HMS Prince of Wales (53)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
HMS Prince of Wales
Prince of Wales-1.jpg
Carreira  Reino Unido
Operador Marinha Real Britânica
Fabricante Cammell Laird
Homônimo Príncipe de Gales
Batimento de quilha 1 de janeiro de 1937
Lançamento 3 de maio de 1939
Comissionamento 19 de janeiro de 1941
Indicativo visual 53
Estado Afundou em Kuantan por um ataque aéreo japonês.
Fatalidade 10 de dezembro de 1941
Características gerais
Tipo de navio Couraçado
Classe King George V
Deslocamento 43 786 t
Comprimento 227.1 m
Boca 31.4 m
Calado 10.5 m
Propulsão 8 caldeiras Admiralty
4 conjuntos de turbinas Parsons
Velocidade 28.3 nós (52.4 km/h)
Autonomia 15 600 milhas náuticas à 10 nós
(28 900 km à 19 km/h)
Blindagem Cinturão de 370 mm
Torreta de 324 mm
Anteparas de 254 a 305 mm
Barbetas de 324 mm
Armamento 10 canhões BL 14 Mk VII 360 mm
16 canhões QF Mk I 133 mm
32 canhões automáticos QF 40 mm
80 projéteis UP
Aeronaves 4 hidroaviões Supermarine Walrus
Equipamentos especializados radar Tipo 279
radar Tipo 284
4 radares Tipo 282
4 radares Tipo 285
radar Tipo 271
Tripulação 1 521

O HMS Prince of Wales foi um couraçado da classe King George V da Marinha Real Britânica, construído no estaleiro da Cammell Laird em Birkenhead. Ele envolveu-se em várias ações durante a Segunda Guerra Mundial, incluindo a Batalha do Estreito da Dinamarca contra o Bismarck, a escolta de vários comboios pelo Mar Mediterrâneo e sua ação final e naufrágio no Oceano Pacífico em 1941.

O Prince of Wales encontrou os alemães pela primeira vez enquanto ainda estava sendo equipado na doca seca, sendo atacado e danificado por um avião. Ele esteve envolvido no primeiro contato com o couraçado Bismarck e o cruzador Prinz Eugen, atingindo o Bismarck três vezes, incluindo dois tiros críticos que ajudaram em sua destruição uma semana depois. O Prince of Wales sofreu grandes danos durante a breve batalha e teve de voltar para Rosyth para reparos. A embarcação transportou o Primeiro-Ministro Winston Churchill até a Conferência de Newfoundland com o Presidente Franklin D. Roosevelt.

Em 25 de outubro de 1941, o Prince of Wales foi enviado a Singapura para se juntar a Força Z, um destacamento naval britânico. Ele atracou com o resto da força em 2 de dezembro, e às 2h11min do dia 10 de dezembro todas as embarcações foram enviadas para investigar relatórios sobre tropas de desembarque japonesas em Kuantan. Os relatórios eram falsos, mas às 11h00min os navios britânicos foram torpedeados por bombardeiros japoneses. Em um segundo ataque meia hora depois, o Prince of Wales foi atingido no lado bombordo, destruindo a hélice lateral e fazendo o navio pender para um lado. Após um terceiro ataque, uma quarta onda composta por vários Mitsubishi G4M afundou o HMS Repulse. Seis aeronaves desse ataque atacaram o Prince of Wales, com quatro torpedos atingindo o navio. Finalmente, uma bomba de 500 kg acertou o convés da catapulta, atravessou os conveses principais e explodiu. Às 13h15min, foi dada a ordem de abandonar o navio. Cinco minutos depois ele afundou, matando o Vice-Almirante Tom Phillips, o Capitão John Leach e outros 327 homens.

O Prince of Wales e o Repulse foram os primeiros navios a serem afundados apenas por ataques aéreos em mar aberto, prevendo a perda de importância de navios couraçados em futuras guerras navais. Os destroços estão de cabeça para baixo à 68 m de profundidade perto de Kuantan, Mar da China Meridional.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.