Italva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Italva
"Cidade do Quibe"
Bandeira de Italva
Brasão de Italva
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 12 de junho
Fundação 12 de junho de 1986 (28 anos)
Gentílico italvense
Prefeito(a) Leonardo de Souza Guimarães (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Italva
Localização de Italva no Rio de Janeiro
Italva está localizado em: Brasil
Italva
Localização de Italva no Brasil
21° 25' 15" S 41° 41' 27" O21° 25' 15" S 41° 41' 27" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Noroeste Fluminense IBGE/2008 [1]
Microrregião Itaperuna IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cardoso Moreira, Itaperuna e São Fidélis
Distância até a capital 345 km
Características geográficas
Área 296,174 km² [2]
População 14,063 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 0,05 hab./km²
Altitude 36 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,724 (77º) – alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 114 386,237 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 7 890,88 IBGE/2008[5]
Página oficial

Italva é um município do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Localizado a 36 metros de altitude, conta com uma de população de 14 063 habitantes (2010)[3] . É considerada a "Cidade do Quibe" por ter sido, em parte, colonizada por imigrantes sírio-libaneses que trouxeram sua cultura para a cidade, principalmente a culinária.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Italva" é uma junção da palavra tupi itá, "pedra", com a palavra portuguesa "alva". Significa, portanto, "pedra branca", numa referência à abundância de calcário em seu subsolo[6] [7] .

História[editar | editar código-fonte]

Primitivamente, a região era habitada por índios puris e goitacases. No século XIX, passou a ser ocupada por latifundiários. Por volta de 1850, não havia vilas nem povoados na região. O acesso à mesma era feito pelo Rio Muriaé.

Em 1873, foi criado o distrito de Santo Antônio das Cachoeiras de Muriaé, em alusão às cachoeiras da região, pela Lei Provincial 1 937, de 6 de novembro de 1873 e deliberação estaduais de 25 de outubro de 1890 e de 10 de agosto de 1891, bem como pelos decretos estaduais 1, de 8 de maio de 1892 e 1-A, de 3 de junho de 1892, subordinado ao município de Campos dos Goytacazes. O nome do distrito, em 1911, passou a ser Cachoeiras. Posteriormente, assumiu a denominação de Monção, seguida de Puris até 9 de outubro de 1944, quando passou a chamar-se Italva. O distrito foi elevado à categoria de município com a denominação de Italva pela Lei Estadual 999, de 1986, desmembrado de Campos dos Goitacazes[8] .

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. a b http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/csv.php?tabela=sintese&banco=cidadesat&codmun=330205&nomemun=Italva
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. http://www.italva.com/index.php?option=com_content&view=article&id=201&Itemid=96&limitstart=5
  7. http://www.italvaonline.com.br/historia_1.htm
  8. http://www.italvaonline.com.br/historia_2.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio de Janeiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.