as classes sociais e o melhor com técnologia de ponta.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Cenário inicial[editar | editar código-fonte]

Computador doméstico Commodore 64

Depois do sucesso monumental do lançamento do Apple II da Apple Computer, em 1977 (o qual particularmente demonstrou sua importância através da popularidade do programa VisiCalc), um vasto número de novas máquinas de todos os tipos, de certo modo lembrando a explosão de novas formas de vida no período Cambriano, começaram a aparecer durante o final dos anos 1970 e o início dos anos 1980. Isto incluiu exotismos de vida curta, como o britânico Jupiter Ace, que possuía a linguagem FORTH em seu sistema operacional, ou o estranho CCE MC-1000, um microcomputador brasileiro compatível apenas com ele mesmo. Uns poucos tipos sobreviveram por mais algum tempo, como o britânico BBC Micro, o japonês MSX e os norte-americanos Commodore 64 e Amiga, os quais têm ainda seguidores fiéis.

Todavia, o surgimento do IBM-PC (sendo sua designação original "IBM 5150", na quase anônima nomenclatura-padrão IBM) em Agosto de 1981, levou ao domínio do computador pessoal compatível com o IBM-PC e às novas gerações de Vídeo-games. Enquanto o Apple II foi eventualmente desbancado pelo IBM-PC e seus clones, o lançamento do Apple Macintosh em 1984 por parte da Apple Computer criaria um novo paradigma para o computador doméstico que o IBM-PC e seus clones iriam posteriormente emular.

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Muitos computadores domésticos eram superficialmente similares, tendo alguns um teclado mecânico simplificado (chamado "teclado chiclete") integrado à caixa que continha o microprocessador e capazes de exibir 20–40 colunas de texto num aparelho de televisão. Muitos usavam como dispositivos de armazenamento os largamente disponíveis, notoriamente lentos e não muito confiáveis gravadores de cassetes, visto que os drives de disquete eram extremamente caros nessa época, especialmente fora dos Estados Unidos (freqüentemente, um único acionador de disquetes podia custar mais caro do que o próprio computador, devido a sua construção mecânica ser mais complicada, e portanto, custar mais). Acima de tudo, redução de custos era a palavra de ordem para a maioria destas máquinas, com o intuito de manter os preços baixos o suficiente para encorajar pessoas comuns a comprá-las. Um ótimo segmento comprador eram as famílias com crianças em idade escolar.

Todos os computadores modernos utilizam um sistema operacional (SO) o qual age como uma interface entre o operador e o hardware interno do computador (RAM, UCP etc). Os computadores domésticos freqüentemente tinham seus SO, dos quais uma parte era usualmente um interpretador BASIC, armazenado em um ou mais chips de memória ROM. O termo "software" comumente indicava programas aplicativos situados "acima" do SO para realizar uma tarefa específica, por exemplo um editor de textos ou jogo de computador. Como muitos computadores antigos rapidamente se tornaram obsoletos, tornou-se popular entre os fãs habilitar um tipo de computador para emular outro através do uso de programas de emulação. Assim, muitos dos ambientes operacionais dos computadores listados abaixo podem ser recriados num PC moderno.

Microprocessador Motorola 6800

Computadores domésticos eram baseados principalmente em microprocessadores de 8 bits, tipicamente empregando as UCPs MOS Technology 6502 ou o Zilog Z80. Uma grande variedade de computadores domésticos de 8 bits foram desenvolvidos e comecializados durante o início e meados dos anos 1980. Uma exceção notável foi a série TI-99, lançada em 1979 com uma UCP TMS9900 de 16 bits. Eles foram sendo gradualmente suplantados pelo IBM-PC (principalmente por seus clones, que custavam significativamente menos que a máquina original) e, a partir de 1984, pelos computadores pessoais baseados no Motorola 68000, que competiam com os IBM-PC. Alguns fabricantes tentaram prolongar a vida comercial de seus computadores de 8 bits através de reduções de preço e outros meios (ver, por exemplo, o caso do GEOS), mas sua era tinha terminado.

Computadores domésticos notáveis[editar | editar código-fonte]

Computador doméstico Apple II

A lista abaixo pretende relacionar os computadores domésticos mais populares e/ou historicamente significativos de fins dos anos 1970 e dos anos 1980. Ela inclui o ano inicial de lançamento bem como o país/região de origem do equipamento. Como critérios de avaliação foram considerados:

  • Inovação tecnológica;
  • Número de unidades vendidas;
  • Quantidade de clones a que deu origem;

Por estes critérios, os lançamentos mais significativos (em ordem cronológica) foram:

  1. Apple II (1977)
  2. ZX Spectrum (1982)
  3. Commodore 64 (1982)
  4. Apple Macintosh (1984)

Para facilitar a compreensão, diferentes modelos numa determinada linha de computadores compatíveis receberam uma única entrada, caso das famílias Apple II e TRS-80.

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

Lançamento Computador País/Região Notas
Junho de 1977 Apple II EUA gráficos coloridos, oito "slots" de expansão
Agosto de 1977 TRS-80 EUA primeiro computador doméstico por menos de US$600
Dezembro de 1977 Commodore PET EUA primeiro computador totalmente integrado: teclado/monitor/armazenamento
1979 Atari 400/800 EUA primeiro computador com "chipset" customizado e chip de vídeo programável

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Lançamento Computador País/Região Notas
1980 Sinclair ZX80 Reino Unido £99; primeiro computador popular da história
1980 Commodore VIC-20 EUA menos de US$300; primeiro computador do mundo a ultrapassar um milhão de unidades vendidas
1980 TRS-80 Color Computer EUA Motorola 6809, Sistema Operacional OS-9, multiusuário e multitarefa
1981 Sinclair ZX81 Reino Unido menos de US$100; popularizou o uso de computadores domésticos na Europa e no Brasil
Junho de 1981 Texas Instruments TI-99/4A EUA baseado no menos bem-sucedido TI-99/4; primeiro computador a usar uma CPU de 16 bits
Agosto de 1981 IBM-PC EUA a versão original do computador pessoal que deu origem aos IBM-PC compatíveis e liquidou os computadores domésticos
1981 BBC Micro Reino Unido primeiro computador criado especificamente para educação no Reino Unido; BASIC avançado e várias portas de entrada/saída
Abril de 1982 ZX Spectrum Reino Unido um dos maiores sucessos da indústria britânica; foi clonado legal e ilegalmente em vários países, sendo que na Rússia muitos clones avançados continuam ainda em produção
Agosto de 1982 Commodore 64 EUA o modelo de computador doméstico que mais vendeu em todos os tempos: mais de 20 milhões de unidades
1983 MSX Japão um computador com padrões definidos pela ASCII e Microsoft, produzido legalmente em vários países, inclusive no Brasil a partir de 1985
Janeiro de 1984 Apple Macintosh EUA primeiro computador pessoal a usar extensivamente mouse e interface gráfica; primeiro computador de 16/32 bits
1984 Amstrad CPC & Amstrad PCW Europa padrão comercial britânico anterior ao IBM-PC; as vendas na Alemanha se aproximaram das do C64
1985 Atari ST EUA primeiro computador com interface musical MIDI embutida; também apresentava 1 MB de RAM por menos de US$1000
Julho de 1985 Commodore Amiga EUA chipset original Amiga para gráficos e som; SO multitarefa; popular na área de computação gráfica no Brasil
1987 Acorn Archimedes Europa baseado no microprocessador ARM de 32 bits desenvolvido pela Acorn; o mais poderoso computador doméstico em sua classe, quando do seu lançamento

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]