Confissões de uma Mente Perigosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Confissões de uma Mente Perigosa
Confessions of a Dangerous Mind
 Estados Unidos  Reino Unido  Alemanha
2002 • cor • 113 min 
Direção George Clooney
Produção Andrew Lazar
Roteiro Charlie Kaufman
baseado no livro Confessions of a Dangerous Mind de Chuck Barris
Elenco Drew Barrymore
George Clooney
Julia Roberts
Sam Rockwell
Gênero comédia dramática biográfico
Idioma inglês
Música Alex Wurman
Cinematografia Newton Thomas Sigel
Edição Stephen Mirrione
Estúdio Section Eight Productions
Distribuição Miramax Films
Lançamento França maio de 2002 (Festival de Cannes) Estados Unidos 24 de janeiro de 2003
Alemanha 10 de fevereiro de 2003 (Festival de Berlim)
Reino Unido 14 de março de 2003
Portugal 11 de abril de 2003
Brasil 1 de maio de 2003
Orçamento US$ 30 milhões
Receita US$ 33,013,805
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Confissões de uma Mente Perigosa (no original em inglês: Confessions of a Dangerous Mind) é um filme de 2002 produzido pelos Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha, do gênero comédia dramática biográfico, dirigido por George Clooney e com roteiro de Charlie Kaufman, adaptado de livro homônimo do veterano apresentador e produtor da televisão estadunidense Chuck Barris, que aparece como ele mesmo no final do filme, bastante envelhecido.

Chuck Barris lançou vários programas populares de televisão, conhecidos no Brasil graças principalmente a Silvio Santos, que os adaptou em várias versões dominicais tais como o Namoro na TV e Show de Calouros. Nos anos 80 chegou a exibir tapes de alguns fragmentos do The Gong Show ("Show do Gongo") com o próprio Chuck Barris.

A versão de que Chuck foi agente da CIA é colocada em dúvida durante o próprio filme, sugerindo que tudo não passe de uma criação doentia da sua complexa personalidade. Mas isso é feito sem muita ênfase para não estragar o suspense das enrascadas, reais ou não, em que ele se envolve.

A música do filme é de Alex Wurman, a fotografia, de Newton Thomas Sigel; o desenho de produção, de James D. Bissell; a direcção de arte, de Isabelle Guay, Nicolas Lepage e Jean-Pierre Paquet; o guarda-roupa, de Renée Apri; a edição, de Stephen Mirrione; e os efeitos especiais de Buzz Image Group e Les Productions de l'Intrigue Inc.

O orçamento do filme foi entre 29 a 30 milhões de dólares.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Chuck Barris, um jovem cheio de vida, energia e concentrado numa carreira de sucesso na crescente indústria da televisão, percebe que está a ser vítima de perseguição por um homem suspeito, que rapidamente coloca-o num mundo secreto e perigoso: o dos agentes da CIA.

Entretanto, Barris adquire fama como um dinâmico e perspicaz produtor de televisão, criando programas novos e inovadores, como os programas The Newlywed Game e The Gong Show, que ele próprio apresenta. Aos poucos, Barris vai incorporando nos seus programas de televisão relatos da sua vida secreta: os casais vencedores do programa The Dating Game ganham diversas viagens para "a fantástica Helsínquia" e a "romântica Berlim Ocidental" para o encontro dos seus sonhos – não é o mesmo que Paris, mas proporciona a Barris, que os acompanha, um disfarce perfeito para as suas missões secretas. Um dos que saíram vencedores mostra-se ser um espião comunista, não sendo percebido por Chuck.

Roteirista[editar | editar código-fonte]

O filme é mais uma criação do roteirista Charlie Kaufman, responsável pelo roteiro de outros filmes de impactos semelhantes: Quero Ser John Malkovich; Natureza Humana; Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Festival de Berlim 2003 (Alemanha)

  • Venceu na categoria de melhor ator (Sam Rockwell)
  • Indicado na categoria de melhor filme.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]