Jacques Charles François Sturm

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Novembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Jacques Charles François Sturm
Matemática
Nacionalidade França Francês
Nascimento 29 de setembro de 1803
Local Genebra
Morte 15 de dezembro de 1855 (52 anos)
Local Paris
Atividade
Campo(s) Matemática
Instituições École Polytechnique
Conhecido(a) por Teoria de Sturm-Liouville, teorema de Sturm, velocidade do som
Prêmio(s) Légion d'Honneur (1837), Medalha Copley (1840)

Jacques Charles François Sturm (Genebra, 29 de setembro de 1803Paris, 15 de dezembro de 1855) foi um matemático francês, de origem alemã.

Sua família é originária de Estrasburgo e emigrou por volta de 1760. Em 1818 Sturm começa a assistir as aulas da Academia de Genebra. Em 1819 a morte de seu pai o força a dar aulas para crianças de famílias ricas, para sustentar sua família. Em 1823 torna-se tutor do filho da Madame de Staël. No final do mesmo ano, Sturm permaneceria um curto período em Paris, acompanhando a família de seu tutorado. Foi então que decidiu, junto com seu colega de escola Jean-Daniel Colladon, tentar a sorte em Paris, onde conseguiu um emprego na Bulletin universel.

Em 1826 Sturm e Colladon realizaram a primeira determinação experimental da velocidade do som na água.[1]

Em 1829 descobriu um teorema que diz respeito à determinação do número de raízes reais de uma equação numérica incluídas entre limites dados, o qual levou o seu nome.

No ano seguinte, Sturm acabou beneficiado com a revolução de 1830, visto que sua fé protestante deixou de ser um obstáculo para conseguir emprego em colégios públicos. No final daquele ano, foi indicado como professor de Mathématiques Spéciales do collège Rollin.

Foi escolhido para ser membro da Académie des Sciences em 1836, preenchendo a cadeira de André-Marie Ampère. Tornou-se répétiteur em 1838, e professor da École Polytechnique em 1840. Nesse mesmo ano, após a morte de Simeon Denis Poisson, foi indicado como professor de mecânica clássica da Faculté des Sciences de Paris.

Suas obras, Cours d'analyse de l'école polytechnique (1857-1863) e Cours de mécanique de l'école polytechnique (1861) publicadas após sua morte, ocorrida em Paris, foram constantemente republicadas.

Sturm foi o co-epônimo da teoria de Sturm-Liouville, junto com Joseph Liouville. O teorema de Sturm é um resultado fundamental para provar a existência de zeros reais de funções.

Seu nome faz parte da lista dos 72 nomes esculpidos na Torre Eiffel.

Obra[editar | editar código-fonte]

Distinções e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Grand prix de Mathématiques (4 de dezembro de 1834)
  • Medalha Copley da Sociedade Real de Londres
  • Officier de la Légion d'Honneur (1837)
  • membro da academia de Berlim (1835)
  • membro da academia de Saint-Petersburg (1836)
  • membro da Sociedade Real de Londres (1840)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Charles-François Sturm Encyclopedia Britannica. Página visitada em 13 de agosto de 2008.

Este artigo incorpora texto da Encyclopædia Britannica (11ª edição), publicação em domínio público.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Robert Brown
Medalha Copley
1840
com Justus von Liebig
Sucedido por
Georg Simon Ohm


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons