Escola de Ulm

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Escola de Design de Ulm ou Escola de Ulm ( em alemão Hochschule für Gestaltung Ulm) ou ainda abreviado Hfg–Ulm foi uma escola de design baseada na cidade de Ulm, Alemanha fundada em 1953 por Max Bill e outros para promover os princípios do Bauhaus.[1] De 1952 até seu fechamento por motivações políticas em 1968m a Hfg–Ulm buscava um novo projeto democraticamente inspirado onde conceitos como edução, política, pedagogia e design fossem únicos no mundo.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Poster criado por Margarete HfG Kögler na aula de Otl Aicher.

Os anos do pós-guerra, entre 1945 e 1952 na Alemanha Ocidental foram caracterizados por pesadas reestruturação e financiamento de planos, como o Plano Marshall.

As origens do HfG voltar a uma iniciativa do irmão-e-irmã Scholl Foundation. A Fundação Scholl foi criado em 1950 por Inge Scholl, em memória de seus irmãos Sophie e Hans Scholl, os membros do grupo de resistência "White Rose", desmantelado em 1943 pela Nacional-Socialistas (nazistas).[3]

Em 1946 Inge Scholl junto com Otl Aicher e um grupo de jovens intelectuais consideravam a criação de uma instituição de ensino e pesquisa para promover a educação humanista ideal e vinculada à atividade criativa para a vida cotidiana. Eles buscavam este objetivo em um contexto de reconstrução cultural da sociedade alemã moralmente destruída pelo nazismo e a Segunda Guerra Mundial O projeto foi financiado através do afluxo de um milhão de marcos de John McCloy do Alto Comando americano para a Alemanha na estruturação do governo pós-guerra.

Através de contatos com Max Bill e Walter Gropius, a Fundação também recebeu apoio financeiro da Diretoria Financeira Federal Alemã e da European Aid to Europe, bem como contribuições privadas e financiamento da indústria.[4]


Ícone de esboço Este artigo sobre Design é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Richard Buchanan; Victor Margolin. Discovering Design: Explorations in Design Studies. University of Chicago Press; ISBN 978-0-226-07815-1. p. 40.
  2. Michael Erlhoff; Timothy Marshall. Design Dictionary: Perspectives on Design Terminology. Walter de Gruyter; ISBN 978-3-7643-8140-0. p. 417.
  3. Klaus Krippendorff. The Semantic Turn: A New Foundation for Design. Taylor & Francis; ISBN 978-0-203-29995-1. p. 286.
  4. Gay, Achilles and Samar, Lidia (2004),The History of Industrial Design , Córdoba: Ediciones TEC. ISBN 987-21597-0-X. Page 137.
Série da artigos sobre: História do design
História do design gráfico

Pré-História | Antiguidade | Idade Média | Idade Moderna | Modernismo | Pós-modernidade

História do design de produto

Pré-História | Antiguidade | Idade Média | Idade Moderna | Modernismo | Pós-modernidade

História da arte

Pré-História | Antiguidade | Idade Média | Idade Moderna | Modernidade | Contemporaneidade