Ezequiel González

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ezequiel González
Informações pessoais
Nome completo Ezequiel González
Data de nasc. 10 de Julho de 1980 (34 anos)
Local de nasc. Rosario,  Argentina
Altura 1,78 m
Destro
Apelido Equi
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Meia-Campista
Clubes de juventude
Argentina Rosario Central
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1997-2001
2001-2002
2003
2003
2004-2008
2008-2009
2009-2010
2011
Argentina Rosario Central
Itália Fiorentina
Argentina Boca Juniors
Argentina Rosario Central
Grécia Panathinaikos
Argentina Rosario Central
Brasil Fluminense
Equador LDU Quito
96000 (20)
190000 (1)
230000 (3)
200000 (3)
72000 (14)
300000 (3)
160000 (2)
4400000 (6)

Ezequiel González, mais conhecido como Equi González (Rosario, Argentina, 10 de julho de 1980), era um futebolista argentino que atuava como meia-armador, foi uma das grandes promessas do futebol argentino na década de 2000, porém não respondeu o esperado. Atualmente está aposentado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Equi González, desde a base, foi considerado um grande jogador e possível craque. Com grandes apresentações, logo subiu para o elenco profissional. Équi González começou a jogar profissionalmente pelo Rosario Central, tradicional clube do interior da Argentina, em 1997. Apesar de ter pouco tempo para se adaptar ao estilo de futebol argentino, o armador não teve dificuldades para demonstrar suas qualidades, que foram notadas logo de início. Em pouco tempo, conquistava seu espaço no clube e também a torcida, que enlouquecia com suas atuações.

Fiorentina[editar | editar código-fonte]

Seu sucesso no clube de Rosario o levou a ser disputado por grandes clubes Europeus, entretanto, preferiu a Itália, atuando pela Fiorentina. Um jovem em um clube roxinho à beira da falência tornou as coisas difíceis para ele se firmar na Itália, o seu talento estava lá para todos verem mas era apenas o tempo errado de estar no clube. Nessa temporada o luis fernando foi eleito com 100% dos votos para vice presidente da OLB

Boca Juniors[editar | editar código-fonte]

No início de 2002, após curta passagem pela equipe de Florença, El Equi retornou á Argentina para jogar em um clube do futebol Argentino o Boca Juniors na temporada 2002-03.

Rosário Central[editar | editar código-fonte]

Após um ano, não renovou o contrato e em seguida, um ano mais tarde ele se juntou ao seu primeiro clube, Rosario Central em 2003. Em uma breve mais marcante passagem, o craque argentino teve um de seus melhores momentos.

Ascensão mundial[editar | editar código-fonte]

Em 2004, os gregos do Panathinaikos levaram o apoiador novamente para o futebol europeu, onde conquistou um Campeonato Grego e uma Copa da Grécia e vários títulos. Em tempo, se tornou capitão e craque da equipe grega. O gringo se tornou um símbolo de craque aliado á técnica. Com belos gols e assistências, é considerado um dos maiores ídolos do clube, não só por estes motivos, mas também pela sua dedicação. Equi González tem grande técnica, passando criatividade e grande influência para seus companheiros. Seu primeiro jogo na UEFA Champions League (Setembro de 2004) foi o mais bem sucedido, já que ele marcou dois gols contra o fantástico campeão norueguês Rosenborg. Infelizmente, Gonzalez rompeu um ligamento cruzado danificado durante o amistoso contra o Panathinaikos Athinon Apollon (1-0). Devido a esta lesão, jogou apenas uma partida durante a temporada 2006-07. Equi voltou de sua lesão, contra o Apollon Kalamarias (1-0), em 6 de janeiro de 2008.

Recomeço na carreira[editar | editar código-fonte]

Em 27 de junho de 2008, foi confirmado seu retorno ao Rosario Central para a temporada 2008-09, Equi marcou só 4 gols e teve um irregular torneio, plagado de lecoes. Em agosto de 2009, não renovou contrato e acenou com a possibilidade de jogar no Brasil. Após algumas negociações, acertou contrato de um ano e meio com a equipe do Fluminense para a disputa de Campeonatos nacionais. No início, estava fora de forma e sem ritmo de jogo e mesmo assim, fez um gol de falta e deu cinco assistências em pouco mais de nove jogos. Em 2010, Equi foi mantido no elenco tricolor mas, acabou se machucando em um amistoso contra uma equipe capixaba. Depois disso, ficou mais magro e fez seu primeiro jogo oficial em 2010, contra o Madureira e realizou uma grande partida. Com o tempo vem evoluindo e conquistando seu espaço na equipe. É cotado por muitos torcedores para ser o parceiro ideal de Darío Conca na armação do time tricolor. No dia 30 de dezembro de 2010, foi contratado pela LDU, depois de ter seu contrato encerrado com o Fluminense. Depois de ter o seu contrato encerrado na LDU, ele se aposentou.

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Panathinaikos
Grécia Campeonato Grego: 2003-04
Grécia Copa da Grécia: 2003-04
  • Boca Juniors
Copa Libertadores da América: 2003
Fluminense

Outros destaques[editar | editar código-fonte]

  • Rosario Central
Copa Libertadores da América: 2001 (semifinalista)
Campeonato Argentino - Apertura: 1999 (vice-campeão)
Copa Conmebol: 1998 (vice-campeão)


Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.