Hateen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Hateen
Hateen.jpg
Hateen na gravação do videoclipe de "Não Existe Adeus" em 2008.
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País Brasil Flag of Brazil.svg
Gênero(s) Hardcore melódico[1]
Punk rock[1] [1] [2]
Indie rock
Período em atividade 1994 — atualmente
Gravadora(s) Arsenal Music
Independente
Afiliação(ões) CPM 22
Street Bulldogs
V.O.W.E.
Página oficial Site Oficial
Integrantes
Rodrigo Koala
Fábio Sonrisal
Japinha
Leon Sérvulo
Ex-integrantes
Cesinha Santisteban
Fábio Xim
Fernando Sanches
Boris Fratogianni

Fabrizio Martinelli
Karacol

Hateen é uma banda brasileira de hardcore punk fundada na Zona Leste de São Paulo em 1994 por Rodrigo Koala, Japinha e Cesinha Santisteban.

O Hateen tem seis álbuns gravados ao todo, os quatro primeiros com todas as músicas em inglês. A partir do quinto álbum, Procedimentos de Emergência, lançado em 2006, passaram a incluir no repertório músicas em português, influenciados pelo sucesso das composições feitas pelo vocalista Rodrigo Koala para a banda CPM 22, da qual o integrante Japinha (baterista) também faz parte.

História[editar | editar código-fonte]

O Hateen gravou a sua primeira fita demo, chamada "Blind Youth", e seu álbum de estreia, Hydrophobia, em 1994. Em 1998 lançaram o EP Feeling Like Nick, e no final de 1999 gravam o segundo álbum, Dear Life, que saiu no início de 2000. Alguns meses após o lançamento do álbum, Fernando Sanches (Dance of Days, Small Talk, Againe, Van Damien, CPM 22) assume o baixo no lugar de Cezinha Santisteban.

No natal de 2001, gravam a música "Teenage X-Mas Song" que foi incluída no CD de natal do Hangar 110, tradicional casa de shows de rock de São Paulo, onde em 2002 gravariam o álbum ao vivo More Live Than Dead. O quarto álbum, Loved, foi lançado em janeiro de 2004.

Em 2006, o Hateen parte para uma nova fase com a inclusão de composições em português e o lançamento de um novo álbum, Procedimentos de Emergência que foi lançado em abril pela Arsenal Music, com distribuição Universal Music e com a produção de Rick Bonadio. O primeiro single, "1997", dominou as rádios de pop rock em todo o país e o videoclipe, com direção de Mauricio Eça, Tony Tiger e Fabrizio Martinelli, bateu o 1º lugar do Top 20 Brasil da MTV Brasil, principal parada de videoclipes do país. O segundo single do álbum foi a música "Quem Já Perdeu Um Sonho Aqui", música que fez a banda ganhar diversos prêmios como "Banda/Artista Revelação" do Video Music Brasil 2006.

Em 2007, sem Japinha e Fernando Sanches[3] , Rodrigo Koala e Cia aceitam o convite da MTV Brasil e participam do projeto MTV ao Vivo - 5 Bandas de Rock, ao lado das bandas Fresno, Moptop, Forfun, e NX Zero. Deste projeto, a banda lançou a single, "Minha Melhor Invenção", música foi bem executada nas rádios de rock e em emissoras músicais de todo o Brasil.

Nos últimos anos, a banda se desligou da grande mídia e dedicou-se a produção e criação de um álbum previsto para o final de 2009. Depois do sucesso "Não Existe Adeus", o guitarrista Fabrizio Martinelli anuncia deixar a banda, justo quando o Hateen estava prestes a entrar em estúdio. Uma de suas explicações devida a sua saída da banda é que nos últimos três anos o Hateen não esteve muito presente na mídia, além do guitarrista estar trabalhando como diretor de especiais músicais da MTV Brasil como Acústico MTV, MTV Ao Vivo, MTV Apresenta, etc; e garante que sua saída não está relacionada a brigas e desavenças.

Com a saída de Fabrizio, Sonrisal assume o posto de guitarrista e entra Karacol como novo baixista. A banda voltou a chamar a atenção na mídia com a participação de um chat no portal R7, esclarecendo dúvidas sobre boatos da saída da banda da gravadora Arsenal Music, sendo que na página na internet da gravadora, o Hateen não está no casting de artistas do selo. Além disso, eles garantiram que um novo álbum, com o título provisório de O Segundo Sexto, seria lançado até o fim de 2011. No chat a banda esclareceu sobre a saída de Fabrizio, "O Fabrizio já não estava feliz com a banda estar meio em baixa, trabalhando demais, muito tempo sem lançar nada e como ele já tinha um projeto em andamento, preferiu sair. Desejamos toda a sorte pra ele também. A banda é bem legal." E acrecentou dizendo sobre como a banda se sente com as trocas de integrantes, "É importante dizer, todo mundo que tem banda sabe, que toda troca de integrante por mais que pareça uma perda, é uma renovação muito grande de energia."[4]

Após o lançamento da versão demo de "Um Pouco Mais de Tempo", Karacol se despediu da banda e dos fãs no final de 2010. Com sua saída, entra em seu lugar o baixista Leon Sérvulo, e em novembro de 2010 é oficializada a saída da banda da gravadora Arsenal Music, e a banda vota a trabalhar de maneira Independente.

Após cinco anos sem lançar um álbum e depois da constante troca de integrantes, em agosto de 2011 se iniciaram as gravações do novo álbum, agora com o título de Obrigado Tempestade, que foi gravado em poucas semanas e produzido por Lampadinha. Logo após o fim das gravações do álbum, o baterista Xim deixa a banda e é substituido por Japinha, também baterista do CPM 22, que volta a tocar no Hateen depois de cinco anos de ausência. No dia 8 de novembro de 2011 foi lançado o primeiro single do novo álbum, a faixa-título "Obrigado Tempestade". O álbum foi lançado dia 11 de novembro de 2011.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formação atual
Ex-integrantes
  • Cesinha Santisteban → Vocal, Baixo (1994 — 2000)
  • Fernando Sanches → Baixo (2000 — 2006)[3]
  • Boris Fratogianni → Guitarra, Vocais
  • André Abreu → Baixo
  • Fabrizio Martinelli → Guitarra
  • Karacol → Baixo (2009 — 2010)
  • Fábio Xim → Bateria (2006 — 2011)
Músicos de apoio
  • Sato → Baixo
  • Pedrinho → Bateria
  • Mauricio Takara → Bateria, Guitarra, Moog, Teclado
  • Thiago Carvalho → Bateria

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns Ao Vivo[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • Free Violence
  • Education
  • Danger Drive
  • A New Way to Die
  • 1997
  • Quem Já Perdeu Um Sonho Aqui?
  • Minha Melhor Invenção
  • Não Existe Adeus
  • Obrigado Tempestade
  • Depois que Todos Vão Embora

Referências

  1. a b c Entrevista: Koala fala sobre a nova fase do Hateen. !ObaOba. Página visitada em 24 de março de 2010.
  2. Entrevista - Hateen - agosto/2006. DropMusic. Página visitada em 24 de março de 2010.
  3. a b Hateen - Mudança na formação. Jovem Pan 2 FM. Página visitada em 3 de outubro de 2010.
  4. a b Bate Papo com Hateen. R7 (2010-06-17). Página visitada em 23 de outubro de 2010.
  5. "Obrigado Tempestade" O Novo Disco do Hateen

Ligações externas[editar | editar código-fonte]