Conceição do Rio Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Conceição do Rio Verde
Bandeira de Conceição do Rio Verde
Brasão de Conceição do Rio Verde
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 30 de agosto de 1911
Fundação 1732
Gentílico conceiçoense
Prefeito(a) José Arildo de Castro Carneiro (PRTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Conceição do Rio Verde
Localização de Conceição do Rio Verde em Minas Gerais
Conceição do Rio Verde está localizado em: Brasil
Conceição do Rio Verde
Localização de Conceição do Rio Verde no Brasil
21° 52' 51" S 45° 05' 06" O21° 52' 51" S 45° 05' 06" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008 [1]
Microrregião São Lourenço IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Cambuquira, Três Corações, Jesuânia, Carmo de Minas, Caxambu, Baependi, São Thomé das Letras, Soledade de Minas
Distância até a capital 320 km
Características geográficas
Área 370,040 km² [2]
População 12 950 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 35 hab./km²
Altitude 873 m
Clima tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,747 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 107 411,198 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 159,47 IBGE/2008[5]
Página oficial

Conceição do Rio Verde é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2010 era de 12.950 habitantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

Sua principal atividade econômica é o café, seguida da pecuária leiteira.

História[editar | editar código-fonte]

Conceição do Rio Verde teve origem em 1732, quando Inácio Carlos da Silveira ganhou uma sesmaria na região de Nossa Senhora da Conceição, à beira do Rio Verde, onde foi construída uma capela dedicada a esta santa.

Já em 1778, Damião Rodrigues Gomes e sua esposa doaram terrenos ao redor desta capela para formação do patrimônio da mesma criada em 1839, que teve como seu primeiro vigário, o padre Francisco Antônio Grilo.

No ano de 1901 foi criada a vila de Águas Virtuosas (atual Lambari) e o povoado de de Conceição do Rio Verde passou a ser um dos distritos daquele Município.

A Lei Estadual nº 556, datada de 30 de agosto de 1911 criou o município de Conceição do Rio Verde, com território desmembrado dos municípios de Lambari e Baependi, cuja instalação se deu em 10 de julho de 1912.

Em 1913, o governo do estado baixou ato que transformou todas as Vilas em cidades. Na época, a população de Conceição do Rio Verde já era de mais ou menos dois mil pessoas.

A primeira Câmara Municipal foi instalada no dia 2 de junho de 1912 e teve como presidente o Capitão José Lúcio Junqueira. Em 25 de outubro de 1913 teve início o abastecimento de água potável do município, em conformidade com a Lei nº 8, de 17 de setembro de 1913.

Em 27 de dezembro de 1948 foi criado o Distrito de Águas de Contendas e anexado ao município de Conceição do Rio Verde através da Lei Estadual nº 336. A Comarca foi criada pela Lei Estadual nº 1093, de 21 de junho de 1954 e instalada no dia 28 de março de 1955, quando tomaram posse o primeiro Juiz de Direito, Dr. Manoel Altomare Nardy e o primeiro Promotor Público, Antonio Gonçalves Ferreira,

O primeiro prefeito foi Lúcio Bernardes Carneiro, que tomou posse no dia 16 de janeiro de 1931.

No dia 13 de fevereiro de 1974, a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, recebeu o título e foi elevada à dignidade de basílica, pelo papa Paulo VI. A cerimônia de instalação ocorreu a 30 de agosto do mesmo ano, com a presença de vários bispos e padres, na solene celebração, dentre eles Dom Othon Motta, bispo diocesano da Campanha e Padre Cândido Silva, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Conceição de Conceição do Rio Verde. Na arquitetura da basílica, destacam-se as imagens dos doze apóstolos de Cristo, colocadas em cada uma das colunas da nave, em semelhança com a basílica abacial de São Bento, em São Paulo.

Em 20 de julho de 2009, o prefeito da cidade Adilson Gonçalves de Oliveira Paganelli, se tornou o primeiro prefeito cassado na história da cidade, por improbidade administrativa. Com isso a sua vice Maria Adelaide Torres assumiu a prefeitura, sendo a primeira mulher a assumir o cargo de prefeita da cidade.[6] . Mas por uma decisão judicial, Adilson Paganelli voltou ao cargo de prefeito da cidade.

Geografia[editar | editar código-fonte]

  • Ponto culminante: Pião - 1363 metros de altitude (Serra das Ninfas).
  • Acidentes geográficos: Serras de São Tomé das Letras e de Águas de Contendas.
  • Rios: Verde e Baependi
  • Córregos: José Lúcio e dos Nunes.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. eptv.globo.com: 21/07/2009: Vice-prefeita assume a Prefeitura de Conceição do Rio Verde, acessado em 17 de agosto de 2009

Ligações externas[editar | editar código-fonte]