Goeses católicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Goeses católicos
Goiche Katholik
गोंय्चे कॅतोलक
Archbishop Oswald Gracias (face).jpg
Oswald GraciasLeander PaesAntónio CostaFilipe Neri Ferrão
População total
Regiões com população significativa
Índia Índia (1954) 1.000.000 [1]
     →Goa (2001) 300.000 [2]
     →Mumbai (década de 1960) ~100.000 [3]
Quénia Quênia
     →Nairóbi (anterior a 1960) ~5000 [4]
Tanganica. Tanganica (1931) ~1.722 [5]
GCC Flag.svg Estados Árabes do Golfo Pérsico
Canadá Canadá (1999) ~23.000 [6]
Reino Unido Reino Unido
     →Londres 6.000 [7]
     →Swindon (2001) ~9.000[8]
Portugal Portugal
Línguas
Concani
Religiões
Cristianismo (Catolicismo Romano)
Grupos étnicos relacionados
Concanis, católicos mangaloreanos, indo-arianos

Goeses católicos (concani: गोंय्चे कॅतोलिक Goiche Katholik) são católicos romanos do estado de Goa, uma região na costa oeste da Índia, antigamente parte da Índia Portuguesa. Eles são concanis e falam a língua concani. Os navios portugueses chegaram em Goa em 1510, e as atividades missionárias católicas logo tiveram começo, quando o papa Nicolau V decretou a bula pontifícia Romanus Pontifex, que garantia o apoio à propagação da fé cristã na Ásia.

A maior parte dos goeses católicos descende de brâmanes Gaud Saraswat nativos de Goa, que foram convertidos pelos portugueses de 1560 para frente[9] .[10] O Édito da Inquisição de Goa e as guerras entre os portugueses e os maratas foram as memórias mais desconsoladas da sua história, o que levou à migração de muitos goeses católicos às regiões vizinhas de Canara e Sawantwadi em Maharashtra. O feni e suas contribuições para o mundo da música e literatura são bem conhecidos.[11]

A sua cultura é uma mistura da cultura portuguesa cristã e das culturas indianas e hindus. A noção de identidade goesa—a princípio, intimamente relacionada à cultura portuguesa—formou-se após a integração de Goa à União Indiana em 1961. A diáspora goesa católica está dispersa por todo o globo, com comunidades concentradas nos Estados Árabes do Golfo Pérsico, nos países lusófonos e nos países anglófonos. A identidade goesa católica tem sido ampliada nos últimos tempos para incluir emigrantes de ascendência goesa católica, uma vez que cerca de metade da comunidade reside fora de Goa.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. John Correia Afonso S.J.. To Cherish and to Share: The Goan Christian Heritage (DOC, 54 KB) Goa.com. Visitado em 2009-05-28. (Documento apresentado na Conferência sobre Goa de 1991 na Universidade de Toronto, Canadá)
  2. Population by religious communities Census department of India. Visitado em 22 December 2008.
  3. Baptista 1967, p. 27
  4. Zenner 1991, p. 94
  5. Cambell & Rew 1999, p. 178
  6. Magocsi, Multicultural History Society of Ontario 1999, p. 613
  7. The Goan community of London PortCities London. Visitado em 2009-05-27.
  8. T. Norton. (2007-10-06). "Goan Migrants Swell Catholic Community". The Tablet.
  9. Prabhu, Alan Machado. Sarasvati's Children: A History of the Mangalorean Christians. [S.l.]: I.J.A. Publications, 1999. ISBN 9788186778258. Conteúdo tirado do artigo Sarasvati's Children, escrito por Joe Lobo, o Presidente da Goan Catholic Association (em português: Associação Goesa Católica) da Flórida. Esse artigo foi baseado principalmente no livro de Alan Machado citado acima.
  10. Kurzon 2003, p. 74 § 75
  11. Sakshena 1997, p. 9

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.