Jeroen Dijsselbloem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jeroen Dijsselbloem
Jeroen Dijsselbloem
Presidente do Eurogrupo

União Europeia

Período de governo 21 de Janeiro de 2013 -
Antecessor(a) Jean-Claude Juncker
Vida
Nascimento 29 de Março de 1966 (48 anos)
Eindhoven,  Países Baixos
Dados pessoais
Partido PvdA

Jeroen René Victor Anton Dijsselbloem (Eindhoven, 29 de março de 1966) é um político neerlandês. Atualmente é ministro das finanças dos Países Baixos e presidente do Eurogrupo.[1]

Como membro do Partido do Trabalho (Partij van de Arbeid), centro-esquerda, é ministro das Finanças dos Países Baixos desde 5 de novembro de 2012 no governo presidido por Mark Rutte.[2] Foi deputado do Parlamento dos Países Baixos entre 2000 e 2012 (com uma interrupção em 2002), concentrando-se em questões de cuidados de juventude, educação especial e professores.[3] Jeroen Dijsselbloem estudou economia agrícola, com foco em economia empresarial na Universidade de Wageningen (1985-1991) e fez o doutoramento em pesquisa económica em 1991 no University College Cork, na República da Irlanda (1991). De 1993 a 1996, ele trabalhou para o grupo parlamentar do Partido Trabalhista neerlandês e de 1996 a 2000, trabalhou no Ministério da agricultura, natureza e pescas. De 1994 a 1997, foi membro do conselho municipal de Wageningen.[3]

Jeroen Dijsselbloem é desde janeiro de 2013 o presidente do Eurogrupo.[4]

Dijsselbloem é conhecido como um trabalhador. Tem uma mente aberta, fala diretamente e é bom em línguas. Os seus principais temas são a política social e educacional. Tem a reputação de não ser somente um político sério, mas também sem sentido de humor.[5] [6] Vive com a sua mulher e dois filhos.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Jean-Claude Juncker
Presidente do Eurogrupo União Europeia
Janeiro de 2013 -
Sucedido por
-
Precedido por
Jan Kees de Jager
Ministro das Finanças dos  Países Baixos
Novembro de 2012 -
Sucedido por
-