William Buckland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade.
Editor, considere adicionar mês e ano na marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{Sem-fontes|{{subst:DATA}}}}.
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


William Buckland
Geologia, paleontologia
Nascimento 12 de março de 1784
Local Axminster
Morte 24 de agosto de 1856 (72 anos)
Atividade
Campo(s) Geologia, paleontologia
Prêmio(s) Medalha Copley (1822), Medalha Wollaston (1848)

William Buckland (Axminster, Devon, 12 de março de 178424 de agosto de 1856) foi um teólogo britânico que se tornou Deão de Westminster, geólogo e paleontólogo. Ele fez a primeira coleta e descrição completa de um dinossauro, nomeado megalossauro. Seu trabalho na caverna de Kirkdale comprovou um covil pré-histórico de hiena, pelo qual foi premiado com a Medalha Copley. Foi amplamente elogiado pelo exemplo de como a análise científica detalhada pode ser usada para entender a história geológica com a resconstrução de eventos do conceito Tempo Profundo.

Foi um pioneiro no uso de fezes e restos fossilizados, para os quais ele inseriu o termo coprólito, a fim de reconstruir antigos ecossistemas. Buckland foi o proponente da teoria Gap, que interpretava o acontecimento bíblico de Gênesis referindo-se a dois episódios da Criação separados por um período de duração. Essa teoria surgiu no final do século XVIII e começo do século XIX, como uma maneira de reconciliar os acontecimentos das Escrituras com as descobertas geológicas, que sugeriam a Terra muito antiga.

No começo de sua carreira, ele acreditou que tivesse encontrado evidência geológica do dilúvio bíblico, porém mais tarde se convenceu de que a Era do Gelo de Louis Agassiz proveu melhor explicação e desempenhou um importante papel na promoção da teoria na Grã-Bretanha. Foi laureado com a medalha Wollaston, concedida pela Sociedade Geológica de Londres, em 1848.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • "Reliquiæ diluvianæ" (1823)
  • "La Géologie et la Minéralogie dans leurs rapports avec la théologie naturelle" (1837), obra que faz parte de "Traités" de Francis II Henry Egerton de Bridgewater (traduzido para o francês por Louis-Michel-François Doyère, 1838).
Precedido por
Edward Sabine e John Herschel
Medalha Copley
1822
Sucedido por
John Pond
Precedido por
Ami Boué
Medalha Wollaston
1848
Sucedido por
Joseph Prestwich


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) geólogo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



Ligações externas[editar | editar código-fonte]