Disfunção temporomandibular e dor orofacial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde dezembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Disfunção temporomandibular e dor orofacial é uma área da odontologia, que trata das alterações patológicas da articulação temporomandibular (ATM), e das dores do processo estomatognático e faciais.

As DTMs (disfunções temporomandibulares) são modificações patológicas relacionadas à articulação temporomandibular (ATM), que articula o crânio e a mandíbula podendo ser tanto da parte muscular mastigatória, ligamentar e nervosa, na região buco-facial ou cervical. Estas articulações funcionam em dupla.

Pode ter como consequência dores de cabeça ou pescoço, ruídos articulares (estalos), zumbidos no ouvido, limitação de abertura bucal, desgaste nos dentes e dificuldades na mastigação. De etiologia ainda não definida, acredita-se que o stress seja o principal desencadeante, além de hábitos deletéricos de bruxismo, trauma na região da cabeça e pescoço, má postura e má oclusão. O fisioterapeuta é o parceiro do dentista no tratamento desses problemas realizando um processo terapêutico.

Tipos de DTMs (IHS)[editar | editar código-fonte]

Tipos de dores orofaciais musculares( IHS )[editar | editar código-fonte]

Dores orofaciais inflamatórias[editar | editar código-fonte]

Dores orofaciais neuropáticas[editar | editar código-fonte]

Dor orofacial psicogênica[editar | editar código-fonte]

Entidades científicas dessa área[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]