Congonhal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Congonhal
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 12 de dezembro de 1953
Fundação 12 de dezembro
Gentílico congonhalense
Prefeito(a) Ricardo Henrique Sobreiro (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Congonhal
Localização de Congonhal em Minas Gerais
Congonhal está localizado em: Brasil
Congonhal
Localização de Congonhal no Brasil
22° 09' 10" S 46° 02' 20" O22° 09' 10" S 46° 02' 20" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008 [1]
Microrregião Pouso Alegre IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Pouso Alegre, Borda da Mata, Senador José Bento, Ipuiúna e Espírito Santo do Dourado.
Distância até a capital 400 km
Características geográficas
Área 205,756 km² [2]
População 10 480 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 50,93 hab./km²
Altitude 862 m
Clima Temperado de Atitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,726 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 97 511,890 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 628,90 IBGE/2008[5]
Página oficial

Congonhal é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Localizado na Mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas e na Microrregião de Pouso Alegre.

História[editar | editar código-fonte]

O início da ocupação do território do Município de Congonhal , ocorreu a partir de 1800, iniciada pelo Comendador José Ferreira de Matos, um dos primeiros habitantes e fundadores da localidade.

Em 1857, o Comendador doou terrenos de sua fazenda para a construção de uma capela em louvor a São José. A localidade, situada em uma planície, banhada pelo rio Cervo, de clima ameno, solo fértil e próxima a Pouso Alegre e à cidade de Caldas, dois importantes centros na época, desenvolvendo-se, sendo criada a Paróquia de São José, em 1869, o que motivou a vinda de inúmeros moradores. Em 1900, a então Vila de Congonhal contava com 2.400 habitantes, que liderados pelo Coronel Evaristo Valdetaro e Silva, buscaram sua emancipação política e administrativa. O topônimo inicial foi São José do Congonhal, invocação do Padroeiro e abundância de uma planta nativa - congonha -existente na região até 1938. Simplificado para Congonhal, embora conhecido como Vila do Congonhal, ficou definido como Congonhal, em 1953.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população em 2010 era de 10.480 habitantes, segundo o censo realizado pelo IBGE.

A cidade fica aos pés da serra do Cervo, pertencente à serra da Mantiqueira, que atinge 1.473 metros no ponto mais alto. O município é banhado pelo rio Cervo, afluente do rio Sapucaí, e pelo rio Machado, um dos formadores do lago de Furnas, que possui suas nascentes em terras do município.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município possui duas principais cachoeiras: Quinze Quedas, no bairro das Taiobas, e a cachoeira das Almas, no bairro das Almas, que costumam ser muito frequentadas por turistas.

O município faz parte do circuíto turístico Caminhos Gerais, que reúne o município paulista de Caconde e doze municípios do Sul de Minas: Andradas, Bandeira do Sul, Botelhos, Cabo Verde, Caldas, Congonhal, Ipuiúna, Machado, Poço Fundo, Poços de Caldas, Santa Rita de Caldas e Senador José Bento.[6]

Escolas[editar | editar código-fonte]

Na cidade existem três escolas: uma estadual (Escola Estadual Mendes de Oliveira), uma municipal (Escola Municipal João Lúcio dos Santos), e outra particular (Escola Doce Saber).

Acesso[editar | editar código-fonte]

Ônibus intermunicipais e interestaduais[editar | editar código-fonte]

  • Expresso Gardênia - Circular - Pouso Alegre.

Convencional - Pouso Alegre, Senador José Bento, Ipuiúna, Santa Rita de Caldas, Caldas, Poços de Caldas, Campinas, Jundiaí, Belo Horizonte.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

A Rodovia que corta a cidade é a BR-459 que vai de Poços de Caldas, cruzando com a Rodovia Fernão Dias BR-381 em Pouso Alegre, seguindo até Lorena.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Listagem dos Circuitos Turísticos (PDF) 28 pp. Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. Página visitada em 9 de janeiro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.