Giovanni Benelli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giovanni Benelli
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo de Firenze

Título

Cardeal-presbítero de Santa Priscila
Ordenação e Nomeação
Ordenação Presbiteral 31 de outubro de 1943, em Pistóia
Ordenação Episcopal Florença
Nomeado Arcebispo 11 de setembro de 1966 como arcebispo-titular de Tusuros
Cardinalato
Criação 27 de junho de 1977, pelo Papa Paulo VI.
Brasão
Coat of Arms of Cardinal Giovanni Benelli.svg
Lema VIRTUS EX ALTO
Dados Pessoais
Nascimento Poggiole di Vernio, 12 de maio de 1921
Falecimento Florença, 26 de outubro de 1982 (61 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Giovanni Cardeal Benelli (Poggiole di Vernio, 12 de maio de 1921 - Florença, 26 de outubro de 1982)1 foi um cardeal italiano, arcebispo de Florença e considerado como papabile no conclave de agosto de 1978.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Poggiole di Vernio, vinculado à diocese de Pistóia, foi batizado no dia seguinte ao seu nascimento, na Igreja de São Leonardo em San Quirico di Vernio1 . Era o mais novo de cinco irmãos e seu tio, Guido Benelli, entrou para a Ordem dos Frades Menores, tendo morrido em santidade1 .

Deu entrada no Seminário Diocesano de Pistóia em 18 de outubro de 19311 , onde iniciou seus estudos fundamentais. Em 23 de dezembro de 1939, recebe a tonsura clerical. Entre 1943 e 1947, estudou na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma1 , concluindo seus estudos religiosos na Pontifícia Academia Eclesiástica, também em Roma1 .

Ordenado em 31 de outubro de 1943, na igreja paroquial de Poggiole di Vernio, por Giuseppe Debernardi, bispo de Pistoia, com dispensa por não ter ainda atingido a idade canônica1 .

Vida religiosa[editar | editar código-fonte]

Sacerdócio[editar | editar código-fonte]

Realizou trabalhos pastorais na diocese de Roma, entre 1943 e 1950. Nomeado secretário particular de Giovanni Battista Montini em 1 de agosto de 1947, Benelli mais tarde foi elevado à categoria de Monsenhor em 16 de julho de 19501 . Ele serviu como secretário de nunciaturas para Irlanda (1950-1953) e França (1953-1960)1 . Benelli foi então apontado para os seguintes cargos: auditor da nunciatura para o Brasil (1960-1962), conselheiro da Nunciatura Apostólica na Espanha (1962-1965), e observador permanente da Santa Sé para a UNESCO em Paris (1965-1966)1 .

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Consagrado arcebispo-titular de Tusuros e nomeado pró-núncio apostólico no Senegal e delegado apostólico para a África Ocidental em 11 de junho de 19661 2 3 , sendo consagrado em 11 de setembro de 1966, em Roma, pelo cardeal Amleto Giovanni Cicognani, cardeal-bispo da suburbicária de Frascati e Cardeal Secretário de Estado, assistido por Pietro Sigismondi e por Mario Longo Dorni1 . Foi nomeado Substituto da Secretaria de Estado em 29 de junho de 19671 , cargo que exerceu até 1977. Transferido para a sede metropolitana de Florença em 3 de junho de 19771 2 3 , foi proclamado cardeal no consistório realizado em 27 de junho de 19771 2 3 .

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

Foi-lhe imposto o barrete cardinalício na mesma data do consistório1 , com o título de cardeal-padre de Santa Prisca2 3 . Participou da IV Assembleia Ordinário do Sínodo Mundial dos Bispos. Com a morte do Papa Paulo VI, participou do conclave de agosto de 1978 como cardeal-eleitor. Por sua posição moderada, era considerado líder da ala menos conservadora da Igreja. Além dessa característica, tinha origem italiana, como os últimos Papas (desde 1522, com a eleição do Papa Adriano VI, não era eleito um Papa não-italiano), fatores que o tornaram um dos papabile. Entretanto, durante a eleição do novo Papa, Benelli apoiou o Patriarca de Veneza Albino Luciani, eleito Papa João Paulo I4 5 . Participou ainda do conclave de outubro de 1978, quando Karol Wojtila foi eleito Papa João Paulo II. Participou da I Assembleia Plenária do Sagrado Colégio Cardinalício em 1979 e da V Assembleia Ordinário do Sínodo Mundial dos Bispos, em 19801 .

Manteve-se como cardeal-arcebispo de Florença até 1982, quando sofreu um ataque cardíaco. Jaz hoje na Basílica di Santa Maria del Fiore, em Florença.

Referências

Precedido por
Émile André Jean-Marie Maury
Flag of the Vatican City.svg
Núncio apostólico para o Senegal

19661967
Sucedido por
Giovanni Mariani
Precedido por
Josef-Léon Cardijn
Brasão episcopal
Arcebispo-titular de Tusuros

19661977
Sucedido por
Thomas Cajetan Kelly
Precedido por
Angelo Dell’Acqua
Flag of the Vatican City.svg
Substituto da Secretaria de Estado

19671977
Sucedido por
Giuseppe Caprio
Precedido por
Ermenegildo Florit
Brasão arquiepiscopal
Cardeal-Arcebispo de Florença

19771982
Sucedido por
Silvano Piovanelli
Precedido por
José da Costa Nunes
Cardeal
Cardeal-presbítero de Santa Priscila

19771982
Sucedido por
Alfonso López Trujillo