Rio Verde (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rio Verde
Trecho do Rio Verde em São Lourenço.
Nascente Itanhandu, na Serra da Mantiqueira
Foz Lago de Furnas
Área da bacia 6.891,4 km²
Afluentes
principais
Rio do Aterrado, Rio Baependi, Rio Capivari, Rio do Carmo, Rio Lambari, Rio Palmela, Rio Passa Quatro, Rio do Peixe, Rio São Bento
País(es)  Brasil

O Rio Verde é um rio do estado brasileiro de Minas Gerais que nasce na Serra da Mantiqueira, no município de Itanhandu, e deságua no lago de Furnas, no limite entre os municípios de Três Pontas e Elói Mendes.

Bacia hidrográfica[editar | editar código-fonte]

Sua bacia hidrográfica banha 31 municípios: Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Cambuquira, Campanha, Carmo da Cachoeira, Carmo de Minas, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Cristina Dom Viçoso, Elói Mendes, Itamonte, Itanhandu, Jesuânia, Lambari, Monsenhor Paulo, Olímpio Noronha, Passa Quatro, Pedralva, Pouso Alto, São Gonçalo do Sapucaí, São Lourenço, São Sebastião do Rio Verde, São Tomé das Letras, Soledade de Minas, Três Corações, Três Pontas, Varginha e Virgínia.[1]

Aspectos ambientais

A bacia do rio Verde está inserida dentro do Bioma Brasileiro denominado Mata Atlântica.O clima da região pode ser considerado tropical, com três meses de estiagem. Ao longo dos anos, grande parte dessa área foram e ainda estão sendo ocupados pela atividade humana: pecuária, agricultura, cidades, indústrias e diversas outras atividades antrópicas.

Ao todo, o rio percorre aproximadamente 220 Km desde a nascente em Itanhandu - na serra da Mantiqueira-, até sua foz na represa de Furnas, no limite dos municípios de Elói Mendes e Três Pontas).

"Na região da nascente do rio verde dominam morros escarpados, encostas de grande declividade, solos rasos e vales encaixados. Nos segmentos médio e baixo o relevo apresenta-se ondulado com altitudes variando entre 900 m e pouco mais de 1.000 m, com morros na forma côncavo-convexa e topos planos ou arredondados. As planícies fluviais, formadas após a dissecação do relevo pelos cursos de água superficiais, constituem os terraços sedimentares." [2]


Referências

  1. Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Verde. Visitado em 22 de julho de 2011.
  2. Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Verde. Visitado em 12 de janeiro de 2013.


Ícone de esboço Este artigo sobre Hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.