Dorothea Tanning

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dorothea Tanning
Nascimento 25 de Agosto de 1910,
Galesburg, Illinois,  Estados Unidos
Morte 31 de janeiro de 2012 (101 anos)
Nova Iorque,  Estados Unidos
Ocupação pintora e escultora
Movimento estético Surrealismo

Dorothea Tanning (Galesburg, 25 de agosto de 1910 - 31 de janeiro de 2012) foi uma pintora, escultora e escritora norte-americana. Ela também desenhou cenários e figurinos para balé e teatro [1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dorothea nasceu em 1910, no Estado de Illinois. Ela estudou pintura em Chicago e aos 22 anos estabeleceu-se em Nova Iorque. Ao longo da década de 1930 ela travou contato com os membros do grupo surrealista. Ela adere ao grupo em 1941, quando eles passam a frequentar a galeria Julien Levy, em seu período de exílio durante a Segunda Guerra. É nessa época que ela conhece André Breton, Ives Tanguy e Max Ernst, pintor então casado com a galerista Peggy Guggenheim. Ernst e Tanning logo se unem e mudam-se juntos para o Arizona. Na década de 1950, eles mudam-se para Paris, onde vivem juntos até a morte de Ernst, em 1976.

O período mais importante da obra surrealista de Tanning em pintura e escultura deu-se entre a década de 1940 e 1960. Depois ela envolveu-se em outros projetos, como por exemplo, fazendo figurinos e cenografia para os balés de George Balanchine. A partir da década de 1980, Dorothea Tanning voltou-se mais para a escrita, publicando trabalhos em prosa e verso, incluindo dois importantes volumes de memórias.Nos últimos anos de vida publicou seu segundo livro de poemas, "Coming to That" [2] .

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.