Dukinfield Henry Scott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dukinfield Henry Scott
Botânica
Nascimento 28 de novembro de 1854
Local Londres
Morte 29 de janeiro de 1934 (79 anos)
Local Basingstoke
Atividade
Campo(s) Botânica
Prêmio(s) Medalha Real (1906), Medalha Linneana (1921), Medalha Darwin (1926), Medalha Wollaston (1928)

Dukinfield Henry Scott (Londres, 28 de novembro de 1854Basingstoke, 29 de janeiro de 1934) foi um botânico britânico.[1]

Estudou os vegetais fósseis e demonstrou que as gimnospermas derivam das samambaias. Reuniu uma coleção de mais de 3.000 fósseis de plantas do período carbonífero.

Foi presidente da Sociedade Linneana de Londres entre 1908 e 1912.

Foi laureado com a Medalha Linneana de 1921 da Linnean Society of London, com a Medalha Darwin de 1926 da Royal Society e com a Medalha Wollaston da Sociedade Geológica de Londres em 1928.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • "Studies in Fossil Botany" (1900)
  • "Introduction to Structural Botany" (1894)
  • "The Present Position of Paleobotany" (1906)
  • "Extinct Plants and Problems of Evolution" (1924)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Charles Scott Sherrington e John Henry Poynting
Medalha Real
1906
com Alfred George Greenhill
Sucedido por
Ernest William Hobson e Ramsay Heatley Traquair
Precedido por
William Whitehead Watts
Medalha Wollaston
1928
Sucedido por
Friedrich Becke'



Ícone de esboço Este artigo sobre um botânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.