Edema cerebral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

O edema cerebral é resultado do aumento de líquidos no meio intra e extracelular, ou seja, dentro e por entre as células que compõem o sistema nervoso central. O problema pode surgir em uma região delimitada ou pode ocorrer em todo cérebro, o diagnóstico e tratamento precoce são fundamentais para diminuir o risco de sequelas, melhorando o prognóstico.

Principais causas do problema A principal causa desse mal são os tumores, acidente vascular cerebral, traumatismo craniano com ruptura de vasos, diminuição da concentração sanguínea de sódio, isquemia (diminuição da oferta de sangue), abcessos, meningite, encefalite, hipóxia (diminuição da oferta de oxigênio) e problemas relacionados à locais de grande altitude (edema cerebral de altitude).

Quadro clínico Qualquer tipo de edema resulta no aumento da pressão intracraniana, surgindo sintomas como cefaleia em holocraniana, vômitos em jato (não precedidos por náuseas), edema pupilar (como resultado do aumento da pressão nas mediações do nervo óptico), confusão mental, coma, crises convulsivas, diminuição ou perda da força muscular.

Tratamento O tratamento exige um profissional experiente o assunto e que saiba avaliar bem a situação. O uso de medicação como os diuréticos, pode ajudar a diminuir a quantidade de líquidos no organismo, diminuindo o edema.

Esse problema é grave e, quanto mais cedo as primeiras medidas forem tomadas, melhor será o prognóstico. Vale lembrar que o edema cerebral também pode ser consequência de outra doença, em algumas situações, e de nada adianta administrar remédios que visam controlar apenas o inchaço, sem que o problema de base seja resolvido.

fonte:mundodastribos.com