Eríxias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eríxias é um diálogo atribuído a Platão, mas que hoje é considerado espúrio. Caracteriza-se por apresentar Sócrates, em conversa com Crítias, Eríxias de Estira e Erasístrato de Atenas (sobrinho de Feas).[1]

O diálogo diz respeito aos temas riqueza e virtude. A posição de Eríxias é a de que é bom para ser materialmente próspero mas essa opinião é derrotada quando Crítias argumenta que ter dinheiro nem sempre é uma coisa boa. Sócrates, então, mostra que o dinheiro tem apenas um valor convencional.[2] Em uma discussão dirigida a Crítias, Sócrates conclui que o dinheiro nunca pode ser considerado útil, mesmo quando usado para comprar algo útil.[2] A conclusão final do Eríxias é que os mais ricos são os mais miseráveis ​​porque eles têm tantas necessidades materiais.[3]

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia

Referências

  1. A. E. Taylor, (2001), Plato: the man and his work, page 548. Dover(em inglês)
  2. a b John Madison Cooper, D. S. Hutchinson, (1997), Plato, Complete works, p.1718. Hackett Publishing (em inglês)
  3. William Keith Chambers Guthrie, (1986), A history of Greek philosophy, page 397. Cambridge University Press (em inglês)